Pular para o conteúdo principal

I Encontro Quadrinhos em Sala de aula acontece em Fortaleza

Resultado de imagem para I Encontro Quadrinhos em Sala de aula acontece em Fortaleza
Imagem: Google.
Da Turma da Mônica aos super-heróis da Marvel e DC, os quadrinhos foram, para muitos de nós, porta de entrada para a leitura. E foi pensando no potencial pedagógico dos quadrinhos que o escritor e editor Raymundo Netto, gestor de projetos da Fundação Demócrito Rocha (FDR), idealizou o Curso Básico de Histórias em Quadrinhos, ofertado pela Fundação.
Para Raymundo, é nessa familiaridade que reside o atrativo dos quadrinhos ao ser levado para a sala de aula. “As pessoas acompanham desde criança, por isso têm uma leitura facilitada, já entendem os recursos e o professor pode usar isso”, explica.
Realizado todo a distância, o Curso Básico despertou o interesse do público acima das expectativas iniciais dos organizadores. “O nosso curso teve uma resposta e uma visibilidade muito grande”, enfatiza. “Mais gente utiliza isso do que pensávamos. Os professores estão montando gibitecas, fazendo fanzines. Eles já estão fazendo isso e tendo resultados”, conta.
A culminância do processo acontece amanhã, 5, e sexta-feira, 6, no I Encontro Quadrinhos em Sala de Aula, uma oportunidade para uma discussão presencial sobre o tema. Iniciativa da Universidade Aberta do Nordeste, da FDR, em parceria com a Prefeitura de Fortaleza e com a Universidade Federal do Ceará (UFC), o evento contará com grandes nomes dos quadrinhos nacional e local — todos também professores e conteudistas do Curso Básico de Histórias em Quadrinhos.
Entre os convidados está uma das maiores referências brasileiras em pesquisas sobre quadrinhos em sala de aula, Waldomiro Vergueiro. Ele é também coordenador do Observatório de Histórias em Quadrinhos (OHQ). Outra pioneira nesse estudo, Sonia Bibe Luyten, dedica-se também a pesquisa sobre mangás e animes, sendo a convidada principal da mesa “A Cultura Pop Japonesa e o universo escolar”. Nomes importantes dos quadrinhos no Ceará como o professor Ricardo Jorge, coordenador do projeto de extensão Oficina de Quadrinhos da UFC, e o quadrinista e arte-educador Daniel Brandão também são palestrantes do evento.
O encontro acontece na Faculdade de Educação da UFC, no Benfica. As pré-inscrições estão sendo realizadas através da internet, mas será necessário credenciamento presencial para garantir uma das 130 vagas disponíveis por espaço -entre os quais estão as mesas “Quadrinhos na Educação: da rejeição à prática” e “O ensino da cultura negra pelos quadrinhos”.
A programação é gratuita e aberta a qualquer pessoa interessada no tema.
I Encontro Quadrinhos em Sala de Aula
Quando: Dias 5 (manhã e tarde) e 6 (manhã) de julho
Onde: Auditório Valnir Chagas, da Faculdade de Educação da Universidade Federal do Ceará (Rua Waldery Uchôa, 1 - Benfica).
Entrada gratuita.
Pré-inscrição: bit.ly/QuadrinhosSaladeAula
O Povo

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O Natal em Natal (RN), a capital potiguar fundada em 25 de dezembro de 1599

Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto 'O Natal em Natal'.
Considerada uma das maiores e mais bonitas do Brasil, a Árvore de Natal instalada no bairro de Mirassol encanta a natalenses e turistas. (Alex Regis/ Secom Natal)
Os moradores da capital do Rio Grande do Norte têm um motivo a mais para se alegrar e vivenciar esta época do ano. Afinal, eles celebram o “Natal em Natal”. Aliás, a capital potiguar recebeu este nome devido a data da sua fundação: 25 de dezembro de 1599. Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto “O Natal em Natal”, promovido pela prefeitura municipal. Ao todo, segundo a prefeitura, são mais de 40 eventos que contemplam dança, música, teatro, audiovisual, artesanato, gastronomia e outras manifestações culturais.
Na zona sul da capital, foi acessa, no dia 3 de dezembro,  a tradicional “árvore de Mirassol”, com 112 metros de altura, ornamentada com enfeites nos formatos de …

POPE FRANCIS GENERAL AUDIENCE 2016.06.08

Campus Party 2018 vendeu 30% a mais de ingressos que edição anterior

A feira de tecnologia Campus Party Brasília 2018 foi encerrada hoje (1°), após ter reunido milhares de pessoas em torno de palestras, oficinas e atividades com temas como o uso da tecnologia da computação, robótica, empreendedorismo e startups. Essa é a segunda edição do evento em Brasília, que começou no dia 27 de junho, no Estádio Nacional Mané Garrincha. Antes prevista para acontecer de 30 de maio a 3 de junho, a feira foi adiada para esta semana por causa da greve dos caminhoneiros. De acordo com o diretor da Campus Party Brasil, Tônico Novaes, o evento contabilizou um volume de vendas de ingressos pelo menos 30% maior que a primeira edição da Campus Party em Brasília, realizada no ano passado.  Para Tônico Novaes, a edição no Distrito Federal se destacou pela elevada participação e envolvimento dos que estão no evento.  “Os campuseiros daqui são realmente engajados no conteúdo. Andando por aqui você vai ver todos os workshops e bancadas cheias e a estrutura está bem maior que a …