ROSAS E ESPINHOS SECARÃO

Maria Silonilde Mesquita*
Vivemos num mundo de muitos acontecimentos e mudanças velozes, assim sendo, não podemos parar no tempo esperando que algo bom nos aconteça! Mexa-se, busque ser útil à vida, as pessoas. Então perceberá o quanto isto é plausível e positivo.

Não espere que alguém lhe convide para fazer o bem, inicie, dê o primeiro passo e então verá o quanto o mundo necessita de sua ajuda. Se prepare também para os espinhos, estes lhe ferirão, mas resista e continue seu trabalho em silêncio e adubando com sabedoria e amor e com o tempo você verá que os espinhos já não furam mais, pois secaram, porque não foram alimentados com o veneno da amargura.

O exercício diário para a bondade, neutraliza o veneno das línguas, então você verá que os espinhos morreram. Temos que ser resistentes com o exercício do bem pois muitos não suportam pessoas determinadas para o serviço do amor.

O julgamento e a perseguição é grande sobre quem faz o bem, quem alegra vidas! Saiba que toda árvore que dá frutos é apedrejada. Mas não podemos desistir, temos que ser resistentes e persistentes e nos conectarmos com pessoas do bem e juntos construirmos uma verdadeira ciranda de luz em busca da paz e da evolução da humanidade.

*Cronista, Poetisa e ocupa a cadeira 38 da Academia Ipuense Letras

Comentários

Mais Visitadas

LAMENTAÇÕES DE UM LÁPIS

Dentro da rotina das redes sociais, mulheres dividem as dificuldades e os pontos positivos de expor a maternidade

A Palavra Não

Livros com temática de direitos humanos são vandalizados na UnB