ROSAS E ESPINHOS SECARÃO

Maria Silonilde Mesquita*
Vivemos num mundo de muitos acontecimentos e mudanças velozes, assim sendo, não podemos parar no tempo esperando que algo bom nos aconteça! Mexa-se, busque ser útil à vida, as pessoas. Então perceberá o quanto isto é plausível e positivo.

Não espere que alguém lhe convide para fazer o bem, inicie, dê o primeiro passo e então verá o quanto o mundo necessita de sua ajuda. Se prepare também para os espinhos, estes lhe ferirão, mas resista e continue seu trabalho em silêncio e adubando com sabedoria e amor e com o tempo você verá que os espinhos já não furam mais, pois secaram, porque não foram alimentados com o veneno da amargura.

O exercício diário para a bondade, neutraliza o veneno das línguas, então você verá que os espinhos morreram. Temos que ser resistentes com o exercício do bem pois muitos não suportam pessoas determinadas para o serviço do amor.

O julgamento e a perseguição é grande sobre quem faz o bem, quem alegra vidas! Saiba que toda árvore que dá frutos é apedrejada. Mas não podemos desistir, temos que ser resistentes e persistentes e nos conectarmos com pessoas do bem e juntos construirmos uma verdadeira ciranda de luz em busca da paz e da evolução da humanidade.

*Cronista, Poetisa e ocupa a cadeira 38 da Academia Ipuense Letras

Comentários

Mais Visitadas

O Irmão Carlos de Foucauld

Há 50 anos, primeira mulher negra era eleita ao Congresso nos EUA

MASP completa 50 anos de histórias

Memorial do Holocausto lembra 80 anos da Noite dos Cristais em SP

Escreve Pe. Jocy - Dom Delgado