Turista libanesa é condenada a 8 anos de prisão por reclamar do Egito no Facebook

Um tribunal do Cairo a condenou por espalhar boatos que podem causar danos à sociedade, atacar a religião, e por indecência pública, disseram fontes judiciais.

Mona el-Mazboh foi presa após um vídeo de 10 minutos em que usa palavrões ter viralizado nas redes sociais.
Mona el-Mazboh foi presa após um vídeo de 10 minutos em que usa palavrões ter viralizado nas redes sociais. (Divulgação)

Por Haitham Ahmed e Eric Knecht
Cairo - Uma turista libanesa que foi presa no mês passado por postar um vídeo no Facebook reclamando de assédio sexual e das condições no país foi condenada a oito anos de prisão por um tribunal do Cairo, disse seu advogado à Reuters.
Mona el-Mazboh foi presa no aeroporto da capital egípcia no final da sua estadia na nação, após um vídeo de 10 minutos em que usa palavrões ter viralizado nas redes sociais.
Mazboh, que tem 24 anos, reclama de ter sido sexualmente assediada por taxistas e por um jovem na rua, além de ter criticado o serviço em restaurantes durante o mês sagrado do Ramadã e um incidente no qual ela teve dinheiro roubado em uma estadia prévia.
Um tribunal do Cairo a condenou por espalhar boatos que podem causar danos à sociedade, atacar a religião, e por indecência pública, disseram fontes judiciais.

Reuters

Comentários

Mais Visitadas

Físico brasileiro recebe Prêmio Templeton de 2019

Câmara homenageia mulheres que se destacaram na luta por direitos

José, servo bom e fiel

Inep cria comissão para decidir itens que farão parte do Enem 2019

Primeira edição da Semana de Arte Unifor abraça diversidade de linguagens e expressões