Pular para o conteúdo principal

Em setembro: seminário sobre educação social e emocional voltado para o público infantil

O evento será no dia 28 de setembro e tem como público-alvo diretores e professores de escolas, psicopedagogos, psicólogos e profissionais interessados no debate.
Muitos especialistas em Educação defendem que atividades socioemocionais são fundamentais para que os alunos saibam se relacionar, trabalhar em grupo e controlar as emoções. Nesse sentido, a ideia é combinar o ensino de habilidades tradicionais às socioemocionais, que representam o que as crianças precisam para ter sucesso não só acadêmico, mas na vida.

Para debater esses e outros assuntos ligados ao tema, a Ludis Editora realiza, no dia 28 de setembro, no Hotel Iate Plaza, o seminário de “Educação Emocional e Social – Como desenvolver as habilidades Socioemocionais e na Família”. O evento acontece a partir das 13 horas, e tem como público-alvo diretores e professores de escolas, psicopedagogos, psicólogos e profissionais interessados no debate.
Um dos objetivos é sensibilizar a sociedade sobre a importância dos conhecimentos da área de Habilidades Sociais no enfrentamento dos problemas sociais ligados à educação, qualidade de vida e outros aspectos da convivência humana; bem como aprofundar questões relacionadas à área das Habilidades Sociais e Educação Emocional em ambientes educacionais: escola, família, organizações. A ideia é também contribuir para a formação de profissionais da Educação, indicando os melhores meios para a promoção de programas de ensino das habilidades sociais.

Sistema Ludis

Hoje, as habilidades socioemocionais estão presentes na proposta da Base Nacional Comum Curricular, que indica 10 competências básicas a serem implementadas como disciplina ou projeto obrigatório na grade curricular das escolas públicas e particulares até 2019. Em países como Cingapura, Coreia do Sul, Canadá e Finlândia, referências mundiais em educação, isso já é uma realidade.
No Brasil, essa inclusão é um dos avanços sociais mais importantes dos últimos anos. Dessa forma, além das habilidades clássicas como saber ler, escrever, resolver cálculos, a escola está sendo convidada para trabalhar o desenvolvimento de competências socioemocionais de seus alunos, visando prepará-los para se relacionarem consigo mesmo, com os outros e o seu meio.
Esse também é um dos objetivos do Sistema Ludis de Educação Socioemocional, que oferece o Programa SILES, uma abordagem metodológica com materiais pedagógicos apropriados para a educação das habilidades socioemocionais nas escolas. A metodologia de ensino será apresentada aos participantes do seminário.
No evento, também haverá o lançamento do livro “Educação Transcomportamental – Gestão das Emoções para Comportamentos Inteligentes, da diretora da Ludis Editora, Isa Magalhães. A obra possui 308 páginas e trata de como desenvolver comportamentos eficazes a partir da educação das emoções. A publicação está incluída na taxa de inscrição do seminário.
Também será lançado o curso de formação em Educação Emocional, que visa habilitar profissionais para ministrar programas de Educação Emocional e Social visando o desenvolvimento das habilidades socioemocionais, em espaços educacionais diversos: escola, família, organizações. O curso é totalmente online, com duração de 15 módulos divididos em três níveis.

Serviço
Taxa de inscrição: R$ 80 reais
Haverá sorteios de livros da Ludis Editora e vale-descontos para o curso de Educação Emocional para os participantes.
Informações: (85) 3103.1304 e Whatsapp: (85) 99274 9057, ou pelo email isa@ludiseditora.com.br.

Com informações da Assessoria do Evento
Boa Notícia

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Corpo do Jornalista Carlos Heitor Cony deve ser cremado na terça-feira

Vinícius Lisboa - Repórter da Agência Brasil* O corpo do jornalista Carlos Heitor Cony deve ser cremado na próxima terça-feira (9), no Memorial do Carmo, segundo a Academia Brasileira de Letras (ABL), respeitando o desejo do imortal. Cony morreu ontem (6), aos 91 anos, vítima de falência múltipla dos órgãos após dez dias de internação. Segundo a ABL, como a morte ocorreu em um fim de semana, procedimentos jurídicos e administrativos terão que ser resolvidos nesta segunda-feira (8). Após a cremação, suas cinzas devem ser lançadas em um local que remete a sua infância. Também a pedido do jornalista, seu corpo não foi velado na sede da academia. A amiga e também jornalista Rosa Canha disse que Cony desejava uma cerimônia íntima. "Ele não queria velório, não queria missas nem nenhum tipo de homenagens. Ele pediu muito que fosse uma cerimônia apenas para a família".  Saiba MaisTemer lamenta morte do jornalista Carlos Heitor Cony Carlos Heitor Cony nasceu no Rio em 14 de março de 1926.…

Participe da Coletânea "100 Poetas e 100 Sonetos"

O Instituto Horácio Dídimo de Arte, Cultura e Espiritualidade está selecionando 100 poetas para compor a Coletânea “100 Poetas e 100 Sonetos”. Os sonetos são de tema livre e devem ser metrificados em qualquer tamanho ou estilo, rimados ou não. 

Não haverá taxa de inscrição e nem obrigatoriedade de aquisição do livro pelos participantes, que em contrapartida cedem seus direitos autorais. 

A data e local do lançamento da coletânea serão definidos posteriormente. 

Para participar, envie o seu soneto para o email ihd@institutohoraciodidimo.org ou pelo formulário até 10/07/2019 com uma breve biografia.

Por https://institutohoraciodidimo.org/2019/06/11/coletanea-100-poetas-e-100-sonetos/

O Natal em Natal (RN), a capital potiguar fundada em 25 de dezembro de 1599

Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto 'O Natal em Natal'.
Considerada uma das maiores e mais bonitas do Brasil, a Árvore de Natal instalada no bairro de Mirassol encanta a natalenses e turistas. (Alex Regis/ Secom Natal)
Os moradores da capital do Rio Grande do Norte têm um motivo a mais para se alegrar e vivenciar esta época do ano. Afinal, eles celebram o “Natal em Natal”. Aliás, a capital potiguar recebeu este nome devido a data da sua fundação: 25 de dezembro de 1599. Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto “O Natal em Natal”, promovido pela prefeitura municipal. Ao todo, segundo a prefeitura, são mais de 40 eventos que contemplam dança, música, teatro, audiovisual, artesanato, gastronomia e outras manifestações culturais.
Na zona sul da capital, foi acessa, no dia 3 de dezembro,  a tradicional “árvore de Mirassol”, com 112 metros de altura, ornamentada com enfeites nos formatos de …