Pular para o conteúdo principal

Em setembro: seminário sobre educação social e emocional voltado para o público infantil

O evento será no dia 28 de setembro e tem como público-alvo diretores e professores de escolas, psicopedagogos, psicólogos e profissionais interessados no debate.
Muitos especialistas em Educação defendem que atividades socioemocionais são fundamentais para que os alunos saibam se relacionar, trabalhar em grupo e controlar as emoções. Nesse sentido, a ideia é combinar o ensino de habilidades tradicionais às socioemocionais, que representam o que as crianças precisam para ter sucesso não só acadêmico, mas na vida.

Para debater esses e outros assuntos ligados ao tema, a Ludis Editora realiza, no dia 28 de setembro, no Hotel Iate Plaza, o seminário de “Educação Emocional e Social – Como desenvolver as habilidades Socioemocionais e na Família”. O evento acontece a partir das 13 horas, e tem como público-alvo diretores e professores de escolas, psicopedagogos, psicólogos e profissionais interessados no debate.
Um dos objetivos é sensibilizar a sociedade sobre a importância dos conhecimentos da área de Habilidades Sociais no enfrentamento dos problemas sociais ligados à educação, qualidade de vida e outros aspectos da convivência humana; bem como aprofundar questões relacionadas à área das Habilidades Sociais e Educação Emocional em ambientes educacionais: escola, família, organizações. A ideia é também contribuir para a formação de profissionais da Educação, indicando os melhores meios para a promoção de programas de ensino das habilidades sociais.

Sistema Ludis

Hoje, as habilidades socioemocionais estão presentes na proposta da Base Nacional Comum Curricular, que indica 10 competências básicas a serem implementadas como disciplina ou projeto obrigatório na grade curricular das escolas públicas e particulares até 2019. Em países como Cingapura, Coreia do Sul, Canadá e Finlândia, referências mundiais em educação, isso já é uma realidade.
No Brasil, essa inclusão é um dos avanços sociais mais importantes dos últimos anos. Dessa forma, além das habilidades clássicas como saber ler, escrever, resolver cálculos, a escola está sendo convidada para trabalhar o desenvolvimento de competências socioemocionais de seus alunos, visando prepará-los para se relacionarem consigo mesmo, com os outros e o seu meio.
Esse também é um dos objetivos do Sistema Ludis de Educação Socioemocional, que oferece o Programa SILES, uma abordagem metodológica com materiais pedagógicos apropriados para a educação das habilidades socioemocionais nas escolas. A metodologia de ensino será apresentada aos participantes do seminário.
No evento, também haverá o lançamento do livro “Educação Transcomportamental – Gestão das Emoções para Comportamentos Inteligentes, da diretora da Ludis Editora, Isa Magalhães. A obra possui 308 páginas e trata de como desenvolver comportamentos eficazes a partir da educação das emoções. A publicação está incluída na taxa de inscrição do seminário.
Também será lançado o curso de formação em Educação Emocional, que visa habilitar profissionais para ministrar programas de Educação Emocional e Social visando o desenvolvimento das habilidades socioemocionais, em espaços educacionais diversos: escola, família, organizações. O curso é totalmente online, com duração de 15 módulos divididos em três níveis.

Serviço
Taxa de inscrição: R$ 80 reais
Haverá sorteios de livros da Ludis Editora e vale-descontos para o curso de Educação Emocional para os participantes.
Informações: (85) 3103.1304 e Whatsapp: (85) 99274 9057, ou pelo email isa@ludiseditora.com.br.

Com informações da Assessoria do Evento
Boa Notícia

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Participe da Coletânea "100 Poetas e 100 Sonetos"

O Instituto Horácio Dídimo de Arte, Cultura e Espiritualidade está selecionando 100 poetas para compor a Coletânea “100 Poetas e 100 Sonetos”. Os sonetos são de tema livre e devem ser metrificados em qualquer tamanho ou estilo, rimados ou não. 

Não haverá taxa de inscrição e nem obrigatoriedade de aquisição do livro pelos participantes, que em contrapartida cedem seus direitos autorais. 

A data e local do lançamento da coletânea serão definidos posteriormente. 

Para participar, envie o seu soneto para o email ihd@institutohoraciodidimo.org ou pelo formulário até 10/07/2019 com uma breve biografia.

Por https://institutohoraciodidimo.org/2019/06/11/coletanea-100-poetas-e-100-sonetos/

O Natal em Natal (RN), a capital potiguar fundada em 25 de dezembro de 1599

Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto 'O Natal em Natal'.
Considerada uma das maiores e mais bonitas do Brasil, a Árvore de Natal instalada no bairro de Mirassol encanta a natalenses e turistas. (Alex Regis/ Secom Natal)
Os moradores da capital do Rio Grande do Norte têm um motivo a mais para se alegrar e vivenciar esta época do ano. Afinal, eles celebram o “Natal em Natal”. Aliás, a capital potiguar recebeu este nome devido a data da sua fundação: 25 de dezembro de 1599. Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto “O Natal em Natal”, promovido pela prefeitura municipal. Ao todo, segundo a prefeitura, são mais de 40 eventos que contemplam dança, música, teatro, audiovisual, artesanato, gastronomia e outras manifestações culturais.
Na zona sul da capital, foi acessa, no dia 3 de dezembro,  a tradicional “árvore de Mirassol”, com 112 metros de altura, ornamentada com enfeites nos formatos de …

Projeto do escritor e professor cearense Gonzaga Mota doa livros para escolas públicas da Capital e do interior

Por Diego Barbosa,  Com a ação, Gonzaga Mota já circulou por 20 instituições, ora aumentando acervos, ora criando novas mini-bibliotecas Com facilidade, a porta em que está cravada a placa "Livros de escritores cearenses" escancara-se em nova visão. Do outro lado do anteparo, o olhar mira num aconchegante espaço, onde repousam, organizadas e coloridas, obras de toda ordem. São títulos tradicionais e contemporâneos, exemplares de poesias, contos, crônicas, romances. Em comum a todos eles, o DNA nosso: possuem assinatura de cearenses. E querem ganhar mais mundos, outras trilhas. Mantido pelo escritor e professor Gonzaga Mota, o gabinete da descrição acima é recanto de possibilidades. Desde o começo deste ano, o profissional mantém um projeto de doação de livros para escolas públicas de Fortaleza e do interior, almejando estender o raio de alcance da leitura, especialmente entre crianças e jovens. A vontade de fazer com que os volumes saltem da…