Pular para o conteúdo principal

Exposição 'Eu leitor' aposta em tecnologia e interatividade para estimular literatura em Brasília

Por G1 DF
A Biblioteca Nacional de Brasília recebe, até 23 de setembro, a mostra "Eu leitor". A exposição mistura interatividade e tecnologia – com vídeos, imagens em 3D e projeções – para tratar da história da escrita e da importância da leitura.
O percurso da exposição passa por cerca de 500 autores. É possível escutar gravações de trechos de livros, mexer na disposição das linhas de grandes obras, montar uma constelação própria de autores – e, no fim, deitar-se em redes para ler as obras disponibilizadas pela Biblioteca Nacional com uma vista ampla da Esplanada dos Ministérios.
No fim da exposição na Biblioteca Nacional de Brasília, é possível ler em redes (Foto: TV Globo/Reprodução)No fim da exposição na Biblioteca Nacional de Brasília, é possível ler em redes (Foto: TV Globo/Reprodução)
No fim da exposição na Biblioteca Nacional de Brasília, é possível ler em redes (Foto: TV Globo/Reprodução)
Em agosto, além da mostra habitual, haverá o ciclo de conferências "O livro da minha vida", no qual escritores contam ao público suas experiências com uma obra considerada essencial para sua formação.
Entre os convidados, estão os escritores Cristovão Tezza e Lucília Garcez e o cineasta Vladimir Carvalho (veja lista completa abaixo).
Um dos ambientes da mostra 'Eu leitor' remonta o café da manhã de 'Alice no país das maravilhas' (Foto: TV Globo/Reprodução)Um dos ambientes da mostra 'Eu leitor' remonta o café da manhã de 'Alice no país das maravilhas' (Foto: TV Globo/Reprodução)
Um dos ambientes da mostra 'Eu leitor' remonta o café da manhã de 'Alice no país das maravilhas' (Foto: TV Globo/Reprodução)
"A exposição foi pensada para aproximar o público do conteúdo maravilhoso da literatura, geralmente tratada como objeto puramente escolar", diz o curador da mostra, Luiz Carreira.
"A literatura é uma arte de conteúdo brilhante, emocionante, cheio de possibilidades de imaginação."
A mostra fica aberta das 9h às 19h, de terça-feira a domingo. A entrada é gratuita.
Exposição "Eu Leitor" atrai apaixonados por literatura

'O livro da minha vida'

Para se inscrever nos bate-papos, é necessário enviar e-mail para contato@euleitor.com.br com nome e dia de interesse. As vagas são limitadas.
Ana Miranda
Data: 2/8 (quinta-feira)
Hora: 19h
Livro: “Alice no País das Maravilhas”, de Lewis Carroll
Cristovão Tezza
Data: 4/8 (sábado)
Hora: 17h
Livro: “Lord Jim“, de Joseph Conrad
Caetano Galindo
Data: 9/8 (quinta-feira)
Hora: 19h
Livro: “Ulysses“, de James Joyce
Luiz Carreira
Data: 11/8 (sábado)
Hora: 17h
Livro: “Ficções”, de Jorge Luis Borges
Martim Vasques da Cunha
Data: 16/8 (quinta-feira)
Hora: 19h
Livros: “O Paraíso Perdido” e “Paraíso Recuperado”, de John Milton
Karleno Márcio Bocarro
Data: 18/8 (sábado)
Hora: 17h
Livro: “Dom Quixote”, de Miguel de Cervantes
Lucília Garcez e Vladimir Carvalho
Data: 23/8 (quinta-feira)
Hora: 19h
Livros: “Grande Sertão: Veredas”, de João Guimarães Rosa, e “A Bagaceira”, de José Américo de Almeida
Rodrigo Lacerda
Data: 25/8 (sábado)
Hora: 17h
Livro: “Viva o povo brasileiro”, de João Ubaldo Ribeiro

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O Natal em Natal (RN), a capital potiguar fundada em 25 de dezembro de 1599

Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto 'O Natal em Natal'.
Considerada uma das maiores e mais bonitas do Brasil, a Árvore de Natal instalada no bairro de Mirassol encanta a natalenses e turistas. (Alex Regis/ Secom Natal)
Os moradores da capital do Rio Grande do Norte têm um motivo a mais para se alegrar e vivenciar esta época do ano. Afinal, eles celebram o “Natal em Natal”. Aliás, a capital potiguar recebeu este nome devido a data da sua fundação: 25 de dezembro de 1599. Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto “O Natal em Natal”, promovido pela prefeitura municipal. Ao todo, segundo a prefeitura, são mais de 40 eventos que contemplam dança, música, teatro, audiovisual, artesanato, gastronomia e outras manifestações culturais.
Na zona sul da capital, foi acessa, no dia 3 de dezembro,  a tradicional “árvore de Mirassol”, com 112 metros de altura, ornamentada com enfeites nos formatos de …

POPE FRANCIS GENERAL AUDIENCE 2016.06.08

Participe da Coletânea "100 Poetas e 100 Sonetos"

O Instituto Horácio Dídimo de Arte, Cultura e Espiritualidade está selecionando 100 poetas para compor a Coletânea “100 Poetas e 100 Sonetos”. Os sonetos são de tema livre e devem ser metrificados em qualquer tamanho ou estilo, rimados ou não. 

Não haverá taxa de inscrição e nem obrigatoriedade de aquisição do livro pelos participantes, que em contrapartida cedem seus direitos autorais. 

A data e local do lançamento da coletânea serão definidos posteriormente. 

Para participar, envie o seu soneto para o email ihd@institutohoraciodidimo.org ou pelo formulário até 10/07/2019 com uma breve biografia.

Por https://institutohoraciodidimo.org/2019/06/11/coletanea-100-poetas-e-100-sonetos/