Pular para o conteúdo principal

Exposição sobre Paulo Leminski inaugura o Mês da Literatura, em Curitiba

Exposição sobre Paulo Leminski inaugura o Mês da Literatura
A terceira edição do Mês da Literatura será aberta nesta sexta-feira (24), às 17h, no Palácio Iguaçu, em Curitiba, e vai até o dia 28 de setembro. O evento, da Secretaria de Estado da Cultura com apoio da Biblioteca Pública do Paraná, promove atividades relacionadas ao livro e um panorama da cena literária paranaense e nacional e abre com a inauguração da exposição "Meu coração de Polaco voltou", de Paulo Leminski (1944–1989). 
Entre as ações da programação está a "Caravana Literária" que reúne mais de quinze escritores paranaenses e nacionais que vão percorrer 45 municípios do Paraná, dos Campos Gerais ao Norte. 
Eles visitam as cidades promovendo debates sobre o livro, leitura e a formação de leitores em espaços culturais, escolas e bibliotecas. 
A exposição é composta por painéis com reprodução de textos, fac-símiles, fotos do acervo particular, livros e documentos originais de Leminski e tem a comunicação visual assinada por Maria Baptista. 
A data de abertura do "Mês da Literatura" é uma homenagem ao nascimento de Leminski. 
Além da mostra, a programação promove também oficinas, contação de histórias e a exposição itinerante “Palavras do Paraná”, nos municípios de Curitiba e Guaíra.
O secretário estadual da Cultura, João Luiz Fiani, disse que o objetivo é ampliar a discussão literária no Estado. “Nós sabemos da importância do livro, do ler, como um agente de transformação para uma cidadania melhor. Por isso, o evento leva escritores e debates que incentivam as pessoas a conhecer e se aventurar no mundo da literatura”, afirmou.
Entre os autores convidados estão os romancistas Milton Hatoum, Henrique Schneider e Oscar Nakasato; escritores infantojuvenis como Cléo Busatto, Jaqueline Conte, José Roberto Torero e Flávio de Souza; os poetas Luiz Felipe Leprevost, Henrique Rodrigues e Sônia Barros, cronistas; como Kledir Ramil, e Marcelo Moutinho; os críticos Marcelo Sandmann e Juliana Cortes, e os jovens autores Norbert Heinz e Rodrigo Ciríaco. 
SOBRE O MÊS - O “Mês da Literatura” está inserido no Plano Estadual do Livro, Leitura e Literatura (PELLL) e deve entrar para o calendário cultural do Estado. Além de fomentar e valorizar a leitura, incentivar e difundir a produção literária paranaense, o evento descentraliza a cultura ao levar autores em pequenos e médios municípios.

SERVIÇO: Mês da Literatura.
ABERTURA - Data: 24 (sexta-feira).
Horário: 17h.
Local: Palácio Iguaçu - Praça Nossa Senhora de Salette, s/n - Centro Cívico – Curitiba - Paraná.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Participe da Coletânea "100 Poetas e 100 Sonetos"

O Instituto Horácio Dídimo de Arte, Cultura e Espiritualidade está selecionando 100 poetas para compor a Coletânea “100 Poetas e 100 Sonetos”. Os sonetos são de tema livre e devem ser metrificados em qualquer tamanho ou estilo, rimados ou não. 

Não haverá taxa de inscrição e nem obrigatoriedade de aquisição do livro pelos participantes, que em contrapartida cedem seus direitos autorais. 

A data e local do lançamento da coletânea serão definidos posteriormente. 

Para participar, envie o seu soneto para o email ihd@institutohoraciodidimo.org ou pelo formulário até 10/07/2019 com uma breve biografia.

Por https://institutohoraciodidimo.org/2019/06/11/coletanea-100-poetas-e-100-sonetos/

O Natal em Natal (RN), a capital potiguar fundada em 25 de dezembro de 1599

Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto 'O Natal em Natal'.
Considerada uma das maiores e mais bonitas do Brasil, a Árvore de Natal instalada no bairro de Mirassol encanta a natalenses e turistas. (Alex Regis/ Secom Natal)
Os moradores da capital do Rio Grande do Norte têm um motivo a mais para se alegrar e vivenciar esta época do ano. Afinal, eles celebram o “Natal em Natal”. Aliás, a capital potiguar recebeu este nome devido a data da sua fundação: 25 de dezembro de 1599. Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto “O Natal em Natal”, promovido pela prefeitura municipal. Ao todo, segundo a prefeitura, são mais de 40 eventos que contemplam dança, música, teatro, audiovisual, artesanato, gastronomia e outras manifestações culturais.
Na zona sul da capital, foi acessa, no dia 3 de dezembro,  a tradicional “árvore de Mirassol”, com 112 metros de altura, ornamentada com enfeites nos formatos de …

POPE FRANCIS GENERAL AUDIENCE 2016.06.08