Pular para o conteúdo principal

Menino superdotado entra para faculdade de física biomédica aos 12 anos no México

'Meu objetivo principal, na primeira pesquisa que quero fazer, é deixar a base para que médicos e biólogos possam resolver os problemas biológicos que temos', declarou.
Carlos Antonio Santamaría, que iniciara a graduação na Universidade Nacional Autônoma do México, posa para as câmeras
Carlos Antonio Santamaría, que iniciara a graduação na Universidade Nacional Autônoma do México, posa para as câmeras (AFP)

Carlos Antonio Santamaría, de 12 anos, iniciará nesta segunda-feira (6) uma licenciatura em física biomédica na prestigiosa Universidade Nacional Autônoma do México (UNAM), tornando-se o aluno mais jovem que a instituição já teve.
"Meu objetivo principal, na primeira pesquisa que quero fazer, (...) é deixar a base para que médicos e biólogos possam resolver os problemas biológicos que temos", disse Carlos ante dezenas de câmeras e microfones de meios de comunicação, durante uma conferência da reitoria da universidade pública.
"Se conseguimos construir uma célula que se mantenha sozinha, organela por organela, podemos resolver qualquer doença. Porque se funciona perfeitamente tudo o que faz uma célula normal, significa que saberemos todo o necessário sobre ela para resolver suas doenças", disse.
Este "estudante de alta capacidade cognitiva", como é qualificado pela UNAM, cursará a licenciatura de física biomédica na Faculdade de Ciências a partir da próxima segunda-feira, sendo o primeiro aluno de 12 anos inscrito em uma licenciatura da instituição mexicana.
"Vou levar meu bichinho de pelúcia para as aulas", conta Carlos à AFP, referindo-se à sua puma, a mascote do clube universitário de futebol.
Embora este esporte não seja seu favorito, ele é torcedor do time. Gosta do jogo de construção Lego e de videogames, e isso não lhe impede de se relacionar com seus colegas adultos de faculdade.
"Preferiria começar a obter a maior quantidade possível de informação dos veteranos para começar a construir este quebra-cabeça tão grande que nenhum computador pôde resolver" na física biomédica, comenta.
Quando não está absorto em seus livros de escola, Carlos gosta de ler documentos de divulgação científica e literatura clássica.
"Outro dia estava lendo Dom Quixote e Cem Anos de Solidão", conta.
No ciclo escolar 2015-2016, 701 candidatos tentaram entrar para a licenciatura de física biomédica da UNAM. De cada 23 aspirantes a essa carreira, entrou um, segundo cifras oficiais.

AFP

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Participe da Coletânea "100 Poetas e 100 Sonetos"

O Instituto Horácio Dídimo de Arte, Cultura e Espiritualidade está selecionando 100 poetas para compor a Coletânea “100 Poetas e 100 Sonetos”. Os sonetos são de tema livre e devem ser metrificados em qualquer tamanho ou estilo, rimados ou não. 

Não haverá taxa de inscrição e nem obrigatoriedade de aquisição do livro pelos participantes, que em contrapartida cedem seus direitos autorais. 

A data e local do lançamento da coletânea serão definidos posteriormente. 

Para participar, envie o seu soneto para o email ihd@institutohoraciodidimo.org ou pelo formulário até 10/07/2019 com uma breve biografia.

Por https://institutohoraciodidimo.org/2019/06/11/coletanea-100-poetas-e-100-sonetos/

O Natal em Natal (RN), a capital potiguar fundada em 25 de dezembro de 1599

Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto 'O Natal em Natal'.
Considerada uma das maiores e mais bonitas do Brasil, a Árvore de Natal instalada no bairro de Mirassol encanta a natalenses e turistas. (Alex Regis/ Secom Natal)
Os moradores da capital do Rio Grande do Norte têm um motivo a mais para se alegrar e vivenciar esta época do ano. Afinal, eles celebram o “Natal em Natal”. Aliás, a capital potiguar recebeu este nome devido a data da sua fundação: 25 de dezembro de 1599. Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto “O Natal em Natal”, promovido pela prefeitura municipal. Ao todo, segundo a prefeitura, são mais de 40 eventos que contemplam dança, música, teatro, audiovisual, artesanato, gastronomia e outras manifestações culturais.
Na zona sul da capital, foi acessa, no dia 3 de dezembro,  a tradicional “árvore de Mirassol”, com 112 metros de altura, ornamentada com enfeites nos formatos de …

Projeto do escritor e professor cearense Gonzaga Mota doa livros para escolas públicas da Capital e do interior

Por Diego Barbosa,  Com a ação, Gonzaga Mota já circulou por 20 instituições, ora aumentando acervos, ora criando novas mini-bibliotecas Com facilidade, a porta em que está cravada a placa "Livros de escritores cearenses" escancara-se em nova visão. Do outro lado do anteparo, o olhar mira num aconchegante espaço, onde repousam, organizadas e coloridas, obras de toda ordem. São títulos tradicionais e contemporâneos, exemplares de poesias, contos, crônicas, romances. Em comum a todos eles, o DNA nosso: possuem assinatura de cearenses. E querem ganhar mais mundos, outras trilhas. Mantido pelo escritor e professor Gonzaga Mota, o gabinete da descrição acima é recanto de possibilidades. Desde o começo deste ano, o profissional mantém um projeto de doação de livros para escolas públicas de Fortaleza e do interior, almejando estender o raio de alcance da leitura, especialmente entre crianças e jovens. A vontade de fazer com que os volumes saltem da…