Parabéns, Padre Geovane!

Carlos Delano Rebouças*
A imagem pode conter: Carlos Delano Rebouças, close-up
Trinta anos, de fato, não são trinta dias, e sim três décadas que muito podem representar na vida de qualquer pessoa, sobretudo, na de alguém que a dedica no propósito de sempre exaltar o nome do Senhor.

Há quem acredite em escolhas, justificando-as pela condição na qual Deus nos dignifica, permitindo-nos o livre-arbítrio, ou seja, a capacidade de tomarmos decisões por conta própria. Contudo, é um presente valioso de Deus, porque nos permite escolher amá-lo de “todo o coração” (Mateus 22, 37).

Mas com o devido respeito, peço humildemente licença às escrituras sagradas para aferir minha opinião a respeito dessa condição de escolha, quando até mesmo pode parecer, em alguns momentos, que mais significa estar escrito para algumas pessoas que os caminhos a serem seguidos na terra já vêm predestinados, sob os planos e o controle de Deus.

Assim vejo a trajetória do querido, respeitado e ilustro Padre Geovane Saraiva, digníssimo pároco da nossa Igreja de Santo Afonso, no bairro da Parquelândia, o qual comemora, no dia 14 de agosto, do correte ano, trinta anos de sacerdócio, ou seja, três décadas de muita dedicação a Deus, dando mostras que escolhas até podem ser feitas, mas, para Deus, como a feita pelo nobre sacerdote, muito pode ser vista como um escolhido seu, com o único e relevante propósito de semear o seu amor entre os homens.

Parabéns, Padre Geovane! Que venham mais algumas décadas de muita dedicação à palavra do Senhor e a nossa paróquia, cujos paroquianos, sem exceção, tem pelo nobre amigo de todos um respeito imensurável, um extremo carinho e uma admiração profunda, edificada por anos de dedicação ao sacerdócio, como um digno representante do Pai.

*Professor de Língua Portuguesa e redação, conteudista, palestrante e facilitador de cursos e treinamentos, especialista em educação inclusiva e revisor de textos.

Comentários

Mais Visitadas

As dores da humanidade

Intolerância: arma dos preconceituosos

Começa em todo o país a 12ª Primavera dos Museus

14 etnias não têm seu idioma original preservado no Estado do Ceará

Adjetivando a vida