Pular para o conteúdo principal

Trinta Anos de Ordenação Sacerdotal do Pe. Geovane Saraiva

Ricardo Jardel Silveira*
Francisco Geovane ou, em uma tradução livre, Francisco Jovem, é filho de agricultores humildes da comunidade de Mazagão II da cidade de Capistrano-CE. Daquele casal de agricultores que vivenciou o drama da infertilidade por quatorze anos, brotaram cinco filhos, sendo que o terceiro destes viria a ser Apóstolo do Cristo. Desde cedo, aprendeu a devoção a São Francisco de Assis com o próprio Pai, que durante várias décadas peregrinava, a cada setembro, à cidade de São Francisco de Canindé, distante quarenta e sete quilômetros de Mazagão, para visitar a basílica e assistir à Missa. Seguindo os passos da Fé no Cristo, que transbordava em seu próprio lar, aos dezessete anos, o Francisco Jovem, sem olhar para trás, troca o arado do campo pelo arado do Senhor, embarca enfim em seu sonho de adolescente, de se tornar Pescador de Homens.

A imagem pode conter: casa, céu e atividades ao ar livre
Casa de Formação Santo Afonso - beleza de Arquitetura
Durante aproximadamente dez anos, realiza seus estudos de Filosofia e de Teologia nas cidades de Salvador, Brasília e Viamão, e então retorna a Capistrano, para ser ordenado Sacerdote, pelas mãos do Cardeal Aloísio Lorscheider, a quem anos depois, após a partida do Cardeal para a Jerusalém Celeste, homenagearia, escrevendo um livro sobre o Cardeal Franciscano intitulado “A Ternura de um Pastor”. Além deste livro, O Francisco Jovem escreveu mais outros dez livros, todos dedicados àqueles em que pauta sua espiritualidade, a saber, Papa Francisco e o Servo de Deus Dom Hélder Câmara.

Em gestos e palavras, o Francisco Jovem não deixa suas ovelhas esquecerem que o Cristo pode ser encontrado, visto e amado nos rostos dos empobrecidos, citando o próprio amigo Geovane: “se há fome na face da terra, é evidente que não é por insuficiência de alimentos; o que falta é o dom da partilha, da generosidade e da solidariedade” (cf. Fascinante Cena do Evangelho).

Neste dia quatorze de agosto de 2018, comemora-se trinta anos da ordenação sacerdotal do Pe. Geovane Saraiva. Metade desses anos de sacerdócio, foram inteiramente dedicados à comunidade da Parquelândia, como Pároco da Igreja Santo Afonso Maria de Ligório, aonde está sempre presente, servindo-nos diariamente com muito amor, a Santa Eucaristia. Sempre respeitando o tempo e recursos da comunidade, sem jamais nos pressionar, Pe. Geovane foi pedra angular na liderança para edificação de nossa arquitetônica Casa de Formação Santo Afonso, que é ferramenta fundamental para vários projetos, merecendo destaque sem dúvidas, o Projeto Dom Hélder Câmara, Arte e Missão, concebido pelo Pe. Geovane Saraiva e pela Coordenadora do Projeto, Auristela Leite. Inúmeros cursos de arte e mesmo de formação tecnológica são oferecidos através deste projeto.

*Professor da UFC, Pesquisador e da Pascom de Santo Afonso

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Participe da Coletânea "100 Poetas e 100 Sonetos"

O Instituto Horácio Dídimo de Arte, Cultura e Espiritualidade está selecionando 100 poetas para compor a Coletânea “100 Poetas e 100 Sonetos”. Os sonetos são de tema livre e devem ser metrificados em qualquer tamanho ou estilo, rimados ou não. 

Não haverá taxa de inscrição e nem obrigatoriedade de aquisição do livro pelos participantes, que em contrapartida cedem seus direitos autorais. 

A data e local do lançamento da coletânea serão definidos posteriormente. 

Para participar, envie o seu soneto para o email ihd@institutohoraciodidimo.org ou pelo formulário até 10/07/2019 com uma breve biografia.

Por https://institutohoraciodidimo.org/2019/06/11/coletanea-100-poetas-e-100-sonetos/

O Natal em Natal (RN), a capital potiguar fundada em 25 de dezembro de 1599

Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto 'O Natal em Natal'.
Considerada uma das maiores e mais bonitas do Brasil, a Árvore de Natal instalada no bairro de Mirassol encanta a natalenses e turistas. (Alex Regis/ Secom Natal)
Os moradores da capital do Rio Grande do Norte têm um motivo a mais para se alegrar e vivenciar esta época do ano. Afinal, eles celebram o “Natal em Natal”. Aliás, a capital potiguar recebeu este nome devido a data da sua fundação: 25 de dezembro de 1599. Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto “O Natal em Natal”, promovido pela prefeitura municipal. Ao todo, segundo a prefeitura, são mais de 40 eventos que contemplam dança, música, teatro, audiovisual, artesanato, gastronomia e outras manifestações culturais.
Na zona sul da capital, foi acessa, no dia 3 de dezembro,  a tradicional “árvore de Mirassol”, com 112 metros de altura, ornamentada com enfeites nos formatos de …

Projeto do escritor e professor cearense Gonzaga Mota doa livros para escolas públicas da Capital e do interior

Por Diego Barbosa,  Com a ação, Gonzaga Mota já circulou por 20 instituições, ora aumentando acervos, ora criando novas mini-bibliotecas Com facilidade, a porta em que está cravada a placa "Livros de escritores cearenses" escancara-se em nova visão. Do outro lado do anteparo, o olhar mira num aconchegante espaço, onde repousam, organizadas e coloridas, obras de toda ordem. São títulos tradicionais e contemporâneos, exemplares de poesias, contos, crônicas, romances. Em comum a todos eles, o DNA nosso: possuem assinatura de cearenses. E querem ganhar mais mundos, outras trilhas. Mantido pelo escritor e professor Gonzaga Mota, o gabinete da descrição acima é recanto de possibilidades. Desde o começo deste ano, o profissional mantém um projeto de doação de livros para escolas públicas de Fortaleza e do interior, almejando estender o raio de alcance da leitura, especialmente entre crianças e jovens. A vontade de fazer com que os volumes saltem da…