Dois contos de Hemingway raramente vistos serão publicados

Há 55 anos morria Ernest Hemingway
NOVA YORK - Dois contos de Ernest Hemingway escritos em meados dos anos 50 e raramente vistos serão publicados no próximo ano.
O diretor do patrimônio literário de Hemingway, Michael Katakis, disse a The Associated Press recentemente que The monument e Indian Country and the White Army foram incluídos em uma reedição especial do clássico do autor Por quem os sinos dobram. A nova edição também incluirá o conto A Room on the Garden Side (Um quarto ao lado do jardim) que era pouco conhecido fora da comunidade acadêmica até que a revista The Strand o publicou este ano.
For Whom the Bell Tolls: The Hemingway Library Edition estará disponível para venda no verão de 2019. O célebre romance, que se passa na Guerra Civil Espanhola, teve grande repercussão alguns meses atrás. Era um dos favoritos do senador John McCain, que morreu em agosto, e o título de um documentário da HBO sobre o republicano do Arizona e veterano da Guerra do Vietnã.
Katakis, cujo livro Ernest Hemingway: Artifacts from a Life sai esta semana, supervisionou numerosos projetos póstumos. Trabalhou na coordenação com o filho do autor, Patrick Hemingway, em reedições de Paris é uma festaAs verdes colinas de África e outros livros, além da polêmica publicação Verdade ao amanhecer, que Ernest Hemingway deixou sem terminar quando se suicidou em 1961.
"Estive falando com Patrick por muito tempo e nós sempre fazemos a mesma pergunta: 'Existe alguma razão para que isso seja publicado?'", disse Katakis em uma entrevista telefônica, mas recusou explicar porque decidiram publicar os contos da década de 1950, parte da Coleção de Ernest Hemingway da Biblioteca e Museu John F. Kennedy em Boston.
Hemingway escreveu cinco contos em 1956 em que refletiu sobre sua época de correspondente e participante da Segunda Guerra Mundial. Ele disse a seu editor, Chales Scribner Jr, que provavelmente deviam publicar depois da sua morte porque eram "um pouco traumáticos" e lidavam "com tropas e combates irregulares e com pessoas que realmente matam gente".
Um desses trabalhos, Black Ass at the Crossroads, foi publicado anos atrás. Outro conto, The Bubble Reputation, no momento seguirá sem ser publicado. Ernest Hemingway: Artifacts from a Life também inclui artigos da coleção da biblioteca JFK como fotografias, cartas e extensas anotações. Em um breve prólogo, Patrick Hemingway cita uma recordação de sua infância que não é mencionada no livro e nem em nenhum outro lugar: uma caixa de pesca de trutas que o autor usava nos passeios familiares.
"Para mim, essa caixa de pesca de trutas acentuava o elegante rito de minha mãe e meu pai ao caminharem juntos rio abaixo a seis metros da orla, lançando um ao outro seu sebo de três moscas molhadas, deixando suas linhas flutuarem e endireitarem antes de levantar os juncos e relançar", escreveu Patrick Hemingway. Porém, acrescentou, "até que a tigela mais fina e o sino quebrem". O matrimônio acabou em 1940 e a caixa desapareceu alguns anos depois. 
Estadão

Comentários

Mais Visitadas

15 de novembro de 1889

O Irmão Carlos de Foucauld

Memorial do Holocausto lembra 80 anos da Noite dos Cristais em SP

O mundo reconciliado em Cristo

Escreve Pe. Jocy - Dom Delgado