Pular para o conteúdo principal

Fundação Raimundo Fagner apresenta a magia das cantigas de roda no mês das crianças

Espetáculo musical faz parte do projeto “Aprendendo com arte” e promete encantar crianças e adultos em Fortaleza e Eusébio
Foto: Johnson Rocha
Durante o mês de outubro, a Fundação Raimundo Fagner resgata as músicas e as brincadeiras da infância do passado através do espetáculo “Cantigas de Roda”. A montagem, que conta com a participação de 90 crianças do projeto “Aprendendo com Arte”, pode ser vista na próxima segunda-feira, 08, na Escola Santa Clara de Assis, no Eusébio, com sessões às 09h e 15h. A entrada é gratuita.
Sob direção cênica de Mariana Eli, o show é uma verdadeira imersão na inocência das brincadeiras infantis nos quintais e nas ruas, provocando uma reflexão sobre como a diversão das crianças passou a desocupar esses espaços. Apresentado por artistas mirins de 7 a 12 anos, o espetáculo faz uma releitura de grandes hits (samba, maracatu, valsa, marcha rancho, rock, entre outros), estimulando o processo de aprendizagem por meio da música e do teatro.
As apresentações seguem durante o mês de outubro. No dia 12, às 16:30, será no Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, dentro da programação do 8º TIC – Festival Internacional de Teatro Infantil do Ceará. Depois retorna às escolas no dia 22, às 09h e 15h, na Escola Tia Eli; e no dia 29 às 09h e 15h no Conselho Escolar do Cies Anísio Teixeira.
E não para por aí
Em 2018, o projeto ainda estreia dois espetáculos recitais. No mês de novembro, “Música Barroca” reúne jovens de 13 a 17 anos para apresentar canções do estilo artístico que surgiu na segunda metade do século XVI e se estendeu até o começo do século XVIII, caracterizado pelo excesso de ornamentos. Em dezembro, o concerto “Noite de Natal” divide cerca de 160 educandos na orquestra em flautas, coral, violão e percussão, que trazem músicas clássicas dessa época do ano.
Sobre a Fundação Raimundo Fagner
Criada em 2000 na cidade de Orós, a fundação atende hoje cerca de 400 crianças e adolescentes entre 7 e 17 anos. Em 17 anos de experiência, a Fundação vem transformando a vida de jovens em situação de vulnerabilidade social por meio da experiência musical em cursos, oficinas e espetáculos.
O projeto “Aprendendo com Arte” contribui com o aprendizado contínuo ao estimular a criatividade juvenil em diversos ramos artísticos: teatro, artes visuais, literatura, informática, mídias, esporte, capoeira e história da arte.
Programação
08/10 – 09h e 15hs – Escola Santa Clara – R. Francisco Cláudio, 88 – Santa Clara, Eusébio
12/10 – 16:30hs – Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura – Dentro da programação do TIC (Festival Internacional de Teatro infantil do Ceará)
22/10 – 09h e 15hs – Escola Tia Eli – R. Primeiro de Abril, Paupina
29/10 – 09h e 15hs – Conselho Escolar do Cies Anísio Teixeira – R. Guarani, 355 – Messejana

Ficha Técnica
Produção Executiva: Sandra Queiroz, Adriana Silva e Camila Silva
Registro fotográfico e filmagem: Fundação Raimundo Fagner
Texto e direção: Mariana Elâni
Arranjos e Regência: Eduardo Saboya

Serviço
Apresentação do espetáculo “Cantigas de Roda”, da Fundação Raimundo Fagner, com crianças de 7 a 12 anos.
Acesso gratuito
Datas: 08, 12, 22 e 29 de outubro de 2018
Contato: Fundação Raimundo Fagner (85) 32743726 / site: www.frfagner.com.brhttp://www.frfagner.com.br

Boa Notícia

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Participe da Coletânea "100 Poetas e 100 Sonetos"

O Instituto Horácio Dídimo de Arte, Cultura e Espiritualidade está selecionando 100 poetas para compor a Coletânea “100 Poetas e 100 Sonetos”. Os sonetos são de tema livre e devem ser metrificados em qualquer tamanho ou estilo, rimados ou não. 

Não haverá taxa de inscrição e nem obrigatoriedade de aquisição do livro pelos participantes, que em contrapartida cedem seus direitos autorais. 

A data e local do lançamento da coletânea serão definidos posteriormente. 

Para participar, envie o seu soneto para o email ihd@institutohoraciodidimo.org ou pelo formulário até 10/07/2019 com uma breve biografia.

Por https://institutohoraciodidimo.org/2019/06/11/coletanea-100-poetas-e-100-sonetos/

O Natal em Natal (RN), a capital potiguar fundada em 25 de dezembro de 1599

Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto 'O Natal em Natal'.
Considerada uma das maiores e mais bonitas do Brasil, a Árvore de Natal instalada no bairro de Mirassol encanta a natalenses e turistas. (Alex Regis/ Secom Natal)
Os moradores da capital do Rio Grande do Norte têm um motivo a mais para se alegrar e vivenciar esta época do ano. Afinal, eles celebram o “Natal em Natal”. Aliás, a capital potiguar recebeu este nome devido a data da sua fundação: 25 de dezembro de 1599. Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto “O Natal em Natal”, promovido pela prefeitura municipal. Ao todo, segundo a prefeitura, são mais de 40 eventos que contemplam dança, música, teatro, audiovisual, artesanato, gastronomia e outras manifestações culturais.
Na zona sul da capital, foi acessa, no dia 3 de dezembro,  a tradicional “árvore de Mirassol”, com 112 metros de altura, ornamentada com enfeites nos formatos de …

Projeto do escritor e professor cearense Gonzaga Mota doa livros para escolas públicas da Capital e do interior

Por Diego Barbosa,  Com a ação, Gonzaga Mota já circulou por 20 instituições, ora aumentando acervos, ora criando novas mini-bibliotecas Com facilidade, a porta em que está cravada a placa "Livros de escritores cearenses" escancara-se em nova visão. Do outro lado do anteparo, o olhar mira num aconchegante espaço, onde repousam, organizadas e coloridas, obras de toda ordem. São títulos tradicionais e contemporâneos, exemplares de poesias, contos, crônicas, romances. Em comum a todos eles, o DNA nosso: possuem assinatura de cearenses. E querem ganhar mais mundos, outras trilhas. Mantido pelo escritor e professor Gonzaga Mota, o gabinete da descrição acima é recanto de possibilidades. Desde o começo deste ano, o profissional mantém um projeto de doação de livros para escolas públicas de Fortaleza e do interior, almejando estender o raio de alcance da leitura, especialmente entre crianças e jovens. A vontade de fazer com que os volumes saltem da…