Pular para o conteúdo principal

“O Deus que te criou sem ti, não te salvará sem ti”

Dom Júlio César Souza de Jesus*

“O Deus que te criou sem ti, não te salvará sem ti” (Santo Agostinho)

Imagem relacionadaAmados irmãos e irmãs, a Igreja celebra hoje a festa de São Lucas. O testemunho mais antigo que históricamente temos de Lucas e que é aceito pela ciência é conhecido como Cânon de Muratori, descoberto por Ludovido Antônio Muratori do século II. Eis o que diz: “O terceiro livro, do evangelho segundo Lucas, este Lucas é um médico, que após a assenção de Jesus, Paulo tomou consigo como companheiro de viagem. Ele escreveu em nome próprio e segundo o seu ponto de vista, ainda que nunca tivesse visto pessoalmente o Senhor em sua vida carnal”.
A Igreja celebra a festa de São Lucas, um homem que foi médico não somente de homens, mas também de almas. Estamos falando de um homem que percorreu um longo caminho até a sua conversão a Deus, isto porque a vida do homem pertence a Deus. A atividade da mente é vida e Deus é pura auto atividade da razão, a mais abençoada e eterna vida. Deus vive eterno e perfeito e a vida continua eternamente em Deus, visto que Deus é a vida eterna.
Meus irmãos e irmãs! Falar de São Lucas significa lembrar um médico, um intelectual, um discípulo de caminhada de Paulo e um amigo de Deus. No evangelho que ele escreveu nunca falou de si mesmo, toda sua ocupação foi anunciar a Jesus. Em São Lucas tudo se dirige para Deus, seu coração, sua mente, seus estudos. Seu Evangelho é o Evangelho do encontro, isso porque ele fala de Jesus após uma longa procura que faz do mesmo.
Nossa intenção nesta celebração de hoje é trabalhar para o bom êxito do XI Evangelizar é preciso Fortaleza. Evangelizar é anunciar Jesus. Somente uma pessoa carinhosamente apaixonada por Jesus é capaz de Evangelizar. O sentido profundo de Evangelizar é suscitar seguidores e seguidoras de Jesus, discípulos-missionários, pois discípulos e discípulas são todos aqueles e aquelas, homens e mulheres que se identificam com o projeto de Jesus, que assim como São João Batista preparam os caminhos do Senhor. Infelizmente, hoje, são muitos que se tornam apenas membros de instituições religiosas, mas que nunca fizeram na vida uma experiência originária de Cristo, experiência que seja apaixonante, falam de Igreja, mas não falam como Igreja, falam de Jesus, mas não falam com Jesus, querem construir um Deus à sua imagem e semelhança, mas não se deixam modelar por Deus. Não existe coisa pior para um cristão do que falar de Deus sem brilho nos olhos.
O evangelizar este ano traz como lema “Derrubar as Muralhas”. Penso que são muitas as muralhas que precisam cair, poderia iniciar por aquela de deixarmos de ser uma comunidade majoritariamente formada por “adeptos” e nos tornarmos discípulos-missionários.
Precisamos colocar Jesus no coração do Povo. Acontece que ninguém coloca Jesus no coração de outra pessoa se, primeiro, não o colocou no seu próprio coração. Precisamos fixar o olhar no rosto de Jesus, sintonizar com sua vida, acolher o Dom do seu Espírito Santo que anima e vivifica nossa vida. Precisamos seguir uma trajetória na direção do Reino de Deus, para tanto, seguir Jesus até a morte para sermos transformados por sua ressurreição.
Outras muralhas que precisam ser derrubadas: a enfermidade, a exploração, a injustiça social, o espírito de lucro, o exílio forçado, a opressão, a violência, a fome, a miséria. Infelizmente são sinais dos tempos que desafiam o nosso ser e o nosso agir como cristãos.
Dizemos que uma obra de arte fala muito do seu autor. Pois bem, o Evangelho escrito por São Lucas fala muito dele. Este Evangelho é o Evangelho da alegria. São Lucas nos ensina que servir a Jesus é servi-lo com prazer. Não podemos sair ao encontro de Jesus com medo, preocupados, receosos, mas servi-lo com confiança. Quem evangeliza não pode falar de Jesus com cara de quem bebeu vinagre.
Lucas apresenta Jesus irradiando alegria por onde passa. As curas, os milagres, as palavras cheias de encanto, o convite à conversão, o diálogo com os pecadores, o chamado aos discípulos. Todos os que se encontram com Jesus no Evangelho de Lucas são tomados de grande alegria. Já no início do seu Evangelho 2,10 os pastores são tomados de grande alegria. É o mesmo que o Evangelizar Fortaleza quer realizar, ajudar a descobrir Jesus de maneira alegre e como algo bom, uma boa-notícia. Lucas no seu Evangelho insiste também que Jesus é a salvação. Que Deus está nos oferecendo a salvação hoje, agora e sempre.
Do início ao fim seu Evangelho nos fala da Salvação. No capítulo 2,11 diz: “Hoje na cidade de Davi nasceu para vocês um salvador.”; Em 19,9 diz para Zaqueu: “Hoje a Salvação entrou na tua casa”. No Capítulo 23,4 diz para o condenado na cruz: “Hoje mesmo estarás comigo no paraíso”. Do início ao fim a mensagem de São Lucas será sempre a mensagem da Salvação que é a expressão da misericórdia de Deus por nós, pois O Verbo eterno como um Sol nascente nos veio visitar, para iluminar os que se encontravam nas trevas e sentados na sombra da morte para guiar os nossos passos no caminho da paz.
No evangelho de hoje escutamos Jesus dirigir sua palavra aos seus discípulos e, fazendo isso, Ele está também dirigindo essas mesmas palavras a cada um de nós. Jesus nunca quis agir sozinho. “O Deus que te criou sem ti, não te salvará sem ti”. Por isso Jesus escolheu colaboradores, nunca agiu como um franco atirador. Sua mensagem principal no evangelho de hoje é: “Ide”. Ele não quer uma Igreja rígida, engessada, encerrada em si mesma, ensimesmada. Ele nos diz: “O Reino de Deus já está no meio de vós”.  Esta é a bela e grande notícia de São Lucas. Deus está no meio de nós e é Ele quem nos encoraja. Ele nos diz: “curai os doentes”, significa que para nós cristãos não basta levantar as mãos para o céu se não tivermos misericórdia dos que sofrem ou se não somos capazes de nos debruçarmos sobre as feridas dos nossos irmãos e irmãs que encontramos caídos à beira da estrada.
Jesus nos diz: “Quando entrardes numa casa dizei: ‘A paz esteja nesta casa’!”.  Um evangelizador é portador de uma mensagem de paz. Por isso não somos a favor da violência, nem da cultura da violência, nem dos que pregam a violência fazendo do ódio o seu principal discurso. O evangelizador não é uma pessoa que impõe suas ideias com superioridade, nem com ameaças, mas homem e mulher de perdão.
Após mais de dois mil anos de cristianismo o Senhor Jesus continua a nos enviar como cordeiros para o meio de lobos. Esta, meus irmãos e irmãs, é a nossa identidade. Não somos lobos, mas cordeiros e, por isso, somos a favor da vida e não da morte, a favor da paz e não da violência, a favor da família e não do divórcio ou de tudo aquilo que é prejudicial à dignidade da pessoa humana, somos a favor da identidade sexual do homem e da mulher e não da banalização da natureza. Somente quem crê nestas verdades poderá realmente trabalhar como voluntário no XI Evangelizar é preciso Fortaleza.
Louvado Seja Nosso Senhor Jesus Cristo!

*Bispo Auxiliar da Arquidiocese de Fortaleza

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Participe da Coletânea "100 Poetas e 100 Sonetos"

O Instituto Horácio Dídimo de Arte, Cultura e Espiritualidade está selecionando 100 poetas para compor a Coletânea “100 Poetas e 100 Sonetos”. Os sonetos são de tema livre e devem ser metrificados em qualquer tamanho ou estilo, rimados ou não. 

Não haverá taxa de inscrição e nem obrigatoriedade de aquisição do livro pelos participantes, que em contrapartida cedem seus direitos autorais. 

A data e local do lançamento da coletânea serão definidos posteriormente. 

Para participar, envie o seu soneto para o email ihd@institutohoraciodidimo.org ou pelo formulário até 10/07/2019 com uma breve biografia.

Por https://institutohoraciodidimo.org/2019/06/11/coletanea-100-poetas-e-100-sonetos/

O Natal em Natal (RN), a capital potiguar fundada em 25 de dezembro de 1599

Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto 'O Natal em Natal'.
Considerada uma das maiores e mais bonitas do Brasil, a Árvore de Natal instalada no bairro de Mirassol encanta a natalenses e turistas. (Alex Regis/ Secom Natal)
Os moradores da capital do Rio Grande do Norte têm um motivo a mais para se alegrar e vivenciar esta época do ano. Afinal, eles celebram o “Natal em Natal”. Aliás, a capital potiguar recebeu este nome devido a data da sua fundação: 25 de dezembro de 1599. Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto “O Natal em Natal”, promovido pela prefeitura municipal. Ao todo, segundo a prefeitura, são mais de 40 eventos que contemplam dança, música, teatro, audiovisual, artesanato, gastronomia e outras manifestações culturais.
Na zona sul da capital, foi acessa, no dia 3 de dezembro,  a tradicional “árvore de Mirassol”, com 112 metros de altura, ornamentada com enfeites nos formatos de …

Projeto do escritor e professor cearense Gonzaga Mota doa livros para escolas públicas da Capital e do interior

Por Diego Barbosa,  Com a ação, Gonzaga Mota já circulou por 20 instituições, ora aumentando acervos, ora criando novas mini-bibliotecas Com facilidade, a porta em que está cravada a placa "Livros de escritores cearenses" escancara-se em nova visão. Do outro lado do anteparo, o olhar mira num aconchegante espaço, onde repousam, organizadas e coloridas, obras de toda ordem. São títulos tradicionais e contemporâneos, exemplares de poesias, contos, crônicas, romances. Em comum a todos eles, o DNA nosso: possuem assinatura de cearenses. E querem ganhar mais mundos, outras trilhas. Mantido pelo escritor e professor Gonzaga Mota, o gabinete da descrição acima é recanto de possibilidades. Desde o começo deste ano, o profissional mantém um projeto de doação de livros para escolas públicas de Fortaleza e do interior, almejando estender o raio de alcance da leitura, especialmente entre crianças e jovens. A vontade de fazer com que os volumes saltem da…