Primavera Literária do Rio de Janeiro chega à maioridade entre 18 e 21 de outubro, no Museu da República

Evento no Rio de Janeiro e em Belo Horizonte completa 18 anos

Primavera Literária
A escritora Conceição Evaristo estará em uma das mesas de debate

A Primavera Literária do Rio de Janeiro chega à maioridade entre 18 e 21 de outubro, no Museu da República, buscando dar evidência máxima a temas ainda chamados de tabu, sobretudo às questões femininas, acima de tudo os desafios das mulheres negras na literatura e na vida.
“No nosso Domingo das Mulheres, na tenda Faça Amor Não Faça Guerra, título em homenagem aos 50 anos de maio de 1968, teremos somente mesas de mulheres”, explica Raquel Menezes, presidente da Liga Brasileira de Editoras (Libre), entidade organizadora do evento.
Nesse dia, a mesa “Mulheres Negras na Literatura” reunirá a cubana Teresa Cárdenas, a mineira Conceição Evaristo, a carioca Eliana Alves Cruz e a paraense Paloma Franca Amorim. Outras mesas tratarão de “Mulheres no Poder”, “Mulheres no Funk”, “Ativismo Jovem”, “Tabu na Literatura”, “Publique Sexo”, “Ocupa Museu” e “A Representação Negra na Literatura Infantil”.
“O mais importante desta edição, além dos 18 anos de resistência que comemoramos, é a abertura para questões atuais”, diz Menezes. “Ricardo Lísias estará lançando seu livro-performance contra Sergio Moro e tudo que ele representa neste momento caótico do nosso País.”
Ela refere-se a Sem Título – Uma Performance contra Sergio Moro (Oficina), do escritor paulista, um dos 15 títulos que serão lançados na Primavera. O encontro compreende debates, palestras, oficinas, exposição e venda de livros, filmes, saraus, slams, performances, atrações voltadas ao público infantil e um bloco carnavalesco. Entre os nomes participantes estão Martinho da Vila, Leonardo Boff, Ondajki, Roger Chartier, Wadih Damous e Lázaro Ramos.
Entre 8 e 11 de novembro, a Primavera (que já teve edições em Belo Horizonte, Salvador e São Paulo) volta a aportar em Minas Gerais, no CCBB de Belo Horizonte.


Serviço:
18ª Primavera Literária. De 18 a 21 de outubro, das 10 às 20 horas, no Museu da República (Rua do Catete, 153) Rio de Janeiro. De 8 a 11 de novembro, no CCBB (Praça da Liberdade, 450), Belo Horizonte. Entrada gratuita.

Fonte: Carta Capital

Comentários

Mais Visitadas

Há 50 anos, primeira mulher negra era eleita ao Congresso nos EUA

O Irmão Carlos de Foucauld

Escreve Pe. Jocy - Dom Delgado

MASP completa 50 anos de histórias

Cearense Mailson Furtado ganha o Prêmio Jabuti de livro do Ano