Pular para o conteúdo principal

Cinco jurados externos vão reforçar comitê do Nobel da Literatura até 2020




Gun-Britt Sundström é um dos cinco autores que vão reforçar o Comité Nobel
FotoGun-Britt Sundström é um dos cinco autores que vão reforçar o Comité Nobel DR

Cinco escritores e críticos literários exteriores à instituição vão integrar, nos próximos dois anos, o comitê da Academia Sueca que elege os vencedores do Prêmio Nobel da Literatura. A decisão foi anunciada esta segunda-feira pela Academia Sueca, que vive uma crise histórica devido a um escândalo de alegadas fugas de informação e de acusações de abusos sexuais ao marido de uma congressista.
O novo Comité Nobel passará a incluir – além dos académicos Per Wästberg, Horace Engdahl, Kristina Lugn, Anders Olsson e Jesper Svenbro – a escritora e tradutora Gun-Britt Sundström, cujo romance Maken (1976) é considerado um clássico da moderna literatura sueca, o poeta, tradutor e ensaísta Kristoffer Leandoer e três críticos literários: Mikaela Blomqvist, especializada em teatro, Henrik Petersen e Rebecka Ahlberg Kärde.


Academia Sueca responsável pelo Nobel da Literatura perde mais um membro
A medida foi tomada de forma consensual pela Fundação Nobel, que já havia sugerido há alguns meses a criação de um novo comité para a atribuição do Nobel da Literatura. Este ano o prémio não foi entregue por causa do escândalo que abalou a instituição.

A Academia Sueca decidiu-se em Maio por este adiamento (algo que não ocorria desde há sete décadas) dada a perda de "confiança" do mundo exterior na instituição e o seu próprio "enfraquecimento", após a saída, até àquela data, de oito dos seus 18 membros.
"O facto de a fundação encarar positivamente esta aposta significa que podemos continuar a trabalhar em paz antes do próximo prémio, e isso dá-nos segurança. Avançámos mais um passo na reconstrução", disse esta segunda-feira Anders Olsson, o secretário interino da Academia.
Olsson especificou que esta é uma medida "temporária", que deverá manter-se até 2020, ano em que serão entregues três prémios, um deles correspondente a 2018.


A Academia atravessa uma situação crítica desde há um ano, quando um jornal sueco publicou as denúncias de 18 mulheres que acusavam de abusos sexuais o artista francês Jean-Claude Arnault, ligado à instituição através da sua mulher, a poeta Katarina Frostenson, e do seu clube literário, que a Academia Sueca financiava.
Uma auditoria concluiu que Arnault não influenciou decisões sobre prémios e subsídios, embora o apoio económico recebido pelo seu clube viole as regras de imparcialidade, já que a sua mulher, membro da academia, era dele co-proprietária.
Cinco membros da Academia renunciaram formalmente desde o ano passado e três saíram temporariamente, incluindo os dois últimos secretários, Sara Danius e Peter Englund. Entretanto foram eleitos como novos académicos o professor Mats Malm, o jurista Eric Runesson e a escritora Jila Mossaed.

Fica por resolver a situação de Katarina Frostenson, que se recusou a renunciar voluntariamente, conforme solicitado pela instituição, o que levou à abertura de uma investigação sobre uma possível violação dos estatutos da Academia.
Arnault foi condenado, no mês passado, a dois anos de prisão por uma violação cometida em 2011. Apesar de ter recorrido da sentença, permanece em prisão preventiva por ordem do tribunal.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O Natal em Natal (RN), a capital potiguar fundada em 25 de dezembro de 1599

Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto 'O Natal em Natal'.
Considerada uma das maiores e mais bonitas do Brasil, a Árvore de Natal instalada no bairro de Mirassol encanta a natalenses e turistas. (Alex Regis/ Secom Natal)
Os moradores da capital do Rio Grande do Norte têm um motivo a mais para se alegrar e vivenciar esta época do ano. Afinal, eles celebram o “Natal em Natal”. Aliás, a capital potiguar recebeu este nome devido a data da sua fundação: 25 de dezembro de 1599. Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto “O Natal em Natal”, promovido pela prefeitura municipal. Ao todo, segundo a prefeitura, são mais de 40 eventos que contemplam dança, música, teatro, audiovisual, artesanato, gastronomia e outras manifestações culturais.
Na zona sul da capital, foi acessa, no dia 3 de dezembro,  a tradicional “árvore de Mirassol”, com 112 metros de altura, ornamentada com enfeites nos formatos de …

POPE FRANCIS GENERAL AUDIENCE 2016.06.08

Campus Party 2018 vendeu 30% a mais de ingressos que edição anterior

A feira de tecnologia Campus Party Brasília 2018 foi encerrada hoje (1°), após ter reunido milhares de pessoas em torno de palestras, oficinas e atividades com temas como o uso da tecnologia da computação, robótica, empreendedorismo e startups. Essa é a segunda edição do evento em Brasília, que começou no dia 27 de junho, no Estádio Nacional Mané Garrincha. Antes prevista para acontecer de 30 de maio a 3 de junho, a feira foi adiada para esta semana por causa da greve dos caminhoneiros. De acordo com o diretor da Campus Party Brasil, Tônico Novaes, o evento contabilizou um volume de vendas de ingressos pelo menos 30% maior que a primeira edição da Campus Party em Brasília, realizada no ano passado.  Para Tônico Novaes, a edição no Distrito Federal se destacou pela elevada participação e envolvimento dos que estão no evento.  “Os campuseiros daqui são realmente engajados no conteúdo. Andando por aqui você vai ver todos os workshops e bancadas cheias e a estrutura está bem maior que a …