Pular para o conteúdo principal

Festival faz releituras de clássicos da música e da literatura, em João Pessoa

Festival acontecerá em João Pessoa entre os dias 13 e 18 de novembro — Foto: Festival Sesi Bonecos/Facebook
Festival acontecerá em João Pessoa entre os dias 13 e 18 de novembro — Foto: Festival Sesi Bonecos/Facebook
Entre os dias 13 e 18 de novembro, João Pessoa sediará o festival "Sesi Bonecos do Mundo". Durante o evento, o público poderá assistir releituras de grandes clássicos da música e da literatura. O primeiro exemplo é o espetáculo Alice Live, da banda mineira Pato Fu e do grupo Giramundo, também de Minas Gerais.
A peça é uma releitura de “Alice no País das Maravilhas”. Outro clássico que estará em cena é “Aladim”, que será encenado pelos tchecos The Forman Brothers’ Theatre. Ainda nessa linha, os russos do Teatro Tenj trazem a sua visão da Ópera Carmen.
As apresentações acontecem em dois espaços. Da terça-feira (13) até a quinta-feira (15) o público assistirá aos espetáculos no Theatro Santa Roza em duas sessões, às 19h e 21h. Para essas apresentações, é necessário retirar o ingresso gratuitamente a partir das 12h do dia da apresentação na bilheteria do teatro. Serão distribuídos até dois ingressos por pessoa.
No sábado (17) e no domingo (18) as apresentações acontecem no Parque Sólon de Lucena. O espaço estará completamente transformado para o festival. A programação começa às 16h30 com espetáculos que interagem diretamente com público.
Veja a programação do festival:
Theatro Santa Roza
Terça-feira (13/11)
  • 19h - Animação Suspensa - Cia. The Huber Marionete (EUA);
  • 21h - Animação Suspensa - Cia. The Huber Marionete (EUA);
Quarta-feira (14/11)
  • 19h - Aladim - Cia. The Forman Brother's Theatre (República Tcheca);
  • 21h - Aladim - Cia. The Forman Brother's Theatre (República Tcheca);
Quinta-feira (15/11)
  • 19h - Pequenos Contos - Hugo & Ines (Peru);
  • 21h - Pequenos Contos - Hugo & Ines (Peru);
Parque Sólon de Lucena
Sábado (17/11)
  • 16h30 - Torres Andantes - Abertura com o Giramundo (MG) - Classificação Livre - Local: Entre o público
  • 16h30 - Mamulengo: Patrimônio Imaterial Brasileiro/ Mestres Tonho e Daniel - Exposição (RJ/PE);
  • 17h30 - Zé Lopes/ Valdeck de Garanhuns/ Mamulengo Estrela do norte do Mestre Babi Guedes/ Duda da Boneca - Mestre Mamulengueiros (PE/SP/PB/RN);
  • 17h30 - Corsários Inversos - Grupo Mosaico Cultural (RS) ;
  • 17h30 - Travessia - Caixa de Imagens (SP);
  • 18h30 e 20h30 - A Velha - Bululu Teatro (Argenina);
  • 17h30 - Ópera Carmem - Teatro Tenj (Rússia);
  • 17h30 e 18h30 - Flautista de Hamelin - Trip (SC);
  • 19h30 - O Jogo do Tempo - David Zuazola (Chile);
  • 18h30 - Pequenos Contos - Hugo & Ines (Peru);
  • 19h30 - Aladim - Cia. The Forman Brother's Theatre (República Tcheca);
  • 20h30 - Música de Brinquedo 2 - Banda Pato Fu (MG);
 
Domingo (18/11)
  • 16h30 - Torres Andantes - Cia. Abertura com Giramundo (MG);
  • 16h30 e 22h - Mamulengo: Patrimônio Imaterial Brasileiro/ Mestres Tonho e Daniel - Exposição (RJ/PE);
  • Entre 17h30 e 20h30 - Zé Lopes/ Valdeck de Garanhuns/ Mamulengo Estrela do norte do Mestre Babi Guedes/ Duda da Boneca - Mestre Mamulengueiros (PE/SP/PB/RN);
  • Entre 17h30 e 20h30 - Corsários Inversos - Grupo Mosaico Cultural (RS);
  • Entre 17h30 e 20h30 - Travessia - Caixa de Imagens (SP);
  • Entre 18h30 e 20h30 - A Velha - Bululu Teatro (Argenina);
  • Entre 17h30 e 20h30 - Ópera Carmem - Teatro Tenj (Rússia);
  • 17:30 e 18h30 - Pequenos Contos - Hugo & Ines (Peru);
  • 19h30 e 20h30 - O Jogo do Tempo - David Zuazola (Chile);
  • 17h30 - Cadê Meu Herói? - Sobrevento (SP);
  • 18h30 - Animação Suspensa - Cia. The Huber Marionete (EUA);
  • 19h30 - Alice Live - Giramundo com Banda Pato Fu (MG).
Por G1 PB

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Participe da Coletânea "100 Poetas e 100 Sonetos"

O Instituto Horácio Dídimo de Arte, Cultura e Espiritualidade está selecionando 100 poetas para compor a Coletânea “100 Poetas e 100 Sonetos”. Os sonetos são de tema livre e devem ser metrificados em qualquer tamanho ou estilo, rimados ou não. 

Não haverá taxa de inscrição e nem obrigatoriedade de aquisição do livro pelos participantes, que em contrapartida cedem seus direitos autorais. 

A data e local do lançamento da coletânea serão definidos posteriormente. 

Para participar, envie o seu soneto para o email ihd@institutohoraciodidimo.org ou pelo formulário até 10/07/2019 com uma breve biografia.

Por https://institutohoraciodidimo.org/2019/06/11/coletanea-100-poetas-e-100-sonetos/

O Natal em Natal (RN), a capital potiguar fundada em 25 de dezembro de 1599

Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto 'O Natal em Natal'.
Considerada uma das maiores e mais bonitas do Brasil, a Árvore de Natal instalada no bairro de Mirassol encanta a natalenses e turistas. (Alex Regis/ Secom Natal)
Os moradores da capital do Rio Grande do Norte têm um motivo a mais para se alegrar e vivenciar esta época do ano. Afinal, eles celebram o “Natal em Natal”. Aliás, a capital potiguar recebeu este nome devido a data da sua fundação: 25 de dezembro de 1599. Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto “O Natal em Natal”, promovido pela prefeitura municipal. Ao todo, segundo a prefeitura, são mais de 40 eventos que contemplam dança, música, teatro, audiovisual, artesanato, gastronomia e outras manifestações culturais.
Na zona sul da capital, foi acessa, no dia 3 de dezembro,  a tradicional “árvore de Mirassol”, com 112 metros de altura, ornamentada com enfeites nos formatos de …

Projeto do escritor e professor cearense Gonzaga Mota doa livros para escolas públicas da Capital e do interior

Por Diego Barbosa,  Com a ação, Gonzaga Mota já circulou por 20 instituições, ora aumentando acervos, ora criando novas mini-bibliotecas Com facilidade, a porta em que está cravada a placa "Livros de escritores cearenses" escancara-se em nova visão. Do outro lado do anteparo, o olhar mira num aconchegante espaço, onde repousam, organizadas e coloridas, obras de toda ordem. São títulos tradicionais e contemporâneos, exemplares de poesias, contos, crônicas, romances. Em comum a todos eles, o DNA nosso: possuem assinatura de cearenses. E querem ganhar mais mundos, outras trilhas. Mantido pelo escritor e professor Gonzaga Mota, o gabinete da descrição acima é recanto de possibilidades. Desde o começo deste ano, o profissional mantém um projeto de doação de livros para escolas públicas de Fortaleza e do interior, almejando estender o raio de alcance da leitura, especialmente entre crianças e jovens. A vontade de fazer com que os volumes saltem da…