Aluno cearense que criou app para conservação de açude recebe Prêmio Jovem Cientista

A cerimônia ocorreu no Palácio do Planalto (FOTO: Divulgação)
O aluno Leonardo Silva de Oliveira, concludente do curso Técnico Integrado em Informática do campus do Cedro, recebeu o prêmio de 3º lugar na categoria Estudante do Ensino Médio na 29ª edição do Prêmio Jovem Cientista, em Brasília.
A cerimônia ocorreu no Palácio do Planalto, e contou com a presença do presidente da república, Michel Temer, e dos ministros Gilberto Kassab (Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações) e Eliseu Padilha (Casa Civil), além do presidente do CNPQ, Mario Neto Borges.
O tema deste ano foi “Inovações para Conservação da Natureza e Transformação Social”. Leonardo recebeu um laptop e uma bolsa de iniciação científica. O prêmio foi entregue ao aluno pelo presidente do Conselho de Administração do Grupo Boticário, Miguel Krigsner.
O projeto premiado foi intitulado “Aquameaça: uma aplicação Android para identificação e monitoramento de ameaças a Ecossistemas Aquáticos”. Os professores Humberto Beltrão e Evaldo Azevedo orientaram o projeto, do qual também participou o aluno Rodrigo Cadeira, do curso de Sistemas de Informação.
Em maio deste ano, os orientadores acompanharam a realização dos testes no Açude Ubaldinho, em Cedro. A proposta foi criar um aplicativo de celular para monitoramento participativo dos ecossistemas aquáticos, o qual recebe informações dos usuários sobre ameaças aos rios e açudes como descarte de lixo, despejo de esgoto ou pesca excessiva e ilegal.
Tribuna do Ceará

Comentários

Mais Visitadas

QUALIDADE DA EDUCAÇÃO EM XEQUE

Em tempos de crise, ideias criativas fazem a literatura circular pelo Brasil

MinC habilita entidades que farão arrecadação no cinema

REDUÇÃO DA MAIORIDADE PENAL

Uma vida que se torna festa