Candidata filipina vence o Miss Universo 2018

Gray, estudante de Música, superou mais de 90 candidatas de todo o mundo na 67ª edição do concurso, organizado na Impact Arena, na capital da Tailândia.
Catriona Gray, no centro, Miss Universo 2018, 24 anos, superou na etapa final as representantes da África do Sul, Tamaryn Green, e da Venezuela, Sthefany Gutiérrez.
Catriona Gray, no centro, Miss Universo 2018, 24 anos, superou na etapa final as representantes da África do Sul, Tamaryn Green, e da Venezuela, Sthefany Gutiérrez. (AFP)

A filipina Catriona Gray foi a vencedora do concurso Miss Universo 2018, celebrado em Bangcoc e que contou pela primeira vez com uma candidata transgênero.
Gray, 24 anos, superou na etapa final as representantes da África do Sul, Tamaryn Green, e da Venezuela, Sthefany Gutiérrez.
O evento foi apresentado pelo comediante americano Steve Harvey e pela modelo Ashley Graham.
Na fase final, Gray foi muito aplaudida ao falar de seu trabalho nos bairros mais pobres de Manila.
Gray, estudante de Música, superou mais de 90 candidatas de todo o mundo na 67ª edição do concurso, organizado na Impact Arena, na capital da Tailândia.
Durante a competição, exibida ao vivo, as candidatas responderam perguntas sobre a liberdade de imprensa, a legislação sobre a maconha, os refugiados e o movimento #MeToo.
O evento foi bem recebido por abordar temas como a inclusão e por seu júri formado apenas por mulheres, incluindo empresárias e vencedoras do Miss Universo.
A edição também foi marcada pela representante da Espanha no concurso, Angela Ponce, 27 anos, a primeira candidata transgênero da história, que ressaltou o desejo de representar a "diversidade dos seres humanos".
O concurso também registrou uma polêmica depois que a Miss Estados Unidos, Sarah Rose Summers, pareceu zombar das candidatas do Vietnã e do Camboja nas redes sociais por não falarem bem inglês.
Seus comentários se tornaram virais e Summers pediu desculpas em uma mensagem no Instagram.

AFP

Comentários

Mais Visitadas

Campus Party 2018 vendeu 30% a mais de ingressos que edição anterior

O Natal em Natal (RN), a capital potiguar fundada em 25 de dezembro de 1599

VIVENDO E APRENDENDO

Espírito Santo: Dom Pascal