Pular para o conteúdo principal

Cearense ganha prêmio de fotografia da Aliança Francesa e vai para Paris com tudo pago

beto-skeff-6
Com o tema tão atual e crucial – “Mas onde está a água?” – o Prix Photo Aliança Francesa 2018 recebeu quase 300 ensaios fotográficos vindos de todas as regiões do Brasil. E o vencedor é de Fortaleza, Weberton ‘Beto’ Skeff com seu ensaio, “Doces desejos de fôlego”, que ganhará uma viagem com acompanhante para Paris, com tudo pago.
“Doces desejos de fôlego é um relato que pretende abordar a relação do sertanejo com água e sua escassez. Numa tentativa de deslocar a fotografia de uma zona classificatória, este trabalho se apresenta de inúmeras formas: Ora documental, ora ficcional, ora de natureza indefinida, mas sempre respeitando a vontade de descrever e compartilhar suas experiências vivenciadas ainda quando criança no sertão central do Ceará”, descreve o ganhador do concurso.
“Os diferentes trabalhos apresentados refletem a diversidade de olhares, técnicas, estéticas e abordagens sobre essa questão vital, que impacta o presente e o futuro”, aponta o diretor da Aliança Francesa Fortaleza, Marc Ellul.
Os trabalhos vencedores apresentam uma narrativa visual sobre duas regiões brasileiras simbólicas e traduzem esteticamente as contradições da relação do homem com a natureza.
O júri – formado pelos especialistas e professores Ioana de Mello, Eugênio Sálvio, João Kulcsár, Katia Chalita e Marie Hospital – justificou a escolha pelo ensaio cearense, pois aborda de maneira concisa a relação do sertanejo com a água e sua escassez.
“Em 2018 tivemos propostas muito bonitas, e uma boa representação geográfica de todo o território brasileiro. Obrigado a todos pelo seu envolvimento nesta competição nacional das Alianças Francesas espalhadas pelo no Brasil”, finaliza o diretor cultural da AF no Brasil, Thomas Brégeon.
O segundo lugar foi a carioca Ana Carolina Fernandes, com “Os Veios Abertos da Baía de Guanabara”, que denuncia o “descaso desumano” com as águas da Baía de Guanabara (ganhou um fim de semana para 2 pessoas no Hotel Sofitel Ipanema), e o prêmio do júri popular ficou com o mineiro Rodrigo com a obra “ser peixe”, e vai levar uma bolsa de um semestre na Aliança Francesa.
Tribuna do Ceará

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O Natal em Natal (RN), a capital potiguar fundada em 25 de dezembro de 1599

Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto 'O Natal em Natal'.
Considerada uma das maiores e mais bonitas do Brasil, a Árvore de Natal instalada no bairro de Mirassol encanta a natalenses e turistas. (Alex Regis/ Secom Natal)
Os moradores da capital do Rio Grande do Norte têm um motivo a mais para se alegrar e vivenciar esta época do ano. Afinal, eles celebram o “Natal em Natal”. Aliás, a capital potiguar recebeu este nome devido a data da sua fundação: 25 de dezembro de 1599. Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto “O Natal em Natal”, promovido pela prefeitura municipal. Ao todo, segundo a prefeitura, são mais de 40 eventos que contemplam dança, música, teatro, audiovisual, artesanato, gastronomia e outras manifestações culturais.
Na zona sul da capital, foi acessa, no dia 3 de dezembro,  a tradicional “árvore de Mirassol”, com 112 metros de altura, ornamentada com enfeites nos formatos de …

POPE FRANCIS GENERAL AUDIENCE 2016.06.08

Campus Party 2018 vendeu 30% a mais de ingressos que edição anterior

A feira de tecnologia Campus Party Brasília 2018 foi encerrada hoje (1°), após ter reunido milhares de pessoas em torno de palestras, oficinas e atividades com temas como o uso da tecnologia da computação, robótica, empreendedorismo e startups. Essa é a segunda edição do evento em Brasília, que começou no dia 27 de junho, no Estádio Nacional Mané Garrincha. Antes prevista para acontecer de 30 de maio a 3 de junho, a feira foi adiada para esta semana por causa da greve dos caminhoneiros. De acordo com o diretor da Campus Party Brasil, Tônico Novaes, o evento contabilizou um volume de vendas de ingressos pelo menos 30% maior que a primeira edição da Campus Party em Brasília, realizada no ano passado.  Para Tônico Novaes, a edição no Distrito Federal se destacou pela elevada participação e envolvimento dos que estão no evento.  “Os campuseiros daqui são realmente engajados no conteúdo. Andando por aqui você vai ver todos os workshops e bancadas cheias e a estrutura está bem maior que a …