Pular para o conteúdo principal

Caminho, verdade e vida

Padre Geovane Saraiva*

O convite de Jesus é para desfrutarmos do melhor vinho. Que esse convite chegue ao interior da humanidade, no amor gratuito, pela tonalidade de Maria. Nas núpcias temos o ponto mais elevado no caminho de Deus, ele que entra na História da humanidade e do próprio mundo, e o vemos como Filho de Deus “coroado de glória e honra, por ter sofrido a morte” (Hb 2, 7). Eis o grande desafio: repetir o que ele fez, na solidariedade e de coração aberto às suas dores e angústias, pelas quais passam o mundo e toda a criação, livre e pacificada no amor pela santa compaixão.

Há muitos anos me propus a prestar um humilde serviço a irmãos e irmãs. Através de nossos despretensiosos escritos publicados em livros (já são doze) e centenas de artigos em redes sociais, sites e blogs e mesmo em jornais de grande circulação e revistas, às vezes custoso, mas ao mesmo tempo prazeroso, tudo dentro da busca da verdade, com muito esforço, no sentido de ser fiel a Cristo e sua Igreja, evidentemente à luz da mesma fé, vivenciada pelo povo de Deus, antevendo sua mais genuína fraternidade.

Imagem relacionadaConvicto estou, desse modo, de continuar a anunciar a doutrina revelada por Deus, no seu Filho Jesus, pela vontade de, lealmente, transmiti-la nas pequenas crônicas supramencionadas, sem me afastar daquilo que é essencial no ensinamento do magistério da Igreja. Importante dizer que, em consciência, nunca prescindi do sentido da revelação, no seu sentido vertical, no mistério da cruz, no Deus que em Jesus de Nazaré se fez homem. Ele é o único ser na História da humanidade que teve postura redentora, ao se autodefinir o absoluto incontestável, no resumo de poucas palavras: caminho, verdade e vida.

Sempre procurei deixar longe de qualquer dúvida, na minha coluna, que, para o indizível mistério, deve convergir a vida dos cristãos, que o reino de Deus é de solidariedade, justiça e paz. Reino esse no sentido último, que deve ser sempre mais edificado no seio da família humana e do mundo, no desejado sonho dos seres humanos, na inspiração daquilo que é mais elevado, de fazer “novas todas as coisas”, por obra e graça do Espírito de Deus. 

Em um mundo onde sempre mais surgem sinais limitados e enfraquecedores do amor doação,  Jesus de Nazaré é-nos oferecido como o verdadeiro caminho, conduzindo-nos, da insípida indiferença egoísta, num mundo transformado, límpido e generoso pelo sinal do vinho novo, vinho da caridade a nós revelado nas Bodas de Caná, em que a humanidade, verdadeiramente, se encontra e se encanta, na disposição alegre e feliz de amar, sendo ele mesmo seu mestre na vida e na História. Assim seja!

*Pároco de Santo Afonso, Jornalista, Blogueiro, Escritor e Colunista, integra a Academia Metropolitana de Letras de Fortaleza 


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Participe da Coletânea "100 Poetas e 100 Sonetos"

O Instituto Horácio Dídimo de Arte, Cultura e Espiritualidade está selecionando 100 poetas para compor a Coletânea “100 Poetas e 100 Sonetos”. Os sonetos são de tema livre e devem ser metrificados em qualquer tamanho ou estilo, rimados ou não. 

Não haverá taxa de inscrição e nem obrigatoriedade de aquisição do livro pelos participantes, que em contrapartida cedem seus direitos autorais. 

A data e local do lançamento da coletânea serão definidos posteriormente. 

Para participar, envie o seu soneto para o email ihd@institutohoraciodidimo.org ou pelo formulário até 10/07/2019 com uma breve biografia.

Por https://institutohoraciodidimo.org/2019/06/11/coletanea-100-poetas-e-100-sonetos/

O Natal em Natal (RN), a capital potiguar fundada em 25 de dezembro de 1599

Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto 'O Natal em Natal'.
Considerada uma das maiores e mais bonitas do Brasil, a Árvore de Natal instalada no bairro de Mirassol encanta a natalenses e turistas. (Alex Regis/ Secom Natal)
Os moradores da capital do Rio Grande do Norte têm um motivo a mais para se alegrar e vivenciar esta época do ano. Afinal, eles celebram o “Natal em Natal”. Aliás, a capital potiguar recebeu este nome devido a data da sua fundação: 25 de dezembro de 1599. Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto “O Natal em Natal”, promovido pela prefeitura municipal. Ao todo, segundo a prefeitura, são mais de 40 eventos que contemplam dança, música, teatro, audiovisual, artesanato, gastronomia e outras manifestações culturais.
Na zona sul da capital, foi acessa, no dia 3 de dezembro,  a tradicional “árvore de Mirassol”, com 112 metros de altura, ornamentada com enfeites nos formatos de …

Projeto do escritor e professor cearense Gonzaga Mota doa livros para escolas públicas da Capital e do interior

Por Diego Barbosa,  Com a ação, Gonzaga Mota já circulou por 20 instituições, ora aumentando acervos, ora criando novas mini-bibliotecas Com facilidade, a porta em que está cravada a placa "Livros de escritores cearenses" escancara-se em nova visão. Do outro lado do anteparo, o olhar mira num aconchegante espaço, onde repousam, organizadas e coloridas, obras de toda ordem. São títulos tradicionais e contemporâneos, exemplares de poesias, contos, crônicas, romances. Em comum a todos eles, o DNA nosso: possuem assinatura de cearenses. E querem ganhar mais mundos, outras trilhas. Mantido pelo escritor e professor Gonzaga Mota, o gabinete da descrição acima é recanto de possibilidades. Desde o começo deste ano, o profissional mantém um projeto de doação de livros para escolas públicas de Fortaleza e do interior, almejando estender o raio de alcance da leitura, especialmente entre crianças e jovens. A vontade de fazer com que os volumes saltem da…