Museu Auschwitz-Birkenau registra recorde de visitantes em 2018

Cerca de 80% dos visitantes estiveram acompanhados por um dos 320 guias educadores do museu.
Exposição de David Olere, durante a inauguração do museu memorial de Auschwitz-Birkenau em Oswiecim, na Polônia, em 30 de outubro de 2018
Exposição de David Olere, durante a inauguração do museu memorial de Auschwitz-Birkenau em Oswiecim, na Polônia, em 30 de outubro de 2018 (AFP/Arquivos)

Um recorde de 2,152 bilhões de pessoas visitou no ano passado o antigo campo de extermínio nazista de Auschwitz-Birkenau, na Polônia, o que significa 50 mil pessoas a mais do que em 2017, que já havia sido um recorde - anunciou o museu em seu site nesta sexta (4).
Cerca de 80% dos visitantes estiveram acompanhados por um dos 320 guias educadores do museu.
Pelo menos 405.000 poloneses visitaram o local em 2018, seguidos de 281.000 britânicos, 136.000 americanos, 116.000 italianos, 95.000 espanhóis, 76.000 alemães, 69.000 franceses e 65.000 israelenses.
A página www.auschwitz.org recebeu mais de 27 milhões de visitas on-line, e 275.000 pessoas seguem a conta oficial do museu no Twitter, e 265.000, no Facebook.
Durante a Segunda Guerra Mundial, 1,1 milhão de pessoas, entre elas um milhão de judeus, foram mortas pelos nazistas no campo de Auschwitz-Birkenau, construído no sul da Polônia, ocupada entre 1940 e 1945.
As outras vítimas foram, sobretudo, poloneses não judeus, ciganos e presos soviéticos.

AFP

Comentários

Mais Visitadas

Jesus não precisava ser batizado

A verdadeira estrela

Filmes se destacam por mostrar a vida de mulheres ligadas à literatura

"Harry Potter" ajuda a salvar histórica Livraria Lello, em Portugal

Espetáculo inspirado na obra de Rachel de Queiroz entra em cartaz no Teatro Dragão do Mar