Pular para o conteúdo principal

Feira da Música reúne em evento gratuito shows, tecnologia e movimentos sociais

A partir desta quinta (14), feira terá artistas, produtores, ativistas, designers e cientistas de dados para pensar na transformação da cultura digital. Entre as atrações, estão Negra Voz, Ilya, Dj Priscilla Delgado, Viva La Vulva e Getúlio Abelha


Hacker. A palavra em inglês do âmbito da informática caracteriza uma pessoa que possui interesse e um bom conhecimento na área, sendo capaz de fazer hack (uma modificação) em algum sistema. Essa é a proposta da Feira 2019, realizar uma mudança nos parâmetros que por anos definiram a mulher, o ser negro, a periferia. Tudo isso transmutado pela música.
evento gratuito que acontece de quinta (14) a domingo (17) no Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura tem uma programação inspirada pelo plural e diverso que passa pela tecnologia, movimentos sociais e acordes. Além disso, três eixos principais ordenam esse mar de ideias.
A subdivisão Campos de Força traz diversos artistas aos palcos intitulados TransFeira, Mineração de Asteróides e Acelerador de Partículas. Entre as atrações está o projeto Negra Voz composto porquatro cantoras da cena musical cearense, que assumem seu pertencimento étnico racial.
Segundo Adna Oliveira, integrante do grupo, conversar sobre a representatividade feminina na música ajuda a furar barreiras. "Devemos estar presentes sim! É um ato político mostrar para outras mulheres que não estão empoderadas que podemos realizar nossos sonhos", afirma.
Com 61 anos e mãe de 4 filhos, Adna só pôde dedicar-se a sua arte há pouco tempo. Hoje, cantora, compositora e atriz, ela reitera que o local da mulher é onde ela se permitir. "Questionamentos podem querer nos colocar em dúvida do nosso potencial, mas a gente continua firme dizendo assim: Ei, querido. Dá licença que esse espaço também é meu", provoca.
A programação da Feira 2019 também contará com a participação da cantora Ilya, artista cearense que lança disco inédito no evento. De acordo com ela, o debate sobre a mulher na música já mostra resultados. "A sororidade está vindo com força e de uma maneira muito bonita. A gente está se identificando e se fortalecendo com o trabalho da outra", afirma.
Outros nomes marcam o encontro, tais como Preta Rara (SP), rapper e ativista dos movimentos negros, Cacique Pequena, que se apresenta com as mulheres indígenas jenipapo-kanindé, Dj Priscilla Delgado, Viva La Vulva e Getúlio Abelha.
Feira da Música 2019
Ilya é uma das atrações da Feira. A artista cearense lança disco inédito no eventoFOTO: DIVULGAÇÃO
Diálogos que fortalecem
Troca de experiências e consolidação de projetos fazem parte do eixo Interfaces da Conversação, uma subdivisão do evento pensada para fortalecer o conhecimento. Oficinas, bate-papos e encontros reciclam ideias e estão programados com apoio do coletivo Mídia Ninja. A Roda de Conversa "Feminismos em Rede" convida a travesti, feminista, doutora em teoria e crítica literária pela Unicamp Amara Moira, Dríade Aguiar (Mídia Ninja) e Tatiana Paz (IFCE).
Segundo Ivan Ferraro, coordenador geral da Feira 2019, o espaço é voltado para a cultura digital. "Teremos encontros direcionados à mulher e à periferia e um fórum com propostas que serão encaminhadas aos órgãos públicos".
O espaço Zona de Propulsão, por sua vez, facilita a geração de negócios entre gestores, startups, músicos e parceiros da indústria das tecnologias digitais. Três metodologias serão implementadas por equipes, no mesmo espaço, criando uma experiência imersiva de colaboração entre os participantes e mentores, durante uma programação contínua. Os interessados em participar desta ação deverão inscrever-se gratuitamente por meio de formulário online no site e redes sociais do evento.
Entre os convidados confirmados para a Zona estão o ilustrador, quadrinista e animador, Italo Furtado; a designer, especialista em UX mobile, Camila Rocun; Paula Marques, empreendedora no setor de planejamento e produção de projetos; e Guilherme Sampaio, MBA em Marketing.

Não Perca
14/02 (quinta-feira)
Palco TransFeira
21h - Cacique Pequena e mulheres indígenas jenipapo-kanindé 21h45 - Preta Rara (SP) 
15/02 (sexta-feira)
Palco Acelerador de Partículas
13h - Pausa pro café (CE) 
Palco TransFeira
22h - Ilya (CE), Sinta A Liga Crew (PB) e Hiran (BA) 
Palco Mineração de Asteróides
22h30 - Hell Lotus (RN), DJ Priscilla Delgado (CE), Luh del Fuego (MA), Minas de Sobral (CE), Negra Voz (CE), Jessica Caitano (PE) e Getúlio Abelha (CE)
Serviço
Feira da Música 2019
De 14 a 17 de fevereiro, no Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura (Rua Dragão do Mar, 81 - Praia de Iracema). Gratuito.
Programação completa no site 

Diário do Nordeste

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Participe da Coletânea "100 Poetas e 100 Sonetos"

O Instituto Horácio Dídimo de Arte, Cultura e Espiritualidade está selecionando 100 poetas para compor a Coletânea “100 Poetas e 100 Sonetos”. Os sonetos são de tema livre e devem ser metrificados em qualquer tamanho ou estilo, rimados ou não. 

Não haverá taxa de inscrição e nem obrigatoriedade de aquisição do livro pelos participantes, que em contrapartida cedem seus direitos autorais. 

A data e local do lançamento da coletânea serão definidos posteriormente. 

Para participar, envie o seu soneto para o email ihd@institutohoraciodidimo.org ou pelo formulário até 10/07/2019 com uma breve biografia.

Por https://institutohoraciodidimo.org/2019/06/11/coletanea-100-poetas-e-100-sonetos/

O Natal em Natal (RN), a capital potiguar fundada em 25 de dezembro de 1599

Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto 'O Natal em Natal'.
Considerada uma das maiores e mais bonitas do Brasil, a Árvore de Natal instalada no bairro de Mirassol encanta a natalenses e turistas. (Alex Regis/ Secom Natal)
Os moradores da capital do Rio Grande do Norte têm um motivo a mais para se alegrar e vivenciar esta época do ano. Afinal, eles celebram o “Natal em Natal”. Aliás, a capital potiguar recebeu este nome devido a data da sua fundação: 25 de dezembro de 1599. Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto “O Natal em Natal”, promovido pela prefeitura municipal. Ao todo, segundo a prefeitura, são mais de 40 eventos que contemplam dança, música, teatro, audiovisual, artesanato, gastronomia e outras manifestações culturais.
Na zona sul da capital, foi acessa, no dia 3 de dezembro,  a tradicional “árvore de Mirassol”, com 112 metros de altura, ornamentada com enfeites nos formatos de …

Projeto do escritor e professor cearense Gonzaga Mota doa livros para escolas públicas da Capital e do interior

Por Diego Barbosa,  Com a ação, Gonzaga Mota já circulou por 20 instituições, ora aumentando acervos, ora criando novas mini-bibliotecas Com facilidade, a porta em que está cravada a placa "Livros de escritores cearenses" escancara-se em nova visão. Do outro lado do anteparo, o olhar mira num aconchegante espaço, onde repousam, organizadas e coloridas, obras de toda ordem. São títulos tradicionais e contemporâneos, exemplares de poesias, contos, crônicas, romances. Em comum a todos eles, o DNA nosso: possuem assinatura de cearenses. E querem ganhar mais mundos, outras trilhas. Mantido pelo escritor e professor Gonzaga Mota, o gabinete da descrição acima é recanto de possibilidades. Desde o começo deste ano, o profissional mantém um projeto de doação de livros para escolas públicas de Fortaleza e do interior, almejando estender o raio de alcance da leitura, especialmente entre crianças e jovens. A vontade de fazer com que os volumes saltem da…