Pular para o conteúdo principal
Por 

Juiz de Direito. Escritor, poeta e cordelista. Irrequieto homem de letras ressurge em literatura através de versos. Traz "O Profeta Decapitado". Poesias num roteiro forte. Cristão atento ao caminhar do Cristo dentre as injustiças da vida. Pedro de Araújo Bezerra é o autor que ora enfocamos. Livro religioso ou temático num assomo de fazer justiça através do verbo. Juiz e escritor nos versos de literatura universal, conforme dizer do insigne jornalista Jáder de Carvalho em nota sobre o autor. O reconhecimento do saudoso Jáder tem a sinceridade que encanta e acolhe o trabalho de quem despontou despretensiosamente na seara das produções literárias.
Pedro de Araújo Bezerra revela talento e arte. Faz poesia com a seriedade e responsabilidade do bom julgador que ele vem revelando ser no exercício da magistratura. Criatividade poética que nos fez ler de um fôlego o seu livro "O Profeta Decapitado". Recuo no tempo. Vimos o autor pesquisando nas vertentes da história para trazer os desabafos próprios da poesia que diz, sem vacilar, o que contam os atos e fatos do princípio de tudo. O Amor de Cristo a inspirar os escritos cadenciados em versos de sonorização forte.
Excelente trabalho de um Juiz analista dos temas Cristãos da própria vida, no vai e vem das ocorrências que clamam pelo reconhecimento dos justos. "O Profeta Decapitado" surge em versos, numa prosa de realismo que soma para a meditação de hoje, quando a violência teima em ser primeira nas páginas de jornal. O autor em poemas fortes num julgamento consciencial dos vacilos da humanidade ao avançar na implantação da Fé em Deus. Corajoso poetar na visão da história. Lemos atentos o livro "O Profeta Decapitado" e constatamos a cada verso bem tratado, a produção de talento em linguagem poética.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O Natal em Natal (RN), a capital potiguar fundada em 25 de dezembro de 1599

Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto 'O Natal em Natal'.
Considerada uma das maiores e mais bonitas do Brasil, a Árvore de Natal instalada no bairro de Mirassol encanta a natalenses e turistas. (Alex Regis/ Secom Natal)
Os moradores da capital do Rio Grande do Norte têm um motivo a mais para se alegrar e vivenciar esta época do ano. Afinal, eles celebram o “Natal em Natal”. Aliás, a capital potiguar recebeu este nome devido a data da sua fundação: 25 de dezembro de 1599. Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto “O Natal em Natal”, promovido pela prefeitura municipal. Ao todo, segundo a prefeitura, são mais de 40 eventos que contemplam dança, música, teatro, audiovisual, artesanato, gastronomia e outras manifestações culturais.
Na zona sul da capital, foi acessa, no dia 3 de dezembro,  a tradicional “árvore de Mirassol”, com 112 metros de altura, ornamentada com enfeites nos formatos de …

POPE FRANCIS GENERAL AUDIENCE 2016.06.08

Participe da Coletânea "100 Poetas e 100 Sonetos"

O Instituto Horácio Dídimo de Arte, Cultura e Espiritualidade está selecionando 100 poetas para compor a Coletânea “100 Poetas e 100 Sonetos”. Os sonetos são de tema livre e devem ser metrificados em qualquer tamanho ou estilo, rimados ou não. 

Não haverá taxa de inscrição e nem obrigatoriedade de aquisição do livro pelos participantes, que em contrapartida cedem seus direitos autorais. 

A data e local do lançamento da coletânea serão definidos posteriormente. 

Para participar, envie o seu soneto para o email ihd@institutohoraciodidimo.org ou pelo formulário até 10/07/2019 com uma breve biografia.

Por https://institutohoraciodidimo.org/2019/06/11/coletanea-100-poetas-e-100-sonetos/