Pular para o conteúdo principal

VII Festival Internacional de Folclore começa nesta quinta (7), no Vale do Jaguaribe

O Festival será realizado de quinta a domingo (7 a 10), com ampla e gratuita programação em Alto Santo, Limoeiro do Norte, Morada Nova, Quixeré, Russas e Tabuleiro do Norte. (Foto: Luiz Alves)
Cerca de 300 artistas de 10 Grupos de Projeção Folclórica de abrangências local e nacional, Grupo de Etnia e Grupo Internacional se apresentarão e levarão ações formativas para escolas, ginásios, faculdades e centros culturais do Vale do Jaguaribe durante o VII Festival Internacional de Folclore do Ceará, que tem início nesta quinta-feira (7) e segue até domingo (10), com o apoio institucional do Governo do Estado do Ceará, via Secretaria da Cultura (Lei Estadual Nº 13.811 – Mecenato Estadual). Esse ano, o Festival acontecerá nas cidades de Alto Santo, Limoeiro do Norte, Morada Nova, Quixeré, Russas e Tabuleiro do Norte. Na programação, completamente gratuita, apresentações musicais, de dança folclórica e comercialização de artesanato, literatura de cordel e gastronomia regional.
Além de valorizar as tradições, a pesquisa e a experimentação, o Festival promoverá o encontro entre as mais distintas manifestações culturais e trará reflexões sobre as danças folclóricas em um contexto internacional, por meio do qual será possível conhecer aspectos da trajetória de um povo e ampliar conhecimentos. A população da região também poderá participar das ações formativas, que incluem aulas-show, vivências e exposições, valorizando a cultura popular e fortalecendo o Ceará como cena internacional da dança, arte e cultura.
“Depois de subirmos a serra na edição anterior, decidimos este ano levar o Festival Internacional de Folclore do Ceará para o Vale do Jaguaribe, uma região riquíssima em tradições, cultura, história, turismo e gastronomia. Acreditamos que haverá uma intensa troca cultural entre os grupos convidados e os moradores da região, que poderão desfrutar de ampla programação, gratuita e aberta ao público”, avalia Sheila Fernandes, Coordenadora do Festival. A expectativa é atingir um público de 15 mil pessoas durante os quatro dias de evento, nos diversos espaços ocupados, que terão a oportunidade de desfrutar do rico intercâmbio artístico-cultural.
Entre as atividades que serão desenvolvidas, o Educar com Folclore levará a escolas aulas-show realizadas pelos grupos participantes, que explicarão a origem da dança, a musicalidade regional, os costumes da sua região de origem, a cultura, os adereços e figurinos usados na apresentação, bem como a geografia e história da cidade, possibilitando a troca de conhecimento, a disseminação da cultura, a transmissão de valores, além da fruição. Os Seminários são ideais para aqueles que querem se aproximar, investigar, ouvir e participar de experiências e saberes entre profissionais da cultura popular convidados.
O Folclore Itinerante irá inserir as comunidades na programação de apresentações e aulas-shows do festival, contemplando um público que, geralmente, não tem oportunidade de desfrutar de programações culturais oferecidas nas cidades participantes, democratizando e descentralizando o acesso à cultura. Haverá, ainda, Vivências e Oficinas, promovendo troca de conhecimentos culturais entre os grupos participantes, com roda de conversa, experimentações de dança e instrumentação musical, costumes e expressões da cultura de cada lugar, visando à interação e integração entre os grupos.
Representando o Ceará, participarão do VII Festival Internacional de Folclore do Ceará a Companhia de Ritmos e Danças Populares – CORDAPES, Grupo de Dança Tablado, Grupo Oré Anacã – Grupo de Danças da UFC, Grupo Parafolclórico Fulô do Sertão (Senador Pompeu) e Txai Cia de Danças Populares, que será homenageada nesta edição. Da Paraíba, virá a Tropa de Danças Regionais; de Pernambuco, o Grupo de Xaxado Cabras de Lampião; do Pará, o Grupo Parafolclórico Asa Branca; de São Paulo, o Grupo Apolo de Danças Gregas; e do Paraguai, o Grupo Paraguay Ete Villa Elisa. Entre as atrações, haverá ainda a Coroação das Rainhas dos Maracatus Cearenses : Az de Ouro, Nação Baobab, Nação Iracema, Reis de Paus e Vozes da África, todos de Fortaleza.
Em reconhecimento pelos trabalhos de fortalecimento da cultura popular, o Festival irá homenagear em 2019 a Txai Cia de Danças Populares, que acaba de completar 18 anos de atividades; e o pesquisador Clerton Martins, professor-titular do curso de Psicologia da Unifor, doutor em Psicologia pela Universitat de Barcelona e pós-doutorado em Estudos do Ócio pela Universidad de Deusto, na Espanha.
O VII Festival Internacional de Folclore do Ceará é uma realização da EnCena Produções em parceria com as Prefeituras Municipais de Limoeiro do Norte e de Morada Nova, Colégio Diocesano Padre Anchieta, Academia Limoeirense de Letras, Universidade Estadual do Ceará (UECE) / FAFIDAM, Brisanet, Doces Limoeiro e Multiplac; apoio do Conselho Internacional de Dança (Cid-Unesco), Organização Internacional de Folclore e Arte Popular (IOV), Comissão Nacional de Folclore, Comissão Cearense de Folclore e Associação Txai Cultura e Arte; e promoção do Instituto União de Arte, Educação e Culturas Populares. O Festival tem o apoio institucional do Governo do Estado do Ceará, via Secretaria da Cultura (Lei Estadual Nº 13.811 – Mecenato Estadual). Agradecimentos à Enel.
Serviço:
VII Festival Internacional de Folclore do Ceará
Data: De 7 a 10 de fevereiro de 2019
Local: Vale do Jaguaribe (CE)
Programação* gratuita

07 DE FEVEREIRO DE 2019 (QUINTA-FEIRA)
EDUCAR COM FOLCLORE
09h00 – Grupo de Xaxado Cabras de Lampião (Serra Talhada – PE)
Local: E. E. F. Profª Maria Elvanisa Moura Freitas Silva (Cidade Alta – Limoeiro do Norte – CE)
09h30 – Tropa de Danças Regionais (Joca Claudino – PB)
Local: Escola Normal Rural de Limoeiro (Centro – Limoeiro do Norte – CE)
SEMINÁRIO
09h00 – SABERES E FAZERES CULTURAIS: Segmentos e Concepções
Local: Faculdade de Filosofia Dom Aureliano Matos – FAFIDAM (Centro – Limoeiro do Norte – CE)
CORTEJO CULTURAL
16h00 – Concentração
Local: Praça Nossa Senhora de Assunção / Praça do Banco do Nordeste (Centro – Limoeiro do Norte – CE)
PALCO PRINCIPAL – POLO LIMOEIRO DO NORTE
19h30 – Abertura VII Festival Internacional de Folclore do Ceará
– Coroação das Rainhas dos Maracatus Cearenses: Az de Ouro, Nação Baobab, Nação Iracema, Vozes da África (Fortaleza – CE), Nação Jaguaribe (Limoeiro do Norte – CE)
– Companhia de Ritmos e Danças Populares – CORDAPES (Fortaleza – CE)
– Tropa de Danças Regionais (Joca Claudino – PB)
– Grupo Paraguay Ete Villa Elisa (Paraguai – PAR)
– Grupo Oré Anacã – Grupo de Danças da UFC (Fortaleza – CE)
– Grupo Parafolclórico Asa Branca (Belém – PA)
– Grupo Apolo de Danças Gregas (São Paulo – SP)
– Grupo de Xaxado Cabras de Lampião (Serra Talhada – PE)
Local: Ginásio Coberto Diocesano Padre Anchieta (Centro – Limoeiro do Norte – CE)

08 DE FEVEREIRO DE 2019 (SEXTA-FEIRA)
EDUCAR COM FOLCLORE
09h00 – Grupo Oré Anacã – Grupo de Danças da UFC (Fortaleza – CE)
Local: E. E. F. Joaquim Dono Gadelha – Anexo Piamarta (Cabeça Preta – Limoeiro do Norte – CE)
09h00 – Tropa de Danças Regionais (Joca Claudino – PB)
– Grupo Paraguay Ete Villa Elisa (Paraguai – PAR)
Local: E. E. M. Manoel de Castro Filho (Centro – Quixeré – CE)
09h00 – Grupo Parafolclórico Asa Branca (Belém – PA)
– Companhia de Ritmos e Danças Populares – CORDAPES (Fortaleza – CE)
Local: Art Clube (Centro – Tabuleiro do Norte – CE)
09h00 – Grupo de Xaxado Cabras de Lampião (Serra Talhada – PE)
– Grupo Apolo de Danças Gregas (São Paulo – SP)
Local: Ginásio Coberto Lafaiete Anselmo (Centro – Alto Santo – CE)
15h00 – Grupo Apolo de Danças Gregas (São Paulo – SP)
– Grupo Oré Anacã – Grupo de Danças da UFC (Fortaleza – CE)
Local: E. E. M. Menino Jesus de Praga (Comunidade Lagoinha – Quixeré – CE)
15h00 – Companhia de Ritmos e Danças Populares – CORDAPES (Fortaleza – CE)
Local: Associação Unidos para o Progresso (Sítio Espinho – Limoeiro do Norte – CE)
15h00 – Grupo de Xaxado Cabras de Lampião (Serra Talhada – PE)
Local: E. E. F. Padre Joaquim de Menezes (Centro – Limoeiro do Norte – CE)
15h00 – Tropa de Danças Regionais (Joca Claudino – PB)
Local: E. E. F. José Hamilton de Oliveira (Luís Alves – Limoeiro do Norte – CE)
15h00 – Grupo Parafolclórico Asa Branca (Belém – PA)
Local: E. E. M. T. I. Arsênio Ferreira Maia (Centro – Limoeiro do Norte – CE)
ARENA CULTURA DAS TRADIÇÕES – ENCONTRO COM A MESTRA LÚCIA PEQUENO “ARTESÃ DO BARRO”
15h00 – Grupo Paraguay Ete Villa Elisa (Paraguai – PAR)
Local: E. E. I. F. Antônio Castro Pereira (Córrego de Areia – Limoeiro do Norte – CE)
ARENA CULTURA DAS TRADIÇÕES – ENCONTRO DAS RAINHAS DOS MARACATUS CEARENSES
15h00 – Maracatu Nação Jaguaribe (Limoeiro do Norte – CE)
Local: E. E. F. José Alves de Moura (Sítio Arraial – Limoeiro do Norte – CE)
FOLCLORE ITINERANTE – POLO MORADA NOVA
19h30 – Abertura do VII Festival Internacional de Folclore do Ceará
– Coroação das Rainhas dos Maracatus Cearenses: Az de Ouro, Nação Baobab, Nação Iracema, Vozes da África (Fortaleza – CE) e Nação Jaguaribe (Limoeiro do Norte – CE)
– Grupo Paraguay Ete Villa Elisa (Paraguai – PAR)
– Grupo Oré Anacã – Grupo de Danças da UFC (Fortaleza – CE)
– Grupo de Xaxado Cabras de Lampião (Serra Talhada – PE)
Local: Av. Manoel Castro Filho / Av. das Pizzarias (Centro – Morada Nova – CE)
PALCO PRINCIPAL – POLO LIMOEIRO DO NORTE
19h30 – Grupo Apolo de Danças Gregas (São Paulo – SP)
– Grupo Parafolclórico Asa Branca (Belém – PA)
– Tropa de Danças Regionais (Joca Claudino – PB)
– Companhia de Ritmos e Danças Populares – CORDAPES (Fortaleza – CE)
Local: Ginásio Coberto Diocesano Padre Anchieta (Centro – Limoeiro do Norte – CE)

09 DE FEVEREIRO DE 2019 (SÁBADO)
CORTEJO CULTURAL
09h00 – Concentração
Local: Praça Nossa Senhora de Assunção / Praça do Banco do Nordeste (Centro – Limoeiro do Norte – CE)
OFICINAS
Local: Faculdade de Filosofia Dom Aureliano Matos – FAFIDAM (Centro – Limoeiro do Norte – CE)
Oficina Carimbó
14h00 – Grupo de Xaxado Cabras de Lampião (Serra Talhada – PE)
– Grupo Parafolclórico Fulô do Sertão (Senador Pompeu – CE)
Oficina Xaxado
14h00 – Txai Cia de Danças Populares (Fortaleza – CE)
– Grupo de Dança Tablado (Fortaleza – CE)
Oficina Forró
14h00 – Grupo Apolo de Danças Gregas (São Paulo – SP)
– Grupo Paraguay Ete Villa Elisa (Paraguai – PAR)
Oficina Maracatu
14h00 – Grupo Parafolclórico Asa Branca (Belém – PA)
– Tropa de Danças Regionais (Joca Claudino – PB)
VIVÊNCIA CULTURAL
14h00 – Vida São João (E Outras Memórias)
Local: Centro Cultural Carnaubeiras (Flores – Russas – CE)
OFICINA CORPO BRINCANTE
16h00 – Grupos Culturais dos Vale do Jaguaribe
Local: E. E. M. Maria de Lourdes Oliveira (Flores – Russas – CE)
NOITE LITERÁRIA
19h00 – Lançamento do Livro: Lampião e o Sertão do Pajeú
Exibição do Curta Metragem: Lampião e o Fogo da Serra Grande
Local: Academia Limoeirense de Letras – A. L. L. (Centro – Limoeiro do Norte – CE)
FOLCLORE ITINERANTE – POLO MORADA NOVA
19h30 – Grupo Apolo de Danças Gregas (São Paulo – SP)
– Grupo Parafolclórico Asa Branca (Belém – PA)
– Tropa de Danças Regionais (Joca Claudino – PB)
Local: Av. Manoel Castro Filho / Av. das Pizzarias (Centro – Morada Nova – CE)
PALCO Principal – Polo Limoeiro do Norte
19h30 – Cerimônia de Homenagens Clerton Martins e Grupo Txai Cia de Danças Populares (Fortaleza – CE)
– Grupo Paraguay Ete Villa Elisa (Paraguai – PAR)
– Grupo Parafolclórico Fulô do Sertão (Senador Pompeu – CE)
– Grupo de Xaxado Cabras de Lampião (Serra Talhada – PE)
– Grupo de Dança Tablado (Fortaleza – CE)
– Txai Cia de Danças Populares (Fortaleza – CE)
Local: Ginásio Coberto Diocesano Padre Anchieta (Centro – Limoeiro do Norte – CE)
10 DE FEVEREIRO DE 2019 (DOMINGO)
PALCO PRINCIPAL – POLO LIMOEIRO DO NORTE
19h30 – Grupo Apolo de Danças Gregas (São Paulo – SP)
– Txai Cia de Danças Populares (Fortaleza – CE)
– Grupo de Dança Tablado (Fortaleza – CE)
– Grupo de Xaxado Cabras de Lampião (Serra Talhada – PE)
– Grupo Parafolclórico Fulô do Sertão (Senador Pompeu – CE)
– Grupo Paraguay Ete Villa Elisa (Paraguai – PAR)
– Tropa de Danças Regionais (Joca Claudino – PB)
– Grupo Parafolclórico Asa Branca (Belém – PA)
Local: Ginásio Coberto Diocesano Padre Anchieta (Centro – Limoeiro do Norte – CE)
* Programação sujeita a alterações

Mais informações:
Facebook: https://www.facebook.com/festivaldefolcloredoceara
Instagram: @ festivaldefolcloredoceara
Site: www.festivaldefolcloredoceara.com.br
Tel.: (85) 99677.5031 (Sheila Fernandes)
Transmissão ao vivo, pelo Facebook, com Portal Ispia e Ciranda Mídia
Secult

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Participe da Coletânea "100 Poetas e 100 Sonetos"

O Instituto Horácio Dídimo de Arte, Cultura e Espiritualidade está selecionando 100 poetas para compor a Coletânea “100 Poetas e 100 Sonetos”. Os sonetos são de tema livre e devem ser metrificados em qualquer tamanho ou estilo, rimados ou não. 

Não haverá taxa de inscrição e nem obrigatoriedade de aquisição do livro pelos participantes, que em contrapartida cedem seus direitos autorais. 

A data e local do lançamento da coletânea serão definidos posteriormente. 

Para participar, envie o seu soneto para o email ihd@institutohoraciodidimo.org ou pelo formulário até 10/07/2019 com uma breve biografia.

Por https://institutohoraciodidimo.org/2019/06/11/coletanea-100-poetas-e-100-sonetos/

O Natal em Natal (RN), a capital potiguar fundada em 25 de dezembro de 1599

Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto 'O Natal em Natal'.
Considerada uma das maiores e mais bonitas do Brasil, a Árvore de Natal instalada no bairro de Mirassol encanta a natalenses e turistas. (Alex Regis/ Secom Natal)
Os moradores da capital do Rio Grande do Norte têm um motivo a mais para se alegrar e vivenciar esta época do ano. Afinal, eles celebram o “Natal em Natal”. Aliás, a capital potiguar recebeu este nome devido a data da sua fundação: 25 de dezembro de 1599. Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto “O Natal em Natal”, promovido pela prefeitura municipal. Ao todo, segundo a prefeitura, são mais de 40 eventos que contemplam dança, música, teatro, audiovisual, artesanato, gastronomia e outras manifestações culturais.
Na zona sul da capital, foi acessa, no dia 3 de dezembro,  a tradicional “árvore de Mirassol”, com 112 metros de altura, ornamentada com enfeites nos formatos de …

Projeto do escritor e professor cearense Gonzaga Mota doa livros para escolas públicas da Capital e do interior

Por Diego Barbosa,  Com a ação, Gonzaga Mota já circulou por 20 instituições, ora aumentando acervos, ora criando novas mini-bibliotecas Com facilidade, a porta em que está cravada a placa "Livros de escritores cearenses" escancara-se em nova visão. Do outro lado do anteparo, o olhar mira num aconchegante espaço, onde repousam, organizadas e coloridas, obras de toda ordem. São títulos tradicionais e contemporâneos, exemplares de poesias, contos, crônicas, romances. Em comum a todos eles, o DNA nosso: possuem assinatura de cearenses. E querem ganhar mais mundos, outras trilhas. Mantido pelo escritor e professor Gonzaga Mota, o gabinete da descrição acima é recanto de possibilidades. Desde o começo deste ano, o profissional mantém um projeto de doação de livros para escolas públicas de Fortaleza e do interior, almejando estender o raio de alcance da leitura, especialmente entre crianças e jovens. A vontade de fazer com que os volumes saltem da…