Pular para o conteúdo principal

Escritor vem a Curitiba lançar livro ‘para imperfeitos’

“Um livro para imperfeitos”, esta é a primeira recomendação do próprio autor, Marcos DeLacumbre Holtz, que chega a Curitiba nesta quinta-feira (28), para o lançamento da obra “Um drink numa bota suja de lama”. O segundo “alerta” é: “após a leitura, lave bem as mãos”. Depois disto, o que afinal pode se esperar dessas 448 páginas de despudor renegadas por editoras em todo o Brasil?
Dono de um estilo cru bastante peculiar, DeLacumbre não deve agradar multidões (nem mesmo as revisoras aceitaram assinar a ficha técnica) - e basta encará-lo para observar que isso nem de longe seria seu objetivo. Ancorado na literatura marginal como cronista e poeta há quase duas décadas, Marcos escreve sem dó. “Se eu pensar muito pra escrever, então não estarei escrevendo, mas pensando em vender – e isso é desalmado. Eu escrevo para que as pessoas sintam, e nem sempre as pessoas sentem coisas boas”, disse.
“Se eu quisesse fantasiar, iria pra Disney ou pra debaixo da Torre Eiffel fotografar um casamento infeliz, não pra Ásia das ditaduras e chão de terra; se eu me preocupasse com a crítica, estaria confortável escrevendo o horóscopo do seu jornal – escrever de verdade é coisa pra fodido”, disparou. Corrosiva ao politicamente correto, a aventura narrada por Marcos começa quando o personagem declara guerra à sociedade padrão e, visivelmente frustrado em suas relações, se joga para a Índia apenas com uma mochila.
Ao total, a cruzada que esbanja intenso viver, crava sua bandeira em 11 países, entre eles Mianmar, Camboja, Laos e Vietnã, no ano de 2014. “Basicamente chego à Índia como uma boneca e termino na Malásia feito um mandrião calejado pela estrada”, finalizou. Como não podia ser diferente, os eventos de lançamento passarão longe de livrarias. Em Curitiba, a sessão de autógrafos acontecerá no Saint Patrick Pub, na rua Prof. Fernando Moreira, 804, a partir das 19 horas do dia 28 (quinta-feira).
O autor
Marcos DeLacumbre Holtz nasceu na Vila de Armação (SC), em 20 de agosto de 1986. Escritor, poeta e jornalista estilo gonzo, ele narrou suas primeiras histórias asiáticas na obra “Um drink numa bota suja de lama”. Além disto, documentou travessias por dez países da América do Sul, cruzou a Coreia do Norte em guerra e desafiou autoridades chinesas ao acampar ilegalmente na Muralha da China.
Fonte: BemParana

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Participe da Coletânea "100 Poetas e 100 Sonetos"

O Instituto Horácio Dídimo de Arte, Cultura e Espiritualidade está selecionando 100 poetas para compor a Coletânea “100 Poetas e 100 Sonetos”. Os sonetos são de tema livre e devem ser metrificados em qualquer tamanho ou estilo, rimados ou não. 

Não haverá taxa de inscrição e nem obrigatoriedade de aquisição do livro pelos participantes, que em contrapartida cedem seus direitos autorais. 

A data e local do lançamento da coletânea serão definidos posteriormente. 

Para participar, envie o seu soneto para o email ihd@institutohoraciodidimo.org ou pelo formulário até 10/07/2019 com uma breve biografia.

Por https://institutohoraciodidimo.org/2019/06/11/coletanea-100-poetas-e-100-sonetos/

O Natal em Natal (RN), a capital potiguar fundada em 25 de dezembro de 1599

Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto 'O Natal em Natal'.
Considerada uma das maiores e mais bonitas do Brasil, a Árvore de Natal instalada no bairro de Mirassol encanta a natalenses e turistas. (Alex Regis/ Secom Natal)
Os moradores da capital do Rio Grande do Norte têm um motivo a mais para se alegrar e vivenciar esta época do ano. Afinal, eles celebram o “Natal em Natal”. Aliás, a capital potiguar recebeu este nome devido a data da sua fundação: 25 de dezembro de 1599. Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto “O Natal em Natal”, promovido pela prefeitura municipal. Ao todo, segundo a prefeitura, são mais de 40 eventos que contemplam dança, música, teatro, audiovisual, artesanato, gastronomia e outras manifestações culturais.
Na zona sul da capital, foi acessa, no dia 3 de dezembro,  a tradicional “árvore de Mirassol”, com 112 metros de altura, ornamentada com enfeites nos formatos de …

POPE FRANCIS GENERAL AUDIENCE 2016.06.08