Museu da Boneca de Pano preserva cultura popular através de brinquedo tradicional

O espaço, fundado em 2013 no bairro Planalto Pici, em Fortaleza, trabalha com palestras, oficinas de bonecas e mamulengos e também percussão

O Ceará tem 163 museus. Você, com certeza, já conhece os museus temáticos, como o da cachaça, o do automóvel e o da fotografia, mas e o Museu da Boneca de Pano, já ouviu falar? Esse equipamento funciona no bairro Planalto Pici, em Fortaleza. O intuito é preservar a cultura popular através desse tipo de brinquedo.
Segundo a diretora do museu, Liduina Rodrigues, desde 2013 o museu trabalha com a missão de preservar a boneca de pano como patrimônio histórico, além de se usar de atividades lúdicas, artísticas e culturais.
“A gente mantem o museu com recursos próprios, não tem auxílio governamental, e instiga preservar a cultura popular no mote da boneca de pano”, disse a responsável.
Atualmente o espaço trabalha com palestras, oficinas de bonecas e mamulengos e também percussão. Duas peças que chamam atenção no local são os bonecos Severino e Severina, os dois com 4 metros de altura, que ficam na entrada do museu.
“É uma cultura que não é vista como deveria ser, porque a cultura popular é nossa raiz. Nós estamos aqui na periferia resistindo”, disse a diretora do museu, Liduína Rodrigues.
No espaço, crianças com deficiência também estão representadas: uma coleção, confeccionada nas diversas oficinas, traz bonecos com alguma deficiência motora.
Serviço
Rua Deputado Joel Marques, 110, Planalto Pici.

Tribuna do Ceará

Comentários

Mais Visitadas

Principal nome da literatura feita para crianças no Ceará, Horácio Dídimo, morto em 2018, pode ser homenageado em Dia Estadual da Literatura Infantil

VIVER A SEMANA SANTA

Praça Luiza Távora, em Fortaleza, abrigou castelo

Festival de literatura promove ‘maratona’ com 40 atividades em Bauru

Cientista político lança livro sobre a influência da Lava Jato no eleitor