A Ressurreição de Jesus na arte

Um tema relativamente novo na arte cristã

Clique aqui para abrir a galeria de fotos

A Ressurreição de Jesus, claro, foi fundamental para a fé cristã e, consequentemente, para a arte cristã. Ela foi representada como uma cena, um único ícone ou como fato pertencente ao ciclo da vida de Cristo (mais especificamente, à narrativa da Paixão de Cristo). Curiosamente, a Ressurreição é um motivo relativamente recente na arte cristã. Pode-se dizer que é um motivo gótico clássico, em vez de um motivo bizantino ou românico.
Durante quase todos os primeiros dez séculos do Cristianismo, a Ressurreição na arte era uma representação  simbólica da vitória de Cristo sobre a morte. O mais comum deles seria o monograma de Chi Rho, com as duas primeiras letras gregas do nome de Cristo rodeadas por uma coroa sagrada que simboliza a ascensão triunfante de Cristo. Mais tarde, as cenas descritas nos Evangelhos (em particular, os discípulos que encontram a sepultura vazia e o encontro com Maria Madalena – o conhecido motivo Noli Me Tangere) foram então representadas. Outras cenas da tradição, como a Harrowing of Hell, que já estava sendo retratada na arte bizantina e ortodoxa oriental, também se popularizaram no Ocidente.
Clique em “Abrir a galeria de imagens” e conheça uma mostra das representações da Ressurreição na arte. 
Aleteia

Comentários

Mais Visitadas

Deus eleva os humildes

Reitoria da UECE apoia manifestações em defesa da educação brasileira e das universidades públicas

VIVENDO E APRENDENDO

Campus Party 2018 vendeu 30% a mais de ingressos que edição anterior

Maureen Bisilliat se reencontra com o seu sertão e o de Euclides da Cunha na Flip