Exercícios de admiração

Por Paulo Eduardo Mendes - Jornalista

Exercer admiração é atemporal. Afirmação que se vincula também com o sentimento de saudade. Tudo entrelaçado. Busca interior para registrar um sentimento de pura afeição, de profundo respeito pelo talento, simplicidade e grandeza de um ser humano de personalidade marcante: Horácio Dídimo.
Horácio partiu. Viagem aos páramos celestiais. Deixou uma sensação de vazio difícil de explicar. Registrar, com tristeza, o desprendimento de um mestre tão necessário, nas fileiras educacionais. Horácio Dídimo vai permanecer vivo, no eterno carisma da sua sensibilidade para ministrar aulas através de um verbo bem articulado entre amor e arte de quem gosta do que faz. Lições bem colocadas em versos, redação sublime de puro encanto cuja doçura vem patenteada no estilo dos seus livros para todas as idades.
Ousamos aproveitar os seus “Exercícios de Admiração” como forma terna de homenagear a vida. Horácio Dídimo com lastro e cultura para firmar sua posição no rol dos talentos reais das nossas lides literárias. Vida e arte em terna despedida totalmente diferente de um adeus definitivo. Quem conhece a trajetória dos “Exercícios de Admiração” de Horácio Dídimo sabe como ele mesmo dizia que “O Sol do Amor” aquece a praia dos frequentadores das fontes da boa leitura. Textos suaves e de sonoridade que repercute nos escritos imortais do professor e poeta que conseguia reverter ficções em verdadeiros hinos de infinita ternura.


Horácio Dídimo agora do outro lado da vida registrando, nas nossas lembranças, o seu sorriso de eterna criança. Seus livros são tão intensos que vão permanecer ativos na nossa admiração, no mesmo deleite da literatura infantil para todas as idades. Textos cândidos em exercícios que nos fortalecem a resistir ao tormento de perdas. Horácio fica entre nós, sim, pelo conteúdo dos seus livros, pelo histórico da sua nobre missão de semear cultura através da palavra bem plantada, pela grandeza maior de ser sempre ele mesmo.

Comentários

  1. Gostaria de obter o e-mail do jornalista PAULO EDUARDO MENDES para que eu possa agradecê-lo pelo maravilhoso artigo em homenagem a Horácio Dídimo.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Mais Visitadas

Principal nome da literatura feita para crianças no Ceará, Horácio Dídimo, morto em 2018, pode ser homenageado em Dia Estadual da Literatura Infantil

VIVER A SEMANA SANTA

Praça Luiza Távora, em Fortaleza, abrigou castelo

Festival de literatura promove ‘maratona’ com 40 atividades em Bauru

Cientista político lança livro sobre a influência da Lava Jato no eleitor