Pular para o conteúdo principal

Literatura e cinema ajudaram a tornar Notre-Dame conhecida no mundo

Catedral de Notre-Dame é o lugar mais visitado da França: 13 milhões de pessoas de todo o mundo visitam a igreja, uma média de 30 mil por dia.


Por Jornal Nacional
 
Literatura e cinema ajudaram a tornar Notre-Dame conhecida no mundo
Literatura e cinema ajudaram a tornar Notre-Dame conhecida no mundo

Em mais de oito séculos de história, a literatura e o cinema ajudaram a transformar a principal igreja de Paris num símbolo reconhecido mundialmente.
Parecia um milagre: Notre-Dame finalmente passaria finalmente por uma grande restauração. Santos de três metros ganharam as alturas.
Mas o chamado foi da Igreja e não dos céus. O apoio financeiro era urgente: o vento batia e a catedral se despia em pedregulhos. Bastava o toque de um dedo para um pedaço de calcário desmoronar.
A decadência do prédio não era novidade. Há quase 200 anos, Victor Hugo denunciou “mutilações, amputações” na “nossa Dama”. O célebre escritor enxergava cicatrizes “ao lado de cada ruga na face desta velha rainha de nossas catedrais”.
O livro “Notre-Dame de Paris” lançou luz sobre o estado decrépito do edifício. Mas Victor Hugo também ajudou a construir a fama do lugar. A história do Quasimodo, o sineiro desfigurado inspirou adaptações no cinema.
O “Corcunda de Notre-Dame” constrangeu autoridades na época. O romance provocou uma restauração em 1844, que usou pedras de baixa qualidade e até cimento.
Mas nada abalou a reputação de Notre-Dame, hoje o lugar mais visitado da França: 13 milhões de pessoas de todo o mundo visitam a catedral, uma média de 30 mil por dia.
Uma Notre-Dame em chamas causa um choque próximo ao de um Big Ben pegando fogo. Esse ícone londrino também passa por obras, o que deixa essa tragédia ainda mais familiar. Mas, na verdade, cada país pode imaginar a perda dos seus símbolos. Então, fica fácil para o mundo inteiro sentir essa tristeza de Paris.
O incêndio desta segunda-feira (15) devorou um trabalho de 182 anos. Quase dois séculos. Uma catedral construída por franceses humildes. Pedra sobre pedra.
O resultado foi um marco na arquitetura gótica; uma obra-prima de mais de 850 anos. As gárgulas observavam lá de cima a História da França. Pássaros monstruosos disfarçavam os canos por onde escoava chuva. Mas esta segunda não era dia da água. As gárgulas não conseguiram afastar os maus espíritos – e se viram aterrorizadas pelo descaso humano.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O Natal em Natal (RN), a capital potiguar fundada em 25 de dezembro de 1599

Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto 'O Natal em Natal'.
Considerada uma das maiores e mais bonitas do Brasil, a Árvore de Natal instalada no bairro de Mirassol encanta a natalenses e turistas. (Alex Regis/ Secom Natal)
Os moradores da capital do Rio Grande do Norte têm um motivo a mais para se alegrar e vivenciar esta época do ano. Afinal, eles celebram o “Natal em Natal”. Aliás, a capital potiguar recebeu este nome devido a data da sua fundação: 25 de dezembro de 1599. Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto “O Natal em Natal”, promovido pela prefeitura municipal. Ao todo, segundo a prefeitura, são mais de 40 eventos que contemplam dança, música, teatro, audiovisual, artesanato, gastronomia e outras manifestações culturais.
Na zona sul da capital, foi acessa, no dia 3 de dezembro,  a tradicional “árvore de Mirassol”, com 112 metros de altura, ornamentada com enfeites nos formatos de …

POPE FRANCIS GENERAL AUDIENCE 2016.06.08

Participe da Coletânea "100 Poetas e 100 Sonetos"

O Instituto Horácio Dídimo de Arte, Cultura e Espiritualidade está selecionando 100 poetas para compor a Coletânea “100 Poetas e 100 Sonetos”. Os sonetos são de tema livre e devem ser metrificados em qualquer tamanho ou estilo, rimados ou não. 

Não haverá taxa de inscrição e nem obrigatoriedade de aquisição do livro pelos participantes, que em contrapartida cedem seus direitos autorais. 

A data e local do lançamento da coletânea serão definidos posteriormente. 

Para participar, envie o seu soneto para o email ihd@institutohoraciodidimo.org ou pelo formulário até 10/07/2019 com uma breve biografia.

Por https://institutohoraciodidimo.org/2019/06/11/coletanea-100-poetas-e-100-sonetos/