De volta aos tempos de ouro com Célio Balona

O compositor, arranjador e instrumentista apresenta o show "Anos Dourados" na série de apresentações "Célio Balona: 80 anos de vida e 65 anos de música"
'Célio Balona: 80 anos de vida e 65 anos de música – Anos Dourados'
'Célio Balona: 80 anos de vida e 65 anos de música – Anos Dourados' (Divulgação)

Chegamos ao final de uma série especial em comemoração aos 80 anos de vida e 65 anos de música de Célio Balona. O público foi presenteado com apresentações de repertórios que marcaram a carreira do instrumentista, arranjador e compositor mineiro, com novas roupagens e convidados. No dia 1º de maio, às 20h, o palco do Centro Cultural Banco do Brasil – CCBB vai receber o show Anos Dourados, com a participação de seu companheiro de longa data, Nivaldo Ornelas (saxofone).
“Anos Dourados” é uma visita saudosa aos “old good times”, como o próprio Célio Balona se refere a apresentação. É uma volta ao romantismo, das músicas que embalavam os casais apaixonados nos grandes salões de festas. E Balona viveu intensamente esses tempos. “As apresentações eram repletas de emoção e sensibilidade através de boleros, músicas de filmes, canções francesas, americanas, italianas e as brasileiras, compostas por grandes compositores, como Ary Barroso, Tom Jobim, Vinícius de Moraes, Noel Rosa, Pixinguinha e tantos outros que deixaram sua marca indelével no cancioneiro popular”, explica o músico.
E um dos maiores orgulhos de Célio é saber que ele fez a trilha sonora de milhares de casais ao longo desse tempo. E para relembrar essa época, ele convidou um grande amigo e artista consagrado, o saxofonista Nivaldo Ornelas, que integrou o conjunto original de Balona na década de 60.
Para acompanhá-los, Christiano Caldas (piano acústico), Milton Ramos (contrabaixo acústico), Ezequiel Lima (contrabaixo elétrico), Pingo Ballona (bateria) e Wagner Souza (trompete e flugelhorn).
Conheça mais sobre Célio Balona
Nascido em Visconde do Rio Branco, Célio Balona é músico, compositor, arranjador, tecladista e acordeonista. Estudou na Escola de Formação Musical da Polícia Militar de Minas Gerais. Aos 15 anos, Célio já atuava como profissional. Na década de 60, ao lado de Nivaldo Ornelas e Wagner Tiso, formou seu primeiro grupo musical. Mais tarde, começou a se dedicar à composição e à música instrumental. Atuou em shows nos Estados Unidos, México, Colômbia, Espanha, Inglaterra, França e Itália.
Balona fez os arranjos e criou a trilha sonora do desfile do estilista Ronaldo Fraga, na São Paulo Fashion Week, em 2013. É também um dos idealizadores e curador do Festival Internacional de Acordeon (FIA).

Serviço
“Célio Balona: 80 anos de vida e 65 anos de música – Anos Dourados”
Dia 1º de maio, às 20h
CCBB-BH – Teatro I – Praça da Liberdade, 450, Funcionários
Mais informações: 31 3431-9400
Venda de ingressos: eventim.com.br ou na bilheteria do CCBB, de quarta a segunda, das 9h às 21h – R$30 (inteira) / R$15 (meia
Clientes Banco do Brasil pagam meia-entrada em todas as apresentações.
Classificação: livre
Duração: 90 minutos

Comentários

Mais Visitadas

Deus eleva os humildes

Reitoria da UECE apoia manifestações em defesa da educação brasileira e das universidades públicas

VIVENDO E APRENDENDO

Campus Party 2018 vendeu 30% a mais de ingressos que edição anterior

Maureen Bisilliat se reencontra com o seu sertão e o de Euclides da Cunha na Flip