Pular para o conteúdo principal

Literatura na luta pela cidadania

Sérgio Vaz lança em Londrina o livro 'Flores de Alvenaria' que aborda temas variados como educação, negritude, liberdade, sexo, empatia
Sérgio Vaz lança em Londrina o livro 'Flores de Alvenaria' que aborda temas variados como educação, negritude, liberdade, sexo, empatia | Divulgação
Um dos destaques a agenda do Londrix 2019 nesta sexta-feira (10) é o Sarau Vista Bela. Programado para às 15 horas, o evento que acontece no Museu Histórico contará com a presença do poeta paulista Sérgio Vaz. Ele vem à cidade para participar do bate-papo “Poesia contra a violência, a literatura como instrumento de cidadania” e aproveita a ocasião para lançar o livro “Flores de Alvenaria”...

Autor do projeto Poesia Contra a Violência (Cooperifa), que percorre as escolas da periferia de São Paulo, Sérgio Vaz mora em Taboão da Serra (Grande São Paulo), onde também atua como agitador cultural. O Cooperifa é um movimento que transformou um bar da periferia da zona sul de São Paulo em um centro cultural. O projeto promove o encontro de leitores e escritores, além de divulgar a poesia nas escolas. Já deu origem a centenas de saraus, além da publicação independente de mais de 100 livros.
O mais recente livro de autoria de Vaz, “Flores de Alvenaria” aborda temas variados como educação, negritude, liberdade, sexo, empatia. Com apresentação do cantor e compositor Chico César, a obra traz diálogos, relembra a situação da periferia em outras épocas e conta com poemas que costumam ser declamados na Cooperifa.
A agenda diária do Londrix conta ainda com mais uma edição do Sarauzinho, que acontece às 10 horas e será comandada por Gilza Santos e pelo Palhaço Mequetrefe. Às 19 horas, será realizado o Café das Letras, com sessão de autógrafos do livro “Concreticidades, 17 contos de jovens autores”, obra organizada por Victor Hugo Barbosa e editada por Rafael Silvaro. No mesmo horário, terão início os bate-papos “A transformação do mercado editorial”, com Rafael Silvaro e Christine Vianna; e “Escrita como ato de liberdade”, com Eduardo Baccarin Costa, que autografará o romance “O solitário do 406”. Também estão programados o lançamento do livro “Procura-se um coração”, de Giovana Vaccaro, além do bate-papo “Vídeo Poema, A poesia e as novas plataformas”, comandado por Fran Camilo.

Às 20 horas, tem o bate-papo “Palestina, um olhar além da ocupação”, com a presença de Nilton Bobato, Paulo Porto e Jihad Abu Ali. A programação será encerrada às 21 horas, com o “Sarau: prosa, poesia e outras delícias / Ler para ser” evento que reunirá o poeta Sérgio Vaz e vários convidados. Todas as atividades são gratuitas.

Serviço:
Londrix 2019
Sexta-feira (10)

10h - Sarauzinho (Infantil)

15h - Sarau Vista Bela, com Sérgio Vaz e Leandro Palmerah

19h - Café das Letras, autógrafos e bate-papos

21h – Sarau: prosa, poesia e outras delícias, com Sérgio Vaz e convidados

Fonte: Folha de Londrina

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Participe da Coletânea "100 Poetas e 100 Sonetos"

O Instituto Horácio Dídimo de Arte, Cultura e Espiritualidade está selecionando 100 poetas para compor a Coletânea “100 Poetas e 100 Sonetos”. Os sonetos são de tema livre e devem ser metrificados em qualquer tamanho ou estilo, rimados ou não. 

Não haverá taxa de inscrição e nem obrigatoriedade de aquisição do livro pelos participantes, que em contrapartida cedem seus direitos autorais. 

A data e local do lançamento da coletânea serão definidos posteriormente. 

Para participar, envie o seu soneto para o email ihd@institutohoraciodidimo.org ou pelo formulário até 10/07/2019 com uma breve biografia.

Por https://institutohoraciodidimo.org/2019/06/11/coletanea-100-poetas-e-100-sonetos/

O Natal em Natal (RN), a capital potiguar fundada em 25 de dezembro de 1599

Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto 'O Natal em Natal'.
Considerada uma das maiores e mais bonitas do Brasil, a Árvore de Natal instalada no bairro de Mirassol encanta a natalenses e turistas. (Alex Regis/ Secom Natal)
Os moradores da capital do Rio Grande do Norte têm um motivo a mais para se alegrar e vivenciar esta época do ano. Afinal, eles celebram o “Natal em Natal”. Aliás, a capital potiguar recebeu este nome devido a data da sua fundação: 25 de dezembro de 1599. Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto “O Natal em Natal”, promovido pela prefeitura municipal. Ao todo, segundo a prefeitura, são mais de 40 eventos que contemplam dança, música, teatro, audiovisual, artesanato, gastronomia e outras manifestações culturais.
Na zona sul da capital, foi acessa, no dia 3 de dezembro,  a tradicional “árvore de Mirassol”, com 112 metros de altura, ornamentada com enfeites nos formatos de …

POPE FRANCIS GENERAL AUDIENCE 2016.06.08