Pular para o conteúdo principal

Centenário de Nelson Gonçalves é celebrado hoje com muitas homenagens

Há 100 anos nascia o cantor, conhecido como o Rei do Rádio, e boa parte de sua obra estará disponível nas plataformas digitais.
A voz poderosa de Nelson Gonçalves chegou a ditar padrões do que seria um verdadeiro intérprete.
A voz poderosa de Nelson Gonçalves chegou a ditar padrões do que seria um verdadeiro intérprete. (Reprodução de capa do álbum 'Em hi-fi')

Nesta sexta, 21, será celebrado o centenário de nascimento de Nelson Gonçalves, um dos maiores cantores da história da música brasileira. Sua voz poderosa chegou a ditar padrões do que seria um verdadeiro intérprete, assim como os de Orlando Silva, Ângela Maria, entre outros.
Foi só quando João Gilberto surgiu com sua bossa nova e seu canto baixinho, no fim da década de 1950, que foram abertos caminhos para outros estilos de cantores, que não tinham necessariamente vozeirões potentes. Mesmo assim, Nelson Gonçalves continuou a ocupar o posto dos grandes intérpretes. 
Considerado o Rei do Rádio, Nelson Gonçalves receberá homenagens na data de seu centenário. Entre elas, o lançamento, pelos Correios, de um selo oficial dedicado a ele em cidades que fizeram parte de sua trajetória: em São Paulo, para onde ele se mudou ainda criança; no Rio de Janeiro, onde o cantor consolidou sua carreira, e em Santana do Livramento, no Rio Grande do Sul, onde Nelson nasceu, no dia 21 de junho de 1919. Traz a imagem do cantor em preto e branco, com uma aplicação dourada em que se lê "Nelson Gonçalves - Centenário" e "A Maior Voz do Brasil". 
Além disso, a Sony Music vai liberar nas plataformas de streaming, a partir desta sexta, 21, grande parte da obra de Nelson Gonçalves, morto em 1998. No total, estarão disponíveis 35 álbuns da obra do cantor. O projeto integra o processo de digitalização do catálogo de Nelson, que inclui restauração de tapes analógicos e projetos gráficos originais dos 35 discos do cantor. A gravadora deixará disponível também playlists temáticas, com curadoria de Rodrigo Faour.
Chico Buarque
Assim como Nelson Gonçalves, boa parte da obra de Chico Buarque também estará disponível pela Sony nas plataformas a partir desta sexta, 21, em comemoração aos 75 anos do cantor e compositor, completados na última quarta, 19. Entrarão no catálogo digital, pela primeira vez, alguns discos da carreira de Chico gravados entre 1987 e 2001, como Paratodos, Chico Buarque e Chico Buarque de Mangueira.
A gravadora vai lançar ainda, nesta sexta, uma página interativa exclusiva, uma sala virtual sobre o mar do Rio, em que, a cada clique, o visitante entra em contato com mais informações sobre toda a carreira do Chico, especialmente pela fase e por cada disco desse relançamento.

Agência Estado/Dom Total

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Participe da Coletânea "100 Poetas e 100 Sonetos"

O Instituto Horácio Dídimo de Arte, Cultura e Espiritualidade está selecionando 100 poetas para compor a Coletânea “100 Poetas e 100 Sonetos”. Os sonetos são de tema livre e devem ser metrificados em qualquer tamanho ou estilo, rimados ou não. 

Não haverá taxa de inscrição e nem obrigatoriedade de aquisição do livro pelos participantes, que em contrapartida cedem seus direitos autorais. 

A data e local do lançamento da coletânea serão definidos posteriormente. 

Para participar, envie o seu soneto para o email ihd@institutohoraciodidimo.org ou pelo formulário até 10/07/2019 com uma breve biografia.

Por https://institutohoraciodidimo.org/2019/06/11/coletanea-100-poetas-e-100-sonetos/

O Natal em Natal (RN), a capital potiguar fundada em 25 de dezembro de 1599

Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto 'O Natal em Natal'.
Considerada uma das maiores e mais bonitas do Brasil, a Árvore de Natal instalada no bairro de Mirassol encanta a natalenses e turistas. (Alex Regis/ Secom Natal)
Os moradores da capital do Rio Grande do Norte têm um motivo a mais para se alegrar e vivenciar esta época do ano. Afinal, eles celebram o “Natal em Natal”. Aliás, a capital potiguar recebeu este nome devido a data da sua fundação: 25 de dezembro de 1599. Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto “O Natal em Natal”, promovido pela prefeitura municipal. Ao todo, segundo a prefeitura, são mais de 40 eventos que contemplam dança, música, teatro, audiovisual, artesanato, gastronomia e outras manifestações culturais.
Na zona sul da capital, foi acessa, no dia 3 de dezembro,  a tradicional “árvore de Mirassol”, com 112 metros de altura, ornamentada com enfeites nos formatos de …

Projeto do escritor e professor cearense Gonzaga Mota doa livros para escolas públicas da Capital e do interior

Por Diego Barbosa,  Com a ação, Gonzaga Mota já circulou por 20 instituições, ora aumentando acervos, ora criando novas mini-bibliotecas Com facilidade, a porta em que está cravada a placa "Livros de escritores cearenses" escancara-se em nova visão. Do outro lado do anteparo, o olhar mira num aconchegante espaço, onde repousam, organizadas e coloridas, obras de toda ordem. São títulos tradicionais e contemporâneos, exemplares de poesias, contos, crônicas, romances. Em comum a todos eles, o DNA nosso: possuem assinatura de cearenses. E querem ganhar mais mundos, outras trilhas. Mantido pelo escritor e professor Gonzaga Mota, o gabinete da descrição acima é recanto de possibilidades. Desde o começo deste ano, o profissional mantém um projeto de doação de livros para escolas públicas de Fortaleza e do interior, almejando estender o raio de alcance da leitura, especialmente entre crianças e jovens. A vontade de fazer com que os volumes saltem da…