Pular para o conteúdo principal

Concurso literário infantil revela novos talentos no Paraná

Adélia Maria Woellner é organizadora do concurso
Adélia Maria Woellner é organizadora do concurso (Foto: Divulgação)
A iniciativa, proposta pela escritora Adélia Maria Woellner, faz parte do projeto RECONTAR e será realizada em quatro cidades, para crianças de 9 a 14 anos, da rede pública de ensino
As crianças da rede pública de ensino, de 9 a 14 anos, de quatro cidades do Paraná: Quitandinha, Mallet, Piên e Jaboti, poderão participar do Concurso Literário ‘Recontar a História Cria Novas Aventuras’. A iniciativa contribui com a formação de novos leitores e, principalmente, com a revelação de novos talentos. O Concurso foi viabilizado por meio de fomento da Secretaria de Estado da Cultura do Paraná, através do PROFICE (Programa Estadual de Fomento e Incentivo à Cultura), com o patrocínio da COPEL (Companhia Paranaense de Energia).

O vencedor do concurso terá seu texto literário publicado em formato de encarte em conjunto com a obra “A Montanha dos Encantos”, da escritora paranaense Adélia Maria Woellner. Serão 3.000 exemplares do livro e do encarte distribuídos gratuitamente, de forma estratégica e direcionada.
Para estimular as crianças a se inscrevem, Adélia Woellner minisrará a oficina ‘Meu Jeito de Escrever’, que terá duração de uma hora e meia e será realizada nas bibliotecas públicas das quatro cidades. Na ocasião, a escritora irá compartilhar suas experiências na literatura com o público infantil e irá apresentar o processo de criação de sua obra mais recente ‘A Montanha dos Encantos’. No enredo, a personagem Cenira se aventura na exploração do mundo. A trajetória é repleta de surpresas e conduz a protagonista por espaços até então sequer imaginados.

“Ela percorre caminhos originais, admiráveis, diversos daqueles normalmente trilhados. Parece sonho, mas não é, porque a sua vivência é intensa, impregnada pela emoção de poder observar, com nitidez, formas, cores, atitudes, danças, espaços, músicas e a arte do universo que está conhecendo. Cenira fica impregnada da beleza que a natureza lhe oferece, aceita os desafios, vive e desfruta o encantamento que esses momentos incomuns lhe oferecem. Ela faz de toda essa experiência um grande e valioso aprendizado. É a versatilidade dos acontecimentos que a levam para uma viagem prazerosa. Cenira aceita com gratidão o que a vida lhe oferece a cada instante”, conta Adélia Maria Woeller.
O Concurso irá incentivar o público a colocar no papel, literalmente, o aprendizado proporcionado pela oficina. “As crianças, a exemplo da personagem Cenira, poderão trazer a tona, por meio da literatura, seus pensamentos e sentimentos acerca do mundo. Elas poderão escolher o gênero literário da sua preferência e escolher entre a poesia, o conto, a prosa, a crônica, e o romance para contar suas vivências. Acreditamos que o Concurso poderá suscitar o nascimento de novos escritores”, explica a autora.

A oficina e o Concurso fazem parte do Projeto Recontar. A ação começa no próximo mês de junho e objetiva estimular os participantes a buscarem o prazer da leitura e o gosto pela expressão escrita. Para a realização do Projeto, a escritora Adélia Maria Woellner conta com o suporte dos seguintes profissionais: Heliana Grudzien (ilustradora), Neumar Carta Winter (revisão) e Dnize Castro (coordenação e produção).



Programação
A oficina será realizada nas Bibliotecas Municipais das quatro cidades nas seguintes datas:
03/06: Quitandinha
10/06: Mallet
17/06: Piên
24/06 – Jaboti
FICHA TÉCNICA:
LIVRO: “A Montanha dos Encantos”
AUTORA: Adélia Maria Woellner
ILUSTRAÇÕES: Heliana Grudzien
REVISÃO: Neumar Carta Winter
COORDENAÇÃO, PRODUÇÃO E ELABORAÇÃO: Dnize Castro
ASSESSORIA DE IMPRENSA: Jaqueline Gluck e Giovana Chiquim
Sobre a autora:
A poetisa e prosadora Adélia Maria Woellner, é nascida em Curitiba, no Paraná. Formada em Direito pela UFPR, pertence às seguintes instituições: Academia Paranaense de Letras (Cadeira nº 15), Academia Feminina de Letras do Paraná (Cadeira nº 18), Centro de Letras do Paraná , Academia de Letras José de Alencar (Cadeira nº 8), Centro Paranaense Feminino de Cultura, Academia Paranaense da Poesia (Cadeira nº 26), Academia de Letras e Artes de Pato Branco-PR (Cadeira nº 27), União Brasileira de Trovadores – Seção de Curitiba e Associação de Jornalistas e Escritoras do Brasil.
Obras: Balada do Amor que se Foi, Nhanduti, Poesia Trilógica, Encontro Maior, Avesso Meu..., Poemas Soltos, Infinito em Mim (traduzido para vários idiomas), Poemas para Orar e Meditar, A Literatura e a História do Paraná , Graciette Salmon – A Ciranda da Estrela Sozinha, Sempre Poesia, CD com 52 Poemas 1999 , Poemas para Amar, Para onde vão as Andorinhas..., Férias no Sítio. Poesias, Luzes no Espelho.

Bem Paraná

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Participe da Coletânea "100 Poetas e 100 Sonetos"

O Instituto Horácio Dídimo de Arte, Cultura e Espiritualidade está selecionando 100 poetas para compor a Coletânea “100 Poetas e 100 Sonetos”. Os sonetos são de tema livre e devem ser metrificados em qualquer tamanho ou estilo, rimados ou não. 

Não haverá taxa de inscrição e nem obrigatoriedade de aquisição do livro pelos participantes, que em contrapartida cedem seus direitos autorais. 

A data e local do lançamento da coletânea serão definidos posteriormente. 

Para participar, envie o seu soneto para o email ihd@institutohoraciodidimo.org ou pelo formulário até 10/07/2019 com uma breve biografia.

Por https://institutohoraciodidimo.org/2019/06/11/coletanea-100-poetas-e-100-sonetos/

O Natal em Natal (RN), a capital potiguar fundada em 25 de dezembro de 1599

Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto 'O Natal em Natal'.
Considerada uma das maiores e mais bonitas do Brasil, a Árvore de Natal instalada no bairro de Mirassol encanta a natalenses e turistas. (Alex Regis/ Secom Natal)
Os moradores da capital do Rio Grande do Norte têm um motivo a mais para se alegrar e vivenciar esta época do ano. Afinal, eles celebram o “Natal em Natal”. Aliás, a capital potiguar recebeu este nome devido a data da sua fundação: 25 de dezembro de 1599. Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto “O Natal em Natal”, promovido pela prefeitura municipal. Ao todo, segundo a prefeitura, são mais de 40 eventos que contemplam dança, música, teatro, audiovisual, artesanato, gastronomia e outras manifestações culturais.
Na zona sul da capital, foi acessa, no dia 3 de dezembro,  a tradicional “árvore de Mirassol”, com 112 metros de altura, ornamentada com enfeites nos formatos de …

Projeto do escritor e professor cearense Gonzaga Mota doa livros para escolas públicas da Capital e do interior

Por Diego Barbosa,  Com a ação, Gonzaga Mota já circulou por 20 instituições, ora aumentando acervos, ora criando novas mini-bibliotecas Com facilidade, a porta em que está cravada a placa "Livros de escritores cearenses" escancara-se em nova visão. Do outro lado do anteparo, o olhar mira num aconchegante espaço, onde repousam, organizadas e coloridas, obras de toda ordem. São títulos tradicionais e contemporâneos, exemplares de poesias, contos, crônicas, romances. Em comum a todos eles, o DNA nosso: possuem assinatura de cearenses. E querem ganhar mais mundos, outras trilhas. Mantido pelo escritor e professor Gonzaga Mota, o gabinete da descrição acima é recanto de possibilidades. Desde o começo deste ano, o profissional mantém um projeto de doação de livros para escolas públicas de Fortaleza e do interior, almejando estender o raio de alcance da leitura, especialmente entre crianças e jovens. A vontade de fazer com que os volumes saltem da…