Pular para o conteúdo principal

Livro 'Sobre Lutas e Lágrimas' reflete sobre tramas e traumas de 2018

Escrita pelo jornalista e biógrafo Mário Magalhães, de 'Marighella: O Guerrilheiro Que Incendiou o Mundo', obra será lançada em São Paulo na terça, 11

Ubiratan Brasil, O Estado de S. Paulo

Como Martinho da Vila, o jornalista e biógrafo (Marighella: O Guerrilheiro que Incendiou o Mundo, Companhia das Letras) Mário Magalhães acompanhou as tramas e os traumas que marcaram os acontecimentos de 2018. Em Sobre Lutas e Lágrimas, ele utiliza seu habitual rigor jornalístico para, temperado com um olhar crítico, analisar um ano cuja complexidade impede “exame retrospectivo isento de incertezas relevantes”.
Justamente por ser um ano inconcluso, visto que suas consequências influenciam o País agora e no futuro, que Magalhães compara 2018 com 1968, que também foi personagem de livro graças à sua envergadura histórica (1968: O Ano Que Não Terminou, de Zuenir Ventura).
Ainda como Martinho, Magalhães escreveu seus relatos “a quente, no olho do torvelinho”. Mas, se não deixa de se posicionar em passagens que flertam com a crônica, Magalhães abastece o leitor com fatos devidamente checados, permitindo que a reação do leitor seja incentivada pelos dados e não apenas por seu olhar pessoal.
E, se transforma 2018 em personagem, o autor classifica seu livro como uma biografia, iniciada com a descrição do réveillon esperançosamente vivido pela vereadora Marielle Franco e encerrada com a proximidade da posse de Jair Bolsonaro na Presidência.
Entre um momento e outro, a trama histórica é tanto marcada por situações mirabolantes (a prisão de Lula) e surpreendentes (a facada em Bolsonaro) como por fatos desapontadores (a desclassificação do Brasil na Copa).
São tantos fatos incríveis (a proeminência do “kit gay” na eleição, o assassinato de macacos durante o surto de febre amarela, a intervenção militar no Rio) que 2018 torna-se, de fato, no “ano em que o Brasil flertou com o apocalipse”.
Capa do livro
Capa do livro 'Sobre Lutas e Lágrimas', de Mário Magalhães Foto: Editora Record
SOBRE LUTAS E LÁGRIMAS
Autor: Mário Magalhães
Editora: Record (330 pág., R$ 44,90). Lançamento. Liv. Cultura. Av. Paulista, 2.073. 3ª (11/6), 19h

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O Natal em Natal (RN), a capital potiguar fundada em 25 de dezembro de 1599

Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto 'O Natal em Natal'.
Considerada uma das maiores e mais bonitas do Brasil, a Árvore de Natal instalada no bairro de Mirassol encanta a natalenses e turistas. (Alex Regis/ Secom Natal)
Os moradores da capital do Rio Grande do Norte têm um motivo a mais para se alegrar e vivenciar esta época do ano. Afinal, eles celebram o “Natal em Natal”. Aliás, a capital potiguar recebeu este nome devido a data da sua fundação: 25 de dezembro de 1599. Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto “O Natal em Natal”, promovido pela prefeitura municipal. Ao todo, segundo a prefeitura, são mais de 40 eventos que contemplam dança, música, teatro, audiovisual, artesanato, gastronomia e outras manifestações culturais.
Na zona sul da capital, foi acessa, no dia 3 de dezembro,  a tradicional “árvore de Mirassol”, com 112 metros de altura, ornamentada com enfeites nos formatos de …

POPE FRANCIS GENERAL AUDIENCE 2016.06.08

Participe da Coletânea "100 Poetas e 100 Sonetos"

O Instituto Horácio Dídimo de Arte, Cultura e Espiritualidade está selecionando 100 poetas para compor a Coletânea “100 Poetas e 100 Sonetos”. Os sonetos são de tema livre e devem ser metrificados em qualquer tamanho ou estilo, rimados ou não. 

Não haverá taxa de inscrição e nem obrigatoriedade de aquisição do livro pelos participantes, que em contrapartida cedem seus direitos autorais. 

A data e local do lançamento da coletânea serão definidos posteriormente. 

Para participar, envie o seu soneto para o email ihd@institutohoraciodidimo.org ou pelo formulário até 10/07/2019 com uma breve biografia.

Por https://institutohoraciodidimo.org/2019/06/11/coletanea-100-poetas-e-100-sonetos/