Pular para o conteúdo principal

Como contemplar Deus

Padre Geovane Saraiva*

A civilização cristã abriu um caminho novo na Europa com São Bento de Núrsia (480-547), seja pela escola a animar os servidores do Senhor, na meditação da Palavra de Deus e no louvor litúrgico, seja no serviço da caridade compassiva e solidária e no amor recíproco de seus seguidores, sem esquecer do enaltecimento do mundo da cultura, da promoção humana e da hospitalidade para com os pobres carentes de toda natureza. Bento quer dizer "bênção": bendizer, abençoar. Toda bênção vem de Deus, Senhor da vida, da história e da criação, e dele depende a pessoa humana, os animais, a natureza e toda realidade que existe no Universo (cf. Gn 1, 22ss). A bênção é considerada como uma manifestação da força divina, que passa de pai para filho, pela palavra transmitida e até mesmo pelo gesto das mãos. Olhemos para Jesus, ao chamar para si as crianças e abençoá-las (cf. Mc 6, 41).

Resultado de imagem para santo bento abadeÉ por aí que devemos olhar para São Bento, extraordinária figura humana, que nasce na região da Úmbria, na Itália. Foi estudar na cidade eterna, sendo, a partir daí, instrumento de Deus, marcando e influenciando em profundidade os destinos da humanidade, ao optar por Jesus de Nazaré como sua herança e taça, consciente de que coube a si, por sorte, uma boa parte; sim, o mais belo e o que há de mais maravilhoso: a eternidade (cf. Lc 10, 42). Bento foi para a gruta de Subiaco, e lá procurou viver o Evangelho em comunidade, reunindo um grupo de fiéis seguidores, fazendo uma rica experiência do amor de Deus. Em seguida, foi para o Monte Cassino e, inspirado e motivado, se voltou à contemplação e ao tempo de solidão naquele lugar apropriado e sagrado, que, até então, não existia na Europa, ao contrário do Oriente: instituições com uma força mística dessa natureza.

São Bento deixou, para trás, casa, bens e família, experimentando e fazendo a vontade de Deus, buscando um estilo de vida e santidade, pela oração e pelo trabalho, e escolheu como lema: “Ora et labora”. Tornou-se um cristão por excelência, na compreensão da Palavra de Deus, convicto de que esta tinha que ser vivida em profundidade na comunidade. O Monte Cassino foi para Bento um local sagrado; lá construiu o histórico mosteiro e escreveu a sua regra de vida, difundida em muitos países da Europa, valendo o título de Patriarca do Monaquismo Ocidental.

São Bento foi e continua sendo uma bênção e um patrimônio para todos nós cristãos. Que sejamos inspirados por ele na nossa realidade atual de vida cristã, com desafios e exigências, equilibradamente, conscientes de que somos chamados, através do trabalho e da contemplação da Palavra de Deus, a encontrar o mesmo Jesus de Nazaré como nosso Mestre e Senhor. Numa palavra: colocar em nossa mente e coração o lema de Bento de Núrsia: “Ora et labora”.

*Pároco de Santo Afonso, Blogueiro, Escritor e integra a Academia Metropolitana de Letras de Fortaleza

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Participe da Coletânea "100 Poetas e 100 Sonetos"

O Instituto Horácio Dídimo de Arte, Cultura e Espiritualidade está selecionando 100 poetas para compor a Coletânea “100 Poetas e 100 Sonetos”. Os sonetos são de tema livre e devem ser metrificados em qualquer tamanho ou estilo, rimados ou não. 

Não haverá taxa de inscrição e nem obrigatoriedade de aquisição do livro pelos participantes, que em contrapartida cedem seus direitos autorais. 

A data e local do lançamento da coletânea serão definidos posteriormente. 

Para participar, envie o seu soneto para o email ihd@institutohoraciodidimo.org ou pelo formulário até 10/07/2019 com uma breve biografia.

Por https://institutohoraciodidimo.org/2019/06/11/coletanea-100-poetas-e-100-sonetos/

O Natal em Natal (RN), a capital potiguar fundada em 25 de dezembro de 1599

Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto 'O Natal em Natal'.
Considerada uma das maiores e mais bonitas do Brasil, a Árvore de Natal instalada no bairro de Mirassol encanta a natalenses e turistas. (Alex Regis/ Secom Natal)
Os moradores da capital do Rio Grande do Norte têm um motivo a mais para se alegrar e vivenciar esta época do ano. Afinal, eles celebram o “Natal em Natal”. Aliás, a capital potiguar recebeu este nome devido a data da sua fundação: 25 de dezembro de 1599. Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto “O Natal em Natal”, promovido pela prefeitura municipal. Ao todo, segundo a prefeitura, são mais de 40 eventos que contemplam dança, música, teatro, audiovisual, artesanato, gastronomia e outras manifestações culturais.
Na zona sul da capital, foi acessa, no dia 3 de dezembro,  a tradicional “árvore de Mirassol”, com 112 metros de altura, ornamentada com enfeites nos formatos de …

Projeto do escritor e professor cearense Gonzaga Mota doa livros para escolas públicas da Capital e do interior

Por Diego Barbosa,  Com a ação, Gonzaga Mota já circulou por 20 instituições, ora aumentando acervos, ora criando novas mini-bibliotecas Com facilidade, a porta em que está cravada a placa "Livros de escritores cearenses" escancara-se em nova visão. Do outro lado do anteparo, o olhar mira num aconchegante espaço, onde repousam, organizadas e coloridas, obras de toda ordem. São títulos tradicionais e contemporâneos, exemplares de poesias, contos, crônicas, romances. Em comum a todos eles, o DNA nosso: possuem assinatura de cearenses. E querem ganhar mais mundos, outras trilhas. Mantido pelo escritor e professor Gonzaga Mota, o gabinete da descrição acima é recanto de possibilidades. Desde o começo deste ano, o profissional mantém um projeto de doação de livros para escolas públicas de Fortaleza e do interior, almejando estender o raio de alcance da leitura, especialmente entre crianças e jovens. A vontade de fazer com que os volumes saltem da…