Pular para o conteúdo principal

Dia Nacional do Escritor tem programação em JP

No evento Luiz Augusto de Paiva falará sobre a UBE e Hildeberto Barbosa falará sobre 'O que é ser escritor'

Na ocasião será lançada a Campanha Esqueça um livro. (Foto: Divulgação)
Com uma programação marcada por homenagem, palestras e lançamento da Campanha Esqueça um Livro, a Fundação Casa de José Américo (FCJA) fará a terceira edição do evento que comemora o Dia Nacional do Escritor, nesta quinta-feira (25). Na ocasião será homenageada a escritora Neide Medeiros Santos.
A programação inicia às 9h com abertura da presidente da FCJA, professora Viviane Vieira Coutinho, com a participação especial da homenageada, que falará sobre ‘Minhas experiências com a Literatura’ e será apresentada pela professora Janete Lins Rodriguez. A seguir, o jornalista e escritor William Costa mediará as participações do presidente da União Brasileira de Escritores (UBE), Luiz Augusto de Paiva, que falará sobre a entidade, e o acadêmico Hildeberto Barbosa falará sobre ‘O que é ser escritor’.

Esqueça um livro

Na ocasião será lançada a Campanha Esqueça um livroO objetivo é o de estimular o interesse das pessoas pela leitura e incentivar o desapego a obras já lidas e fora de uso pessoal, contribuindo com o processo de circulação de livros usados para promover o hábito da leitura, por meio de trocas e distribuição.

Homenagem

A homenageada Neide Medeiros Santos nasceu em Jardim do Seridó (RN). Ainda criança, mudou-se para Campina Grande, posteriormente para João Pessoa, onde reside atualmente.  É graduada em Letras, com mestrado (UFPE) e doutorado (UNESP)  na área de Teoria da Literatura. Foi professora de Teoria Literária e de Crítica Literária na Universidade Federal de Alagoas (UFAL).  Professora de Literatura Brasileira na Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).  Professora de Teoria Literária e Literatura Infantil da Universidade Federal da Paraíba no curso de Letras e no Mestrado em Biblioteconomia, tendo orientado quatro dissertações.  Pertence à União Brasileira de Escritores (UBE/PB) e à Academia Feminina de Letras e Artes da Paraíba (AFLAP).
Com a professora Maria do Socorro Silva de Aragão e a arquivista Ana Isabel de Souza Leão Andrade desenvolveu pesquisas sobre Augusto dos Anjos e José Américo de Almeida, tendo publicado os seguintes livros. Em coautoria: Memorial Augusto dos Anjos: uma visita guiada (2008), Memorial Augusto dos Anjos: um roteiro cultural e poético (2008), Augusto dos Anjos: uma biobibliografia (2008), Conversando sobre Augusto dos Anjos: uma história oral (2009), Augusto dos Anjos em imagens: uma fotobiografia (2010) e José Américo de Almeida: uma fotobiografia (2014).
Com a professora Marinalva Freire da Silva, organizou as coletâneas: Assim se faz literatura… (2013) e Na tessitura do texto (2015). Com a professora e jornalista Yolanda Limeira, organizou as coletâneas Memórias rendilhadas: vozes femininas e Confesso que li.
É autora, entre outros livros de: Guriatã: uma viagem mítica ao “país-paraíso”, Livros à espera do leitor, autores e livros em contraponto. Para o público infantil, publicou Epitácio Pessoa em quadrinhos (2015), Vidal de Negreiros em quadrinhos (2016) e “Eudésia Vieira” em quadrinhos (2017). É colunista do jornal Contraponto há dez anos, sendo responsável pela coluna Livros&Literatura. É resenhista do catálogo da Feira de Bolonha, Itália. É leitora votante da Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil (FNLIJ) desde 2001.
Fonte: Portal Correio

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Participe da Coletânea "100 Poetas e 100 Sonetos"

O Instituto Horácio Dídimo de Arte, Cultura e Espiritualidade está selecionando 100 poetas para compor a Coletânea “100 Poetas e 100 Sonetos”. Os sonetos são de tema livre e devem ser metrificados em qualquer tamanho ou estilo, rimados ou não. 

Não haverá taxa de inscrição e nem obrigatoriedade de aquisição do livro pelos participantes, que em contrapartida cedem seus direitos autorais. 

A data e local do lançamento da coletânea serão definidos posteriormente. 

Para participar, envie o seu soneto para o email ihd@institutohoraciodidimo.org ou pelo formulário até 10/07/2019 com uma breve biografia.

Por https://institutohoraciodidimo.org/2019/06/11/coletanea-100-poetas-e-100-sonetos/

O Natal em Natal (RN), a capital potiguar fundada em 25 de dezembro de 1599

Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto 'O Natal em Natal'.
Considerada uma das maiores e mais bonitas do Brasil, a Árvore de Natal instalada no bairro de Mirassol encanta a natalenses e turistas. (Alex Regis/ Secom Natal)
Os moradores da capital do Rio Grande do Norte têm um motivo a mais para se alegrar e vivenciar esta época do ano. Afinal, eles celebram o “Natal em Natal”. Aliás, a capital potiguar recebeu este nome devido a data da sua fundação: 25 de dezembro de 1599. Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto “O Natal em Natal”, promovido pela prefeitura municipal. Ao todo, segundo a prefeitura, são mais de 40 eventos que contemplam dança, música, teatro, audiovisual, artesanato, gastronomia e outras manifestações culturais.
Na zona sul da capital, foi acessa, no dia 3 de dezembro,  a tradicional “árvore de Mirassol”, com 112 metros de altura, ornamentada com enfeites nos formatos de …

Projeto do escritor e professor cearense Gonzaga Mota doa livros para escolas públicas da Capital e do interior

Por Diego Barbosa,  Com a ação, Gonzaga Mota já circulou por 20 instituições, ora aumentando acervos, ora criando novas mini-bibliotecas Com facilidade, a porta em que está cravada a placa "Livros de escritores cearenses" escancara-se em nova visão. Do outro lado do anteparo, o olhar mira num aconchegante espaço, onde repousam, organizadas e coloridas, obras de toda ordem. São títulos tradicionais e contemporâneos, exemplares de poesias, contos, crônicas, romances. Em comum a todos eles, o DNA nosso: possuem assinatura de cearenses. E querem ganhar mais mundos, outras trilhas. Mantido pelo escritor e professor Gonzaga Mota, o gabinete da descrição acima é recanto de possibilidades. Desde o começo deste ano, o profissional mantém um projeto de doação de livros para escolas públicas de Fortaleza e do interior, almejando estender o raio de alcance da leitura, especialmente entre crianças e jovens. A vontade de fazer com que os volumes saltem da…