Pular para o conteúdo principal

EM NOME DO PAI, EM NOME DO FILHO


A anunciada nomeação do filho do Presidente da República para ocupar o cargo de embaixador em Washington tem sido a notícia mais polêmica dos últimos dias, embora polêmica não seja um item em falta no atual governo.

O bom relacionamento com Donald Trump e sua família (não se sabe o que isso significa), ter feito intercâmbio nos Estados Unidos e ter fritado hambúrguer (não se sabe a relevância disso para a diplomacia internacional), falar inglês (não se sabe a fluência) e ter “rodado” pelo mundo (não se sabe como e onde) têm sido apontados pelo pai como sendo os requisitos fundamentais para que o filho seja nomeado embaixador em Washington.

Em nome do pai, o filho é anunciado.

Em nome do filho, o anúncio é aceito.

Quando se leva assunto de casa para o trabalho ou vice-versa, o efeito é bombástico e não é para menos. Experimente você, caro leitor, fazer isso por um dia.

A Lei 11.440/2006 trata do Regime Jurídico dos Servidores do Serviço Exterior Brasileiro, dispondo sobre o serviço diplomático: a carreira e sua organização, as nomeações, as atribuições. 

O ingresso na Carreira de Diplomata se faz por meio de concurso público de provas ou de provas e títulos, organizado pelo Instituto Rio Branco, cujos aprovados ali receberão sua formação (art. 35).

Os embaixadores, que são os chefes de missões diplomáticas permanentes, são servidores que representam o Brasil nos países para os quais são designados, não sendo exagero dizer que eles são o próprio país, cabendo-lhes representar, negociar, informar e proteger os interesses brasileiros no campo internacional (art. 3o).

Dentre os embaixadores, existem os Ministros de Primeira Classe, integrantes dos quadros do Itamaraty, e os de Segunda Classe (art. 19).

A nomeação com o título de Embaixador é feita pelo Presidente da República, mediante aprovação prévia do Senado Federal (art. 39).

Excepcionalmente, a nomeação poderá ocorrer a pessoa não integrante dos quadros do Ministério das Relações Exteriores, desde que seja “maior de 35 (trinta e cinco) anos, de reconhecido mérito e com relevantes serviços prestados ao País” (art. 41).

Em nome do filho, o pai ignora a lei, achando que basta ser filho. 

Em nome do pai, o filho se aproveita para realizar seus caprichos.

Enquanto Deputado Federal eleito, o filho do Presidente sugeriu fechar o Supremo Tribunal Federal com um cabo e um soldado.

Enquanto futuro Embaixador do Brasil nos Estados Unidos, dá para imaginar as sugestões que virão.

Em nome do pai. Em nome do filho. 

A decisão é do Senado Federal. 

Qual patente será necessária para fazer valer a vontade do pai e do filho?

Grecianny Carvalho Cordeiro
Promotora de Justiça

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Participe da Coletânea "100 Poetas e 100 Sonetos"

O Instituto Horácio Dídimo de Arte, Cultura e Espiritualidade está selecionando 100 poetas para compor a Coletânea “100 Poetas e 100 Sonetos”. Os sonetos são de tema livre e devem ser metrificados em qualquer tamanho ou estilo, rimados ou não. 

Não haverá taxa de inscrição e nem obrigatoriedade de aquisição do livro pelos participantes, que em contrapartida cedem seus direitos autorais. 

A data e local do lançamento da coletânea serão definidos posteriormente. 

Para participar, envie o seu soneto para o email ihd@institutohoraciodidimo.org ou pelo formulário até 10/07/2019 com uma breve biografia.

Por https://institutohoraciodidimo.org/2019/06/11/coletanea-100-poetas-e-100-sonetos/

O Natal em Natal (RN), a capital potiguar fundada em 25 de dezembro de 1599

Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto 'O Natal em Natal'.
Considerada uma das maiores e mais bonitas do Brasil, a Árvore de Natal instalada no bairro de Mirassol encanta a natalenses e turistas. (Alex Regis/ Secom Natal)
Os moradores da capital do Rio Grande do Norte têm um motivo a mais para se alegrar e vivenciar esta época do ano. Afinal, eles celebram o “Natal em Natal”. Aliás, a capital potiguar recebeu este nome devido a data da sua fundação: 25 de dezembro de 1599. Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto “O Natal em Natal”, promovido pela prefeitura municipal. Ao todo, segundo a prefeitura, são mais de 40 eventos que contemplam dança, música, teatro, audiovisual, artesanato, gastronomia e outras manifestações culturais.
Na zona sul da capital, foi acessa, no dia 3 de dezembro,  a tradicional “árvore de Mirassol”, com 112 metros de altura, ornamentada com enfeites nos formatos de …

Projeto do escritor e professor cearense Gonzaga Mota doa livros para escolas públicas da Capital e do interior

Por Diego Barbosa,  Com a ação, Gonzaga Mota já circulou por 20 instituições, ora aumentando acervos, ora criando novas mini-bibliotecas Com facilidade, a porta em que está cravada a placa "Livros de escritores cearenses" escancara-se em nova visão. Do outro lado do anteparo, o olhar mira num aconchegante espaço, onde repousam, organizadas e coloridas, obras de toda ordem. São títulos tradicionais e contemporâneos, exemplares de poesias, contos, crônicas, romances. Em comum a todos eles, o DNA nosso: possuem assinatura de cearenses. E querem ganhar mais mundos, outras trilhas. Mantido pelo escritor e professor Gonzaga Mota, o gabinete da descrição acima é recanto de possibilidades. Desde o começo deste ano, o profissional mantém um projeto de doação de livros para escolas públicas de Fortaleza e do interior, almejando estender o raio de alcance da leitura, especialmente entre crianças e jovens. A vontade de fazer com que os volumes saltem da…