Pular para o conteúdo principal

Netflix vai adaptar “Crônicas de Nárnia”, de C.S. Lewis, em série

O projeto, dividido em temporadas, pode ser parte da promessa de fornecer mais programas baseados na fé e na família

NARNIA
Chris Bair | Unsplash
Os fãs das Crônicas de Nárnia, de C.S. Lewis, podem esperar ansiosamente por novas adaptações deste clássico, nos próximos anos.
A Netflix anunciou na mídia social que fechou um acordo de vários anos com a CS Lewis Company para adaptar os romances, que narram as aventuras dos irmãos Pevensie na mágica terra de Nárnia, em uma série de TV.
Agora, a gigante do entretenimento por streaming anunciou que contratou o roteirista Matthew Aldrich, um dos co-roteiristas de Viva – A vida é uma festa, vencedor do Oscar no ano passado, para ser o “arquiteto criativo” do projeto.
Embora as histórias de Nárnia tenham um amplo apelo – os livros venderam mais de 100 milhões de exemplares e foram traduzidos em 47 idiomas -, Lewis os escreveu como alegorias cristãs que poderiam oferecer às crianças um ingresso imaginativo à fé.
Para aqueles que questionam se há realmente um elemento religioso em Nárnia, Lewis foi bastante claro sobre isso. Em uma carta a Arthur Greeves em 1931, Lewis escreveu que a história do leão Aslan, que faz o papel de representação de Cristo, foi uma releitura da “encarnação, crucificação e ressurreição”.
Seria este projeto de Nárnia parte de um esforço deliberado da Netflix em favor dos telespectadores cristãos? Parece que sim.
No verão passado, a vice-presidente de séries originais da Netflix, Cindy Holland, anunciou que a plataforma esperava fornecer uma “lista robusta” de programação familiar e baseada na fé para seus assinantes.
“É um público muito importante para nós”, disse Holland a repórteres.
“Representa uma porcentagem significativa da população, não só aqui nos EUA, mas em todo o mundo”, disse.
Aleteia

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Participe da Coletânea "100 Poetas e 100 Sonetos"

O Instituto Horácio Dídimo de Arte, Cultura e Espiritualidade está selecionando 100 poetas para compor a Coletânea “100 Poetas e 100 Sonetos”. Os sonetos são de tema livre e devem ser metrificados em qualquer tamanho ou estilo, rimados ou não. 

Não haverá taxa de inscrição e nem obrigatoriedade de aquisição do livro pelos participantes, que em contrapartida cedem seus direitos autorais. 

A data e local do lançamento da coletânea serão definidos posteriormente. 

Para participar, envie o seu soneto para o email ihd@institutohoraciodidimo.org ou pelo formulário até 10/07/2019 com uma breve biografia.

Por https://institutohoraciodidimo.org/2019/06/11/coletanea-100-poetas-e-100-sonetos/

O Natal em Natal (RN), a capital potiguar fundada em 25 de dezembro de 1599

Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto 'O Natal em Natal'.
Considerada uma das maiores e mais bonitas do Brasil, a Árvore de Natal instalada no bairro de Mirassol encanta a natalenses e turistas. (Alex Regis/ Secom Natal)
Os moradores da capital do Rio Grande do Norte têm um motivo a mais para se alegrar e vivenciar esta época do ano. Afinal, eles celebram o “Natal em Natal”. Aliás, a capital potiguar recebeu este nome devido a data da sua fundação: 25 de dezembro de 1599. Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto “O Natal em Natal”, promovido pela prefeitura municipal. Ao todo, segundo a prefeitura, são mais de 40 eventos que contemplam dança, música, teatro, audiovisual, artesanato, gastronomia e outras manifestações culturais.
Na zona sul da capital, foi acessa, no dia 3 de dezembro,  a tradicional “árvore de Mirassol”, com 112 metros de altura, ornamentada com enfeites nos formatos de …

POPE FRANCIS GENERAL AUDIENCE 2016.06.08