Anúncios Parceiro Magalu - Erigleissonevoce

CARIRI CANGAÇO: O SERTÃO EM EVIDÊNCIA

Impossível falar de cangaço e não fazer uma associação imediata a Lampião e Maria Bonita, a Corisco e Dadá, ou ao bando comandado pelo Rei do Cangaço, que causava terror no sertão nordestino, no início do século XX.

Do mesmo modo, impensável falar em sertão e não fazer uma referência ao beato Antônio Conselheiro, o líder da icônica Canudos; ou imaginar o Cariri sem a influência do Padre Cícero.

É movido pelo intuito de estudar e resgatar a história do cangaço que foi criado o Cariri Cangaço, um movimento de caráter turístico, cultural, histórico e científico, a reunir diversos pesquisadores e estudiosos dos mais variados assuntos a ele relacionados: coronelismo, messianismo, misticismo, e que está completando 10 anos de existência, fazendo-se presente em diversas cidades do Ceará, Pernambuco, Paraíba, Alagoas, Sergipe e Bahia.

O Cariri Cangaço, ao longo de uma década, realizou conferências, seminários, debates, lançamentos de livros, concursos literários, como forma de procurar compreender, questionar, estudar e pesquisar a temática do cangaço, mantendo-o vivo.

É por meio de seu idealizador e curador do Cariri Cangaço, Manoel Severo Barbosa, que o cangaço vem despertando a atenção e o interesse de inúmeras pessoas para algumas páginas importantes de nossa História, capaz de trazer à lume os traços marcantes de um sentimento de “nordestinidade” que toca não somente o nordestino, mas brasileiros de outras regiões.

A despeito do nome emblemático, o Cariri Cangaço não faz nenhuma apologia ao banditismo ou ao endeusamento dos cangaceiros. Explica Manoel Severo que o verdadeiro sentimento que moveu a realização desse projeto “foi o de proporcionar um ambiente ainda mais propício para o debate e aprofundamento dessa temática que é tão marcante em nossa terra e em nossa gente. O incrível acontece; Lampião e o Cangaço que tanto sofrimento trouxe para o ordeiro povo do sertão, hoje promove o encontro, a união e a harmonia na direção da busca da verdade histórica”.

O objeto de estudo do Cariri Cangaço, ainda tão desconhecido e incompreendido, ocorrido em tempos idos, ainda hoje, influenciou sobremaneira os costumes, os valores, a música, a culinária, as tradições do povo nordestino.

O cangaço é um caldeirão de histórias de amor e de ódio, de fé e de descrença, de vingança e de traição, de heroísmo e de banditismo, que continua a mexer com nosso imaginário, levando-nos a uma época misteriosa em que insistimos em desvendar.

Vida longa ao Cariri Cangaço!

Grecianny Carvalho Cordeiro

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Corpo do Jornalista Carlos Heitor Cony deve ser cremado na terça-feira

Filmes inspirados em livros na Amazon Prime Vídeo

Mensagem do Pe. Geovane: Como ajudar e fazer doações à paróquia na crise da pandemia.