Pular para o conteúdo principal

8 livros para conhecer Malala Yousafzai

Com a estreia da peça infantil 'Malala - A Menina Que Queria ir Para a Escola', baseada em livro de Adriana Carranca, conheça outros títulos sobre Malala

Redação, O Estado de S. Paulo

8 livros sobre Malala
Para crianças, jovens leitores ou adultos, há bons livros sobre Malala Yousafzai nas livrarias brasileiras. Um deles, Malala - A Menina Que Queria ir Para a Escola, é um livro reportagem da jornalista Adriana Carranca, que era repórter do Estado quando Malala sofreu o atentado. A obra foi adaptada para o teatro e a peça faz temporada em São Paulo até 28 de outubro.

8 livros sobre Malala Yousafzai

Malala - A Menina Que Queria ir Para a Escola

Autora: Adriana Carranca
Ilustração: Bruna Assis Brasil
Editora: Companhia das Letrinhas
Lançamento: 2015
(96 págs.; R$ 34,90)
Malala Yousafzai cresceu entre os corredores da escola de seu pai, Ziauddin Yousafzai, e era uma das primeiras alunas da classe. Quando tinha dez anos viu sua cidade ser controlada por um grupo extremista chamado Talibã. Armados, eles vigiavam o vale noite e dia, e impuseram muitas regras. Proibiram a música e a dança, baniram as mulheres das ruas e determinaram que somente os meninos poderiam estudar. Mas Malala lutou pelo direito de continuar estudando. Em 9 de outubro de 2012, quando voltava de ônibus da escola, sofreu um atentado a tiro. A jornalista Adriana Carranca visitou o vale do Swat dias depois do atentado, hospedou-se com uma família local e conta neste livro tudo o que viu e aprendeu por lá, e conta tudo para as crianças neste livro reportagem.

Malala: Pelo Direito das Meninas à Educação

Autora: Raphaële Frier
Ilustração: Aurélia Fronty
Editora: Pequena Zahar
Lançamento: 2019
(48 págs.; R$ 59,90)
Autoras contam, em texto e imagem, a história de Malala, uma jovem mulher, exemplo de caráter e dignidade, e inspiração para todos os povos de todas as raças e crenças. O livro infantil conta com a seção “Para compreender melhor”, em que o leitor encontrará material de pesquisa que inclui textos, fotos, mapa e documentos sobre a vida de Malala.

Malala e Seu Lápis Mágico

Autora: Malala
Ilustração: Kerascoët
Editora: Companhia das Letrinhas
(44 págs.; R$ 37,90)
Um livro de Malala Yousafzai para os pequenos leitores sobre a importância de lutar pelos próprios direitos ― e nunca deixar de sonhar. Quando era apenas uma menina vivendo no Paquistão, o maior desejo de Malala era ter um lápis mágico. Mas quando seu direito à educação foi colocado em perigo por homens que acreditavam que meninas não deveriam ir à escola, Malala percebeu que a sociedade em que vivia precisava de mudanças imediatas.

Malala/Iqbal

Autora: Jeanette Winter
Editora: Verus
Lançamento: 2015
(40 págs.; R$ 34,90)
Edição 2 em 1 com as histórias de duas crianças paquistanesas que bravamente lutaram contra a injustiça de seu mundo. Malala é a menina que não tem medo. É assim que todos conhecem a jovem que acredita que uma criança, um professor, um livro e uma caneta podem mudar o mundo. Por isso ela protesta contra os talibãs que querem impedir as meninas de seu país de irem à escola. Iqbal tinha apenas quatro anos quando foi obrigado a trabalhar na fábrica de tapetes. Junto com outras tantas crianças, ele tecia acorrentado para que não pudesse fugir. Quando ele descobre que finalmente está livre, passa a frequentar a escola, vai bem nos estudos e começa a protestar por outras crianças que ainda não se libertaram. Mesmo sendo ameaçado pelos donos, Iqbal visita fábricas de tapetes por todo Paquistão e cruza o oceano para espalhar sua mensagem de liberdade.

Eu sou Malala (Edição juvenil): Como uma Garota Defendeu o Direito à Educação e Mudou o Mundo

Autoras: Malala e Patricia McCormick
Editora: Seguinte
Lançamento: 2015
(216 págs.; R$ 39,90)
Autobiografia da mais jovem ganhadora do prêmio Nobel da Paz, escrita especialmente para o público juvenil. Uma jovem comum, Malala Yousafzai gostava acompanhar seus programas de TV preferidos, vivia brigando com os irmãos e adorava ir à escola. Mas em pouco tempo tudo mudaria. Ela tinha apenas dez anos quando o Talibã tomou conta do vale do Swat, onde ela vivia com os pais e os irmãos. Em 9 de outubro de 2012, quase perdeu a vida por isso: foi atingida por um tiro na cabeça quando voltava de ônibus da escola. No livro, ela conta sua história e mostra que todos podem mudar o mundo.

Longe de Casa: Minha Jornada e Histórias de Refugiadas Pelo Mundo

Autora: Malala
Editora: Seguinte
Lançamento: 
(232 págs.; R$ 39,90)
Ao longo de sua jornada, a paquistanesa Malala Yousafzai visitou uma série de campos de refugiados, o que a levou a pensar sobre sua própria condição de migrante ― primeiro dentro de seu país, ainda quando criança, e depois como ativista internacional, livre para viajar para qualquer canto do mundo, exceto sua terra natal. Em Longe de casa, um livro de memórias e uma narrativa coletiva, Malala explora sua própria trajetória de vida e apresenta as histórias de nove garotas de várias partes do mundo.

Eu sou Malala: A História da Garota que Defendeu o Direito à Educação e Foi Baleada Pelo Talibã

Autoras: Malala e Christina Lamb
Editora: Companhia das Letras
Lançamento: 2013
(360 págs.; R$ 44,90)
Livro conta a história da menina que se tornou um símbolo global de protesto pacífico e a candidata mais jovem da história a receber o Prêmio Nobel da Paz. Eu Sou Malala é a história de uma família exilada pelo terrorismo global, da luta pelo direito à educação feminina e dos obstáculos à valorização da mulher em uma sociedade que valoriza filhos homens. O livro, escrito por Malala em parceria com a jornalista britânica Christina Lamb, acompanha a infância da garota no Paquistão, os primeiros anos de vida escolar, as asperezas da vida numa região marcada pela desigualdade social, as belezas do deserto e as trevas da vida sob o Talibã. 

Livre Para Voar: A Jornada de um Pai e a Luta Pela Igualdade

Autores: Ziauddin Yousafzai e Louise Carpenter
Editora: Companhia das Letras
Lançamento: 2019
(168 págs.; R$ 44,90)
Ziauddin Yousafzai tem motivos de sobra para ser um pai orgulhoso: Malala sobreviveu a um atentado do Talibã, ingressou na prestigiosa Universidade de Oxford e se tornou a mais jovem vencedora do prêmio Nobel da paz e uma das principais vozes da luta pelos direitos das mulheres. O livro é o relato de um menino gago que cresceu em uma pequena vila no Paquistão e se tornou um dos grandes ativistas pela igualdade de gênero. Exemplo para os pais que querem que seus filhos façam a diferença, Ziauddin mostra como o respeito e a educação são capazes de criar um mundo melhor para todas as crianças.
Estadão Conteúdo

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Participe da Coletânea "100 Poetas e 100 Sonetos"

O Instituto Horácio Dídimo de Arte, Cultura e Espiritualidade está selecionando 100 poetas para compor a Coletânea “100 Poetas e 100 Sonetos”. Os sonetos são de tema livre e devem ser metrificados em qualquer tamanho ou estilo, rimados ou não. 

Não haverá taxa de inscrição e nem obrigatoriedade de aquisição do livro pelos participantes, que em contrapartida cedem seus direitos autorais. 

A data e local do lançamento da coletânea serão definidos posteriormente. 

Para participar, envie o seu soneto para o email ihd@institutohoraciodidimo.org ou pelo formulário até 10/07/2019 com uma breve biografia.

Por https://institutohoraciodidimo.org/2019/06/11/coletanea-100-poetas-e-100-sonetos/

O Natal em Natal (RN), a capital potiguar fundada em 25 de dezembro de 1599

Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto 'O Natal em Natal'.
Considerada uma das maiores e mais bonitas do Brasil, a Árvore de Natal instalada no bairro de Mirassol encanta a natalenses e turistas. (Alex Regis/ Secom Natal)
Os moradores da capital do Rio Grande do Norte têm um motivo a mais para se alegrar e vivenciar esta época do ano. Afinal, eles celebram o “Natal em Natal”. Aliás, a capital potiguar recebeu este nome devido a data da sua fundação: 25 de dezembro de 1599. Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto “O Natal em Natal”, promovido pela prefeitura municipal. Ao todo, segundo a prefeitura, são mais de 40 eventos que contemplam dança, música, teatro, audiovisual, artesanato, gastronomia e outras manifestações culturais.
Na zona sul da capital, foi acessa, no dia 3 de dezembro,  a tradicional “árvore de Mirassol”, com 112 metros de altura, ornamentada com enfeites nos formatos de …

Projeto do escritor e professor cearense Gonzaga Mota doa livros para escolas públicas da Capital e do interior

Por Diego Barbosa,  Com a ação, Gonzaga Mota já circulou por 20 instituições, ora aumentando acervos, ora criando novas mini-bibliotecas Com facilidade, a porta em que está cravada a placa "Livros de escritores cearenses" escancara-se em nova visão. Do outro lado do anteparo, o olhar mira num aconchegante espaço, onde repousam, organizadas e coloridas, obras de toda ordem. São títulos tradicionais e contemporâneos, exemplares de poesias, contos, crônicas, romances. Em comum a todos eles, o DNA nosso: possuem assinatura de cearenses. E querem ganhar mais mundos, outras trilhas. Mantido pelo escritor e professor Gonzaga Mota, o gabinete da descrição acima é recanto de possibilidades. Desde o começo deste ano, o profissional mantém um projeto de doação de livros para escolas públicas de Fortaleza e do interior, almejando estender o raio de alcance da leitura, especialmente entre crianças e jovens. A vontade de fazer com que os volumes saltem da…