Pular para o conteúdo principal

Autores de “Um coração bem cuidado” relacionam no livro espiritualidade e psicologia

Denise Claro
Da redação

Padre Reginaldo e Padre Rodrigo/ Foto: Denise Claro – Canção Nova
No mês de setembro, o Brasil celebra a campanha Setembro Amarelo, que tem como foco a prevenção ao suicídio. A Campanha, que acontece desde 2015, é uma iniciativa do Centro de Valorização da Vida, do Conselho Federal de Medicina e da Associação Brasileira de Psiquiatria.
Os dados do site oficial do movimento preocupam: atualmente, 32 pessoas se suicidam por dia no Brasil. No mundo, ocorre uma morte a cada 40 segundos. A tentativa, nessas situações, é de se livrar da dor e do sofrimento, que parece insuportável. 
A boa notícia é que nove entre cada dez mortes por suicídio podem ser evitadas. O dado é da Organização Mundial da Saúde (OMS), que indica que a prevenção é fundamental para reverter o quadro internacional. A ajuda pode vir por meio da educação e da escuta: falar sobre o assunto e ajudar as pessoas a encontrarem sentido em suas vidas e a cuidarem de suas emoções.

Como cuidar do coração

Pensando na necessidade de ajudar as pessoas a cuidar das emoções, os Padres Reginaldo Carreira e Rodrigo Simões assumiram a missão de promover um trabalho de evangelização e formação humana, por meio da espiritualidade e da psicologia. Recentemente, eles lançaram o livro “Um coração bem cuidado”
Padre Reginaldo comenta que a ideia da proposta e da preocupação com o ser humano partiu de sua própria experiência. “Eu, como padre há 20 anos, no decorrer do caminho, tive momentos em que precisei muito de ajuda, para que eu caminhasse – um diretor espiritual, um auxílio psico-terapêutico, um médico – por causa das dores e da pressão das coisas que foram acontecendo comigo. Pude experimentar primeiro na minha história essa necessidade, e despertei para esse cuidado com o outro. A gente vem num ritmo cada vez mais acelerado, de comparação, de necessidades, de pressão, dificuldades financeiras, hoje temos crianças que pensam em suicídio por não entenderem o que se passa à sua volta”. 
Padre Rodrigo explica que o livro é fruto de um trabalho que acontece na região onde atuam – Santa Cruz das Palmeiras (SP) – com apoio da diocese de São João da Boa Vista e da Comunidade Magnificat. A obra une psicologia com espiritualidade. O sacerdote, que também é psicólogo, trabalha junto a Padre Reginaldo no Instituto Coração Jovem, espaço terapêutico que conta com uma equipe multidisciplinar, voltado ao atendimento e à formação integral do ser humano (corpo, alma e espírito).

Fé e Razão

“Às vezes, como cristãos, ouvimos: ‘Você tem que rezar mais, você tem que ter fé.’ Mas há situações que não são só uma questão de fé. A pessoa está passando mesmo por uma situação que mentalmente, quimicamente, está dependente de algo, e não está conseguindo lidar e vencer. Em outros casos, manda-se a pessoa só buscar um psicólogo, mas deixa a questão espiritual de lado. Se a gente junta a espiritualidade e a psicologia a gente dá um suporte melhor”, diz Padre Reginaldo.
Padre Rodrigo concorda, e lembra o modelo de fé dos judeus, que vêem o milagre no ordinário, no comum do dia-a-dia: “Nós cristãos às vezes esperamos por um milagre, e entendemos que esse extraordinário é o que confirma a nossa fé, e não é assim. Para o judeu, o sol que nasce todo dia, a chuva que cai, o que Deus deixou ordenado, é milagre. Voltar a essa ordem, é isso que nós precisamos recuperar, essa consciência. Uma ciência verdadeira não é contraditória a uma religião verdadeira, as duas se complementam. Mas as pessoas têm que estar abertas a esse amadurecimento, tanto humano quanto espiritual. As Congregações tradicionais da Igreja já tem essa preocupação humana há muito tempo. O padre, o religioso, que cuida muito das pessoas, também precisa ser cuidado”. 

Fé, auto conhecimento e liberdade

A proposta do livro é começar um caminho de auto conhecimento. Pela técnicas da Terapia Cognitivo Comportamental, o livro faz o leitor se voltar para os seus pensamentos. “É preciso ter a consciência de que o que eu penso provoca o que eu sinto. E o que eu sinto se traduz no meu comportamento. Neste processo, existe o caminho da psicologia, e também entra a espiritualidade, com a Graça de Deus”, diz Padre Reginaldo
Estudos e especialistas apontam que quem tem uma fé relativamente estruturada obtém melhores resultados em sua saúde física e psicológica. “Deus pode tudo. Mas tem algo que trava a ação de Deus que é a nossa vontade, a nossa liberdade. Tem áreas da nossa vida tão doloridas, que não deixamos que Deus toque. Essa casca precisa ser arrancada, mas às vezes defendemos nossas feridas com tanta força, que não damos acesso a Deus. Nesse caso, a psicologia ajuda a pessoa a se abrir à cura, até mesmo para tomar consciência dessas feridas”, comenta padre Rodrigo.
Padre Reginaldo lembra que, na vida, há vários caminhos dos quais Deus pode se usar para agir em cada cristão. O ser humano precisa ser escutado; às vezes a conversa com um amigo ajuda, mas quando se trata de conteúdos inconscientes, o sacerdote ressalta que somente um especialista terá condições técnicas de trabalhar com a pessoa esse processo. E finaliza:
“O mais importante é isso: um coração bem cuidado é um coração que se abandona no coração de Jesus. Foi Ele quem nos ensinou a ir até ele, cansados, pois com Ele o nosso fardo se torna leve. O que mais desejamos é que as pessoas se abram à conversão, à mudança de vida, e a se deixar cuidar com a ajuda necessária”. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Participe da Coletânea "100 Poetas e 100 Sonetos"

O Instituto Horácio Dídimo de Arte, Cultura e Espiritualidade está selecionando 100 poetas para compor a Coletânea “100 Poetas e 100 Sonetos”. Os sonetos são de tema livre e devem ser metrificados em qualquer tamanho ou estilo, rimados ou não. 

Não haverá taxa de inscrição e nem obrigatoriedade de aquisição do livro pelos participantes, que em contrapartida cedem seus direitos autorais. 

A data e local do lançamento da coletânea serão definidos posteriormente. 

Para participar, envie o seu soneto para o email ihd@institutohoraciodidimo.org ou pelo formulário até 10/07/2019 com uma breve biografia.

Por https://institutohoraciodidimo.org/2019/06/11/coletanea-100-poetas-e-100-sonetos/

O Natal em Natal (RN), a capital potiguar fundada em 25 de dezembro de 1599

Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto 'O Natal em Natal'.
Considerada uma das maiores e mais bonitas do Brasil, a Árvore de Natal instalada no bairro de Mirassol encanta a natalenses e turistas. (Alex Regis/ Secom Natal)
Os moradores da capital do Rio Grande do Norte têm um motivo a mais para se alegrar e vivenciar esta época do ano. Afinal, eles celebram o “Natal em Natal”. Aliás, a capital potiguar recebeu este nome devido a data da sua fundação: 25 de dezembro de 1599. Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto “O Natal em Natal”, promovido pela prefeitura municipal. Ao todo, segundo a prefeitura, são mais de 40 eventos que contemplam dança, música, teatro, audiovisual, artesanato, gastronomia e outras manifestações culturais.
Na zona sul da capital, foi acessa, no dia 3 de dezembro,  a tradicional “árvore de Mirassol”, com 112 metros de altura, ornamentada com enfeites nos formatos de …

Projeto do escritor e professor cearense Gonzaga Mota doa livros para escolas públicas da Capital e do interior

Por Diego Barbosa,  Com a ação, Gonzaga Mota já circulou por 20 instituições, ora aumentando acervos, ora criando novas mini-bibliotecas Com facilidade, a porta em que está cravada a placa "Livros de escritores cearenses" escancara-se em nova visão. Do outro lado do anteparo, o olhar mira num aconchegante espaço, onde repousam, organizadas e coloridas, obras de toda ordem. São títulos tradicionais e contemporâneos, exemplares de poesias, contos, crônicas, romances. Em comum a todos eles, o DNA nosso: possuem assinatura de cearenses. E querem ganhar mais mundos, outras trilhas. Mantido pelo escritor e professor Gonzaga Mota, o gabinete da descrição acima é recanto de possibilidades. Desde o começo deste ano, o profissional mantém um projeto de doação de livros para escolas públicas de Fortaleza e do interior, almejando estender o raio de alcance da leitura, especialmente entre crianças e jovens. A vontade de fazer com que os volumes saltem da…