Pular para o conteúdo principal

Balada Literária ocupa São Paulo em edição que homenageia Paulo Freire

De quarta, 4, a domingo, 8, o festival vai reunir importantes nomes da literatura em uma festa para celebrar, também, o legado de Paulo Freire; veja a programação completa da Balada Lietrária 2019

Maria Fernanda Rodrigues, O Estado de S. Paulo

14.ª Balada Literária começa nesta quarta-feira, 4, em São Paulo, e vai reunir, até domingo, em espaços como a Livraria da Vila, Casa de Francisca e Biblioteca Mário de Andrade, importantes nomes da literatura brasileira em uma festa que presta homenagem ao educador Paulo Freire. Lançamentos de livros também estão planejados.
Entre os convidados da Balada Literária 2019 estão nomes próximos a Paulo Freire, como Nita Freira, que conversou com o Estado sobre os ataques que as ideias de seu marido estão sofrendo, e a filha Madalena Freire, além de escritores como Valter Hugo Mãe, que vai falar com leitores na Vila Perus, Reinaldo Moraes, Chacal, Roberta Estrela D'Alva, Ricardo Aleixo, Amara Moira, Bruno Brum, Paulo Lins, Rodrigo Ciríaco, Luiz Tatit, José Miguel Wisnik, Fausto Fawcett, Andréa Del Fuego, Marcelo Rubens Paiva e muitos outros. Veja a programação completa abaixo.
Balada Literária ocupa São Paulo em edição que homenageia Paulo Freire
Marcelino Freire, idealizador e curador da Balada Literária, que festeja Paulo Freire em 2019 Foto: JF Diorio/Estadão
Há novidades nesta edição destinada a pensar mais a educação. "Estou feliz de ter na abertura de cada atração um mediador ou mediadora de leitura vindo de várias partes do Brasil. São parceiros de comunidades ribeirinhas, quilombolas, indígenas. Nada mais Paulo Freire do que a presença desses guerreiros que incentivam a leitura e a literatura em lugares muito distantes", comenta o escritor Marcelino Freire, idealizador e curador da Balada Literária.
Marcelino Freire conta que criou a Balada Literária porque "a literatura é coisa muito chata". Ele explica: "Eu queria fazer uma festa diferente. E uma festa verdadeiramente para todos e todas. Desde o primeiro ano, em 2006, a Balada Literária reúne todos os gêneros, sexuais e literários. Todas as vertentes, todos os parágrafos. Eu sou baladeiro, boêmio por natureza. Queria fazer uma festa entre amigos e amigas. Surgiu assim: dessa vontade de festejar uma literatura sem frescura". 
O escritor conta que sempre quer desistir quando a festa acaba e as contas começam a chegar. Ainda está devendo dinheiro da edição passada. "É uma luta grande, mas sinto que a Balada já não me pertence. É um compromisso com a literatura. Ela vai além de mim. E agora então, eu tenho mais é que fazer. Se o Brasil está desistindo, eu não desisto nunca."
Balada Literária ocupa São Paulo em edição que homenageia Paulo Freire
Paulo Freire é o autor homenageado da Balada Literária 2019 Foto: Leonardo Castro/Estadão
Sobre a homenagem a Paulo Freire, anunciada há um ano pela coluna Babel, ele diz que queria que a Balada Literária 2019 fosse de afirmação do legado, da importância, do respeito à obra de Paulo Freire num momento de "artilharia pesada". "É uma Balada política. E eu me orgulho de dizer de que lado que nós estamos. Estamos ao lado da educação, dos mestres, das mestras. Uma pessoa veio dizer para mim 'mas você homenageando Paulo Freire aí é que não vai ter apoio'. Mas não me interessa apoio de quem não apoia Paulo Freire. A Balada Literária não é feita com escritório de captação. Escritório de captação é que tem medo de bancar o diferente. Porque no fundo os escritórios acreditam em números, não acreditam em pessoas. Meu escritório é o de capturação. Vou capturando pessoas, corações. Vou pedindo mesmo. A Balada é feita com paixão."

Programação da Balada Literária 2019

Quarta, 4 de setembro

20 horas – Show de Abertura no Sesc Pinheiros
Companhia do Tijolo anuncia a homenagem ao educador Paulo Freire e comanda o show com as participações do violeiro Paulo freire, das Pastoras do Rosário, do bairro da Penha, e da cantora baiana Mariene de Castro
Anfitrião: mediador de leitura Dijaik Nery de Tefé, Amazonas, professor e voluntário da Vaga-Lume há 10 anos
Participação dos professores Nelson Maca e Wellington Soares
22h30 – Confraria Nossa Casa:
Festa Todo Mundo Vip, com o coletivo Samba do Sol
Participações dos poetas Nelson Maca e Élio Ferreira, professor e homenageado da Balada Literária em Teresina, no Piauí
Anfitrião: mediador de leitura Israel Diniz, natural de Barreirinhas, no Maranhão

 

Quinta, 5 de setembro

​10h30 – Livraria da Vila
Alípio Casali, Daniel Cara e Marcos Reigota conversam com a educadora Ana Maria Araújo Freire, viúva de Paulo Freire e autora da biografia Paulo Freire: Uma História de Vida
Anfitriã: mediadora de leitura Janiléia Gomes, de Mirinzal, Maranhão, moradora da comunidade quilombola Frechal
14 horas – Livraria da Vila
Aula aberta com a escritora portuguesa Patrícia Portela
Anfitriã: mediadora de leitura Ângela Ferreira, da comunidade de Heliópolis, em São Paulo
15h30 – Livraria da Vila
Aula aberta com a escritora, travesti, feminista e professora de literatura Amara Moira, em que ela falará sobre a obra de James Joyce
Anfitriã: mediadora de leitura Dayana Moraes, do Grajaú, em São Paulo
17 horas – Mercearia São Pedro
Happy hour com os escritores Joca Reiners Terron, Rafa Coutinho e Reinaldo Moraes, com com a apresentação e mediação de Fernanda D'Umbra e Jorge Ialanji Filholini
Anfitriã: mediadora de leitura Clarissa Roberta, do Grajaú, em São Paulo
Participação especial do poeta Gil Jorge
Lançamento dos livros Somente nos Cinemas, de Jorge Ialanji Filholini, da série LÊPROSA, e Mínimas, poemas de Gil Jorge
21 horas – Casa de Francisca
Show com Valéria Barcellos acompanhada da pianista Malka
Participação especial de Divina Núbia
Na ocasião, será lançada a antologia LGBTQI+ A Resistência dos Vaga-Lumes, organizada por Alexandre Rabelo e Cristina Judar
Apresentação da noite por Ed Marte e Renato Negrão
Bate-papo com lexandre Rabelo, Cristina Judar, Lucas Dantas e Noé Filho
Anfitrião: mediador de leitura André Nascimento, natural de Soure, Ilha do Marajó, no Pará

 

Sexta, 6 de setembro

10h30 – Livraria da Vila
Aula aberta com o escritor Daniel Munduruku
Anfitriã: mediadora de leitura Margarida Brasil, da comunidade indígena de Camanaus, em São Gabriel da Cachoeira, Amazonas
14 horas – Livraria da Vila
Aula aberta com o poeta Ricardo Aleixo
Anfitriã: mediadora de leitura Luciana Gomes, professora-bibliotecária na região do Ceasa, em São Paulo
15h30 – Livraria da Vila
Ian Uviedo e Carlos Messias conversam com Bruno brum, Chacal e Ronaldo Bressane
Anfitriã: mediadora de leitura Ana Cláudia Teixeira, da biblioteca comunitária EJAAC, Zona Sul de São Paulo
17 horas – Mercearia São Pedro
Happy hour com Fausto Fawcett, Marcelo Rubens Paiva e Mário Bortolotto com a apresentação e mediação de Andréa Del Fuego e Ivana Arruda Leite
Participação especial do desenhista Carlos Ferreira, que estará lançando a HQ Hellbrazil – Mercearia Noir em homenagem à Mercearia São Pedro
Lançamento do livro A Parte Viva da Noite, de João Nunes Junior
Anfitriã: mediadora de leitura Ketlin Santos, da biblioteca comunitária Caminhos da Leitura, Zona Sul de São Paulo
19h30 – Sesc Pinheiros
Projeto Nossos Mestres, Nossas Mestras, com Lia de Itamaracá, em que ela falará de seus mestres e mestras na vida e música.
Mediação do jornalista Marcelo Henrique Andrade
Na ocasião, será lançado livro-reportagem sobre a maior cirandeira do Brasil.
21 horas – Casa de Francisca
Show com os mestres-cantores José Miguel Winsnik e Luiz Tatit
Celebração às mestras Eda Luiz, Mae Dora de Oyá e Maria Vilani
Anfitriã: mediadora de leitura Priscila Fonseca, de Apucarana, no Paraná

Sábado, 7 de setembro

10h30 – Livraria da Vila
Alice Ruiz, homenageada da Balada Literária do ano passado, conversa sobre o legado de Paulo Freire na educação e nas artes com a escritora Paula Bajer Fernandes, com o poeta visual Thiago Rodrigues e com o poeta cubano Reinaldo Garcia Blanco
Anfitriã: mediadora de leitura SUILLAN, Zona Sul de São Paulo
14 horas – Biblioteca Padre José de Anchieta, na Vila Perus
Aula aberta com o escritor VALTER HUGO MÃE
Anfitriã: mediadora de leitura Bel Santos, da biblioteca comunitária Caminhos da Leitura, Zona Sul de São Paulo
16 horas – Sesc Pinheiros
Projeto Nossos Mestres, Nossas Mestras, com o cantor e compositor Lazzo Matumbi com mediação de Chico de Assis
Anfitrião: mediador de leitura Danilo Ramos, de Mauá, São Paulo
17h30 - Biblioteca Mário de Andrade
Uma homenagem aos 80 anos da poeta Eunice Arruda
Pré-lançamento de Visível ao Destino, obra completa + inéditos de Eunice Arruda com leituras de Arruda e Beatriz Helena Amaral
Lançamentos do livro Diário Bolivariano, de Emerson Alcalde; da antologia O Dia Como Ele É, do coletivo de escritoras Martelinho de Ouro; e da coleção Pode Pá – Mesquiteiros, organizada por Rodrigo Ciríaco; e do livro Dois Amores, de Paulo Lins
Apresentação de Marcelino Freire
Anfitriã: mediadora de leitura Lucinéia Oliveira, da biblioteca comunitária Mundo dos Livros
18 horas - Biblioteca Mário de Andrade
Uma homenagem a Miró da Muribeca e aos poetas de rua
Apresentação de Marcelino Freire e do grupo As Clarianas
Participações especiais de Berimba de Jesus, Binho, Chacal, Dandara, Geovani Baffô, Letícia Brito, Lucas Lins, Marcéu, Nelson Maca, Paulo Lins, Pedro Lucas, Pieta Poeta, Renato Kolla, Sérgio Vaz, Uberê, Valeska Torres e Wilson Freire
21h30 – Casa de Francisca
Show com Renato Braz e Eduardo Gudin celebrando a obra do professor, cantor e compositor Paulo Vanzolini
Bate-papo dos artistas com os professores e escritores Wellington Soares e Elio Ferreira

​Domingo, 8 de setembro

Dia Mundial da Alfabetização
12h30 – Livraria da Vila
Claudiney Ferreira e Jéssica Balbino conversam com Sérgio Haddad, que estará lançando a biografia de Paulo Freire pela Editora Todavia, e Madalena Freire, filha do homenageado da Balada Literária 2019
Anfitriã: mediadora de leitura Cris Lima, da biblioteca comunitária Djeanne Firmino, de Campo Limpo, São Paulo
14 horas – Centro Cultural B_ARCO
Uma grande homenagem dos mestres e das mestras aos seus mestres e mestras comandada por Marcelino Freire, Wellington Soares (Teresina) e Nelson Maca (Salvador), curadores da Balada Literária 2019
Presentes: André Malbo, Décio Zylberstajn, Escobar Nogeuria, Flávia Regina, Frederico Barbosa, Ivan Marques, Jorge Antônio Ribeiro, Lucas Verzola, Paula Beatriz, Rita Couto e Rodrigo Ciríaco
Prêmio Donizete Galvão para a educadora Ana Mae Barbosa, para a editora Gita Guinsburg, para o editor Plínio Martins e para o professor Jorge Valentim
Encontro entre Roberta Estrela D'Alva e a escritora Geni Guimarães, momento em que será anunciado o homenageado da Balada Literária 2020
Anfitriões: Sylvia Guimarães e Rodrigo Zanella, do projeto Vaga-Lume
Lançamento dos livros: de Décio Zylberstajn e Maurício Benedetti
19 horas – Auditório do Ibirapuera
Encerramento com a orquestra Mundanos Afora com o músico e maestro Carlinhos Antunes reunindo músicos brasileiros, imigrantes e refugiados de diversas partes do mundo
Participação especial da cantora Fabiana Cozza
Anfitriã: mediadora de leitura Klicia Lopes, do município de Oriximiná, no Pará

​Especiais

Oficina com Daniel Munduruku, dia 7 de setembro, das 14 às 18 horas, no Sesc Pinheiros
Oficina da Casa Paratodxs, de 5 a 7 de setembro, das 9 às 11 horas, na Escola da Vida

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Participe da Coletânea "100 Poetas e 100 Sonetos"

O Instituto Horácio Dídimo de Arte, Cultura e Espiritualidade está selecionando 100 poetas para compor a Coletânea “100 Poetas e 100 Sonetos”. Os sonetos são de tema livre e devem ser metrificados em qualquer tamanho ou estilo, rimados ou não. 

Não haverá taxa de inscrição e nem obrigatoriedade de aquisição do livro pelos participantes, que em contrapartida cedem seus direitos autorais. 

A data e local do lançamento da coletânea serão definidos posteriormente. 

Para participar, envie o seu soneto para o email ihd@institutohoraciodidimo.org ou pelo formulário até 10/07/2019 com uma breve biografia.

Por https://institutohoraciodidimo.org/2019/06/11/coletanea-100-poetas-e-100-sonetos/

O Natal em Natal (RN), a capital potiguar fundada em 25 de dezembro de 1599

Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto 'O Natal em Natal'.
Considerada uma das maiores e mais bonitas do Brasil, a Árvore de Natal instalada no bairro de Mirassol encanta a natalenses e turistas. (Alex Regis/ Secom Natal)
Os moradores da capital do Rio Grande do Norte têm um motivo a mais para se alegrar e vivenciar esta época do ano. Afinal, eles celebram o “Natal em Natal”. Aliás, a capital potiguar recebeu este nome devido a data da sua fundação: 25 de dezembro de 1599. Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto “O Natal em Natal”, promovido pela prefeitura municipal. Ao todo, segundo a prefeitura, são mais de 40 eventos que contemplam dança, música, teatro, audiovisual, artesanato, gastronomia e outras manifestações culturais.
Na zona sul da capital, foi acessa, no dia 3 de dezembro,  a tradicional “árvore de Mirassol”, com 112 metros de altura, ornamentada com enfeites nos formatos de …

Projeto do escritor e professor cearense Gonzaga Mota doa livros para escolas públicas da Capital e do interior

Por Diego Barbosa,  Com a ação, Gonzaga Mota já circulou por 20 instituições, ora aumentando acervos, ora criando novas mini-bibliotecas Com facilidade, a porta em que está cravada a placa "Livros de escritores cearenses" escancara-se em nova visão. Do outro lado do anteparo, o olhar mira num aconchegante espaço, onde repousam, organizadas e coloridas, obras de toda ordem. São títulos tradicionais e contemporâneos, exemplares de poesias, contos, crônicas, romances. Em comum a todos eles, o DNA nosso: possuem assinatura de cearenses. E querem ganhar mais mundos, outras trilhas. Mantido pelo escritor e professor Gonzaga Mota, o gabinete da descrição acima é recanto de possibilidades. Desde o começo deste ano, o profissional mantém um projeto de doação de livros para escolas públicas de Fortaleza e do interior, almejando estender o raio de alcance da leitura, especialmente entre crianças e jovens. A vontade de fazer com que os volumes saltem da…