Pular para o conteúdo principal

Game of Thrones ganha Emmy de melhor série de drama

Baseada na obra de George R. R. Martin e produzida por David Benioff e D. Weiss, GoT foi a melhor série de drama deste ano, mas não bateu seu recorde de 12 estatuetas.
Série faturou mais um Emmy.
Série faturou mais um Emmy. (Divulgação)

Em clima de despedida - duas das mais populares séries de TV, Game of Thrones e Veep, acabaram este ano - o Emmy entregou seus principais prêmios na noite deste domingo, 22, em cerimônia realizada em Los Angeles (EUA).
Game of Thrones, baseada na obra de George R. R. Martin e produzida por David Benioff e D. B. Weiss, foi a melhor série de drama deste ano, mas não bateu seu recorde - de 12 estatuetas. Fleabag ganhou como a melhor série de comédia e Chernobyl, sobre o desastre nuclear, como a melhor minissérie.
Esta foi a primeira vez em 16 anos que a premiação não contou com um apresentador. Logo na abertura, apareceram Homer Simpson, Anthony Anderson, Bryan Cranston e Ben Stiller. "A televisão nunca foi tão grande. A televisão nunca importou tanto. E a televisão nunca foi tão boa", disse Cranston, estrela de Breaking Bad.
Os primeiros prêmios da noite foram dados para Tony Shalhoub e para Alex Borstein, melhor ator coadjuvante e melhor atriz coadjuvante, respectivamente, por suas atuações em The Marvelous Mrs. Maisel.
"Quero dedicar esse prêmio à força de uma mulher, Amy Sherman-Palladino (criadora da série), e a cada mulher no elenco e nos bastidores de Maisel, Borstein disse. Ela também dedicou o prêmio para sua mãe e para a avó. A atriz contou que sua avó só sobreviveu porque ela teve coragem de sair da fila que a levaria para a morte pelas mãos dos nazistas. "Ela saiu da fila, e por isso eu estou aqui e meus filhos também. Então, saiam da fila, ladies", disse a atriz que ganhou o mesmo prêmio no ano passado.
Fleabag teve uma grande noite. Phoebe Weller ganhou em roteiro de série de comédia e Harry Bradbeer foi considerado o melhor diretor. Pouco depois, ela voltou ao palco como a vencedora da categoria melhor atriz de comédia, desbancando a favorita Julia Louis-Dreyfus, de Veep. E, no fim da noite, Fleabag foi consagrada a melhor série de comédia desta edição do Emmy.
Chenobyl, uma das produções mais comentadas da temporada, ganhou como a melhor minissérie e foi premiada ainda nas categorias roteiro e direção.
Jharrel Jerome ganhou como melhor ator em série limitada ou filme para TV por sua atuação em Olhos Que Condenam. O ator de 21 anos foi ovacionado. A série é sobre cinco homens negros acusados de estuprar uma mulher branca no Central Park nos anos 1980. Jerome homenageou esses homens no final de seu discurso e os nomeou. Eles estavam na plateia, se levantaram e foram aplaudidos.
Jodie Comer, de Killing Eve, foi a melhor atriz em drama. Billy Porter, de Pose, o melhor ator. Peter Dinklage, de Game of Thrones, foi mais uma vez o melhor coadjuvante em drama. E Julia Garner, de Ozark, venceu na categoria feminina.
Patricia Arquette, melhor coadjuvante de minissérie ou filme para a TV por The Act, pediu respeito às pessoas trans. E Michelle Williams, premiada por Fosse/Verdon, às mulheres.
Os vencedores
Série de comédia: Fleabag
Atriz de comédia: Phoebe Waller-Bridge (Fleabag)
Ator de comédia: Bill Hader (Barry)
Série de drama: Game of Thrones
Atriz de drama: Jodie Comer (Killing Eve)
Ator de drama: Billy Porter (Pose)
Melhor minissérie: Chernobyl

Agência Estado

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Corpo do Jornalista Carlos Heitor Cony deve ser cremado na terça-feira

Vinícius Lisboa - Repórter da Agência Brasil* O corpo do jornalista Carlos Heitor Cony deve ser cremado na próxima terça-feira (9), no Memorial do Carmo, segundo a Academia Brasileira de Letras (ABL), respeitando o desejo do imortal. Cony morreu ontem (6), aos 91 anos, vítima de falência múltipla dos órgãos após dez dias de internação. Segundo a ABL, como a morte ocorreu em um fim de semana, procedimentos jurídicos e administrativos terão que ser resolvidos nesta segunda-feira (8). Após a cremação, suas cinzas devem ser lançadas em um local que remete a sua infância. Também a pedido do jornalista, seu corpo não foi velado na sede da academia. A amiga e também jornalista Rosa Canha disse que Cony desejava uma cerimônia íntima. "Ele não queria velório, não queria missas nem nenhum tipo de homenagens. Ele pediu muito que fosse uma cerimônia apenas para a família".  Saiba MaisTemer lamenta morte do jornalista Carlos Heitor Cony Carlos Heitor Cony nasceu no Rio em 14 de março de 1926.…

Participe da Coletânea "100 Poetas e 100 Sonetos"

O Instituto Horácio Dídimo de Arte, Cultura e Espiritualidade está selecionando 100 poetas para compor a Coletânea “100 Poetas e 100 Sonetos”. Os sonetos são de tema livre e devem ser metrificados em qualquer tamanho ou estilo, rimados ou não. 

Não haverá taxa de inscrição e nem obrigatoriedade de aquisição do livro pelos participantes, que em contrapartida cedem seus direitos autorais. 

A data e local do lançamento da coletânea serão definidos posteriormente. 

Para participar, envie o seu soneto para o email ihd@institutohoraciodidimo.org ou pelo formulário até 10/07/2019 com uma breve biografia.

Por https://institutohoraciodidimo.org/2019/06/11/coletanea-100-poetas-e-100-sonetos/

Projeto do escritor e professor cearense Gonzaga Mota doa livros para escolas públicas da Capital e do interior

Por Diego Barbosa,  Com a ação, Gonzaga Mota já circulou por 20 instituições, ora aumentando acervos, ora criando novas mini-bibliotecas Com facilidade, a porta em que está cravada a placa "Livros de escritores cearenses" escancara-se em nova visão. Do outro lado do anteparo, o olhar mira num aconchegante espaço, onde repousam, organizadas e coloridas, obras de toda ordem. São títulos tradicionais e contemporâneos, exemplares de poesias, contos, crônicas, romances. Em comum a todos eles, o DNA nosso: possuem assinatura de cearenses. E querem ganhar mais mundos, outras trilhas. Mantido pelo escritor e professor Gonzaga Mota, o gabinete da descrição acima é recanto de possibilidades. Desde o começo deste ano, o profissional mantém um projeto de doação de livros para escolas públicas de Fortaleza e do interior, almejando estender o raio de alcance da leitura, especialmente entre crianças e jovens. A vontade de fazer com que os volumes saltem da…