Anúncios Parceiro Magalu - Erigleissonevoce

Religioso eleito melhor professor do mundo abre sessão do Congresso dos EUA com oração

Peter Tabichi abrindo a sessão do Congresso dos Estados Unidos em 17 de setembro com uma oração / Crédito: Captura de YouTube - Transmissão do Congresso dos Estados Unidos
(ACI).- O irmão franciscano que foi reconhecido no começo deste ano como “o melhor professor do mundo”, Peter Tabichi, abriu a sessão do Congresso dos Estados Unidos em 17 de setembro com a oração franciscana pela paz.
Peter Tabichi@petertabichi
 
It was a great privilege and honour to open the US Congress with the Franciscan prayer for peace at the Capitol, Washington DC. What a great day! God bless us all.🙏
Embedded video
1,545 people are talking about this
 
 
“Foi um grande privilégio e uma honra abrir o Congresso dos Estados Unidos com a oração franciscana pela paz no Capitólio, Washington D.C. Que grande dia! Deus nos abençoe a todos”, disse o também professo de matemática e física, de 37 anos, em sua conta de Twitter.
Tabichi foi premiado em março deste ano com o Global Teacher Prize 2019, por seu significativo trabalho educacional em uma das áreas de extrema pobreza no Quênia, após ser eleito entre 10 mil professores nomeados de 179 países. O prêmio contra de um milhão de dólares que devem ser destinados para fins educacionais.
Em um vídeo publicado nas redes sociais, pode-se observar como no início da sessão de 17 de setembro, um membro da Câmara de Representantes norte-americano apresenta o religioso para que presida uma oração.
Quando lhe concederam a apalavra, o irmão Tabichi pediu a Deus que o usasse como um instrumento de paz para mostrar amor, esperança e luz ao mundo. Também rezou pela paz mundial e para que os líderes sirvam a seu povo.
Tabichi está nos Estados Unidos para uma série de reuniões com líderes mundiais. Durante sua estadia, participará da 74ª Assembleia das Nações Unidas em Nova York e visitará gigantes tecnológicas no Vale do Silício, incluindo Google e Facebook.
Na segunda-feira 16 de setembro, ele se reuniu com o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, na Casa Branca, para conversar sobre seu papel na promoção da educação no Quênia.
O irmão Tabichi foi reconhecido por doar 80% de seu salário a projetos da comunidade local, dá aulas na escola secundária Keriko Mixed, em Pwani Village, localizada em uma parte remota do vale do Rift, no Quênia, que acolhe jovens estudantes de diversas culturas e religiões que se esforçam para obter um futuro melhor.
O religioso tem como objetivo promover a ciência não apenas no Quênia, mas em toda a África, assim como melhorar as expectativas de futuro de seus alunos.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mazagão: terra árida e abençoada

Desabafo da Língua Portuguesa

Elefante publica livro sobre a história do LSD no Brasil