Anúncios Parceiro Magalu - Erigleissonevoce

Chacina do Curió é relembrada em exposição artística no Sobrado Dr. José Lourenço

A mostra "Nomes" reúne trabalhos instalativos e será aberta no próximo sábado (5), às 9h


Sobrado Dr. José Lourenço recebe no próximo dia 5 de outubro de 2019, às 9h, a abertura da exposição "Nomes". O ponto de partida para os trabalhos expostos ao longo de dois andares do equipamento cultural foi o episódio da chacina no bairro do Curió, em Fortaleza, quando policiais encapuzados assassinaram onze adolescentes, na noite do dia 11 para 12 de novembro de 2015. Reunindo documentação histórica, rememoração, performances de si, testemunhos do passado recente e trabalhos artísticos, a mostra busca enfrentar uma ferida na história da cidade.
O trabalho mobilizado em "Nomes" tem um de seus pilares na escuta de mães que perderam seus filhos durante a chacina e em tantos outros acontecimentos de violência, e que persistem numa luta por justiça e por afirmação de uma memória viva. Esse encontro com as mães desencadeou um dos trabalhos instalativos que poderá ser visto na exposição. 
nomesnomes
O trabalho mobilizado em "Nomes" tem um de seus pilares na escuta de mães que perderam seus filhos durante a chacina
Pensada como uma roda de conversa, a obra convida cada visitante do museu a se colocar num trabalho atento de escuta das histórias singulares contadas pelas mães, que retomam memórias de infância, de afeto e de sonhos, entremeadas com  a necessidade de elaborar sobre o processo de perda e sobre a obstinada força para reclamar por reparação jurídica e para combater as repetições históricas de crimes dos agentes do Estado. Junto à memória presentificada pelas palavras e gestos das mães, outro espaço convida a mergulhar nas fotografias de família, que carregam a força de nos lembrar, em suas texturas e cenas, as histórias de cada jovem. 
Na insistência da vida, duas salas são compostas por trabalhos artísticos que sublinham a potência da arte como força cotidiana. Em um desses espaços, onze atrizes e atores performam suas histórias, transitando entre o pessoal e o coletivo. Em outra sala, quatro artistas do Curió assinalam a variedade expressiva de uma intervenção no presente, que é diária e que insiste na construção da história de um bairro - feito, já em suas bases, da cooperação mútua e da composição de comunidade. 
exposição 1exposição 1
Na insistência da vida, duas salas são compostas por trabalhos artísticos que sublinham a potência da arte como força cotidiana
A exposição "Nomes" fica em cartaz durante dois meses e é um projeto apoiado pelo Edital das Artes da Secretaria de Cultura do Estado do Ceará e pela Vila das Artes da Prefeitura Municipal de Fortaleza. Na composição do processo, o Centro de Defesa da Criança e do Adolescente do Ceará (Cedeca-CE), o Comitê Cearense pela Prevenção de Homicídios na Adolescência (CCPHA), o Fórum Popular de Segurança Pública do Ceará, a Casa Avoa e tantos outros foram parceiros decisivos nessa construção.
Serviço
Exposição Nomes
Abertura: 5 de outubro, às 9 horas
Permanência: de 5 de outubro a 7 de dezembro de 2019
Local: Sobrado José Lourenço (Rua Major Facundo, 154 - Centro)
Entrada gratuita


Diário do Nordeste

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Corpo do Jornalista Carlos Heitor Cony deve ser cremado na terça-feira

Política e dinheiro

Filmes inspirados em livros na Amazon Prime Vídeo