Pular para o conteúdo principal

Expo Liber: evento na UnB une direito, literatura e jornalismo

Projeto, que ocorre neste sábado (05/10/2019), quer integrar diversas áreas do conhecimento e celebrar os 31 anos da Constituição Federal


Divulgação/Luis Gustavo Prado/Secom UnB
Universidade de Brasília (UnB) recebe, neste sábado (05/10/2019), a primeira edição da Expo Liber, organizada pelo Projeto de Extensão Habeas Liber, da Faculdade de Direito. O objetivo do evento é integrar os campos do direito às demais áreas de conhecimento, como a literatura e o jornalismo, em comemoração aos 31 anos da promulgação da Constituição Federal.
A programação será aberta às 9h pelo presidente do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT), desembargador Romão Cícero de Oliveira; e encerrada, às 16h30, pelo ex-ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Sepúlveda Pertence.
Entre os palestrantes previstos, estão Ryan Maia, escritor mais jovem do Brasil; o ex-procurador federal Judivan Vieira; o magistrado Márcio Barbosa Maia, da Justiça Federal do DF; e Marcos Mairton, magistrado em Fortaleza (CE) e juiz instrutor no Superior Tribunal de Justiça (STJ).
O evento, que ocorrerá na Faculdade de Direito, tem como coordenadores o professor e juiz Vallisney de Oliveira, da 10ª Vara da Justiça Federal do DF, e o estudante Ronaldo de Oliveira Melo.
Direito e jornalismo policial
A intersecção entre o jornalismo investigativo e o direito será tema abordado pelo presidente do Sindicato dos Escritores de Brasília, Marcos Linhares. Autor do livro Não Existe Crime Perfeito, o jornalista vai relembrar a cobertura de casos históricos que marcaram o Distrito Federal. A diretora-executiva do MetrópolesLilian Tahan, vai compor a mesa de conversas.
Além dos debates, o público terá acesso a apresentações musicais, exposição de curtas, de livros, sorteio, entre outros atrativos, como o lançamento do livro Corações Libertários, uma coletânea de autoria de estudantes e ex-alunos da UnB.
A Expo Liber conta com o patrocínio da Alumni, Associação dos Ex-alunos de Direito da UnB; do Sindicato dos Escritores do Distrito Federal e da Faculdade de Direito da UnB. No lugar, haverá a presença food trucks.
A participação é gratuita e os interessados podem se inscrever pelo formulário disponível em https://bit.ly/2oymNsB
Confira a programação:
9h
Abertura
Palestra Justiça e Cidadania – Romão Cícero de Oliveira (Presidente e desembargador do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios)

10h
Inauguração da Galeria/Quadro editorial dos professores da Faculdade de Direito (Parceria: Faculdade de Direito, Alumni e Habeas Liber)

10h15
Palestra A Corrupção no Mundo – Judivan Vieira (Pós-doutor em direito. Procurador Federal Aposentado)

11h15
Palestra Crime e Literatura: Não Existe Crime perfeito – Marcos Linhares (Jornalista, escritor, presidente do Sindicato dos Escritores do DF e coordenador-geral da 32ª Feira do Livro)

12h
Intervalo para almoço com música ambiente, artes, feira de livro e fast food

13h30
Painel I

Palestra Cinema e Literatura – Fauston da Silva (Cineasta, estudante de direito da UnB, produtor, roteirista e diretor de cinema)
Apresentação do Filme: O Balãozinho Azul

14h
Palestra: Literatura de Cordel: normas e formas – Marcos Mairton (Juiz federal, poeta e músico)

14h40
Sorteio de Rifa e Sorteio de Livros

15h
Painel II
Palestra: A Harmonia dos Direitos Humanos – Márcio Barbosa Maia (Juiz federal, músico, mestre em direito constitucional)
Ryan Maia (Escritor mirim, autor de obras infantis e literárias) – Apresentação de livro e bate-papo interativo
Apresentação Musical (Márcio Barbosa/Marcos Mairton)

15h50
Lançamento do livro Corações Libertários – Coletânea de autoria de estudantes e ex-estudantes da UnB

16h30
Palestra 31 anos da Constituição de 1988 – Sepúlveda Pertence (Ex-ministro e ex-presidente do Supremo Tribunal Federal, e ex-procurador-geral da República, advogado e jurista)

Fonte: Metropoles.com

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Participe da Coletânea "100 Poetas e 100 Sonetos"

O Instituto Horácio Dídimo de Arte, Cultura e Espiritualidade está selecionando 100 poetas para compor a Coletânea “100 Poetas e 100 Sonetos”. Os sonetos são de tema livre e devem ser metrificados em qualquer tamanho ou estilo, rimados ou não. 

Não haverá taxa de inscrição e nem obrigatoriedade de aquisição do livro pelos participantes, que em contrapartida cedem seus direitos autorais. 

A data e local do lançamento da coletânea serão definidos posteriormente. 

Para participar, envie o seu soneto para o email ihd@institutohoraciodidimo.org ou pelo formulário até 10/07/2019 com uma breve biografia.

Por https://institutohoraciodidimo.org/2019/06/11/coletanea-100-poetas-e-100-sonetos/

O Natal em Natal (RN), a capital potiguar fundada em 25 de dezembro de 1599

Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto 'O Natal em Natal'.
Considerada uma das maiores e mais bonitas do Brasil, a Árvore de Natal instalada no bairro de Mirassol encanta a natalenses e turistas. (Alex Regis/ Secom Natal)
Os moradores da capital do Rio Grande do Norte têm um motivo a mais para se alegrar e vivenciar esta época do ano. Afinal, eles celebram o “Natal em Natal”. Aliás, a capital potiguar recebeu este nome devido a data da sua fundação: 25 de dezembro de 1599. Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto “O Natal em Natal”, promovido pela prefeitura municipal. Ao todo, segundo a prefeitura, são mais de 40 eventos que contemplam dança, música, teatro, audiovisual, artesanato, gastronomia e outras manifestações culturais.
Na zona sul da capital, foi acessa, no dia 3 de dezembro,  a tradicional “árvore de Mirassol”, com 112 metros de altura, ornamentada com enfeites nos formatos de …

Projeto do escritor e professor cearense Gonzaga Mota doa livros para escolas públicas da Capital e do interior

Por Diego Barbosa,  Com a ação, Gonzaga Mota já circulou por 20 instituições, ora aumentando acervos, ora criando novas mini-bibliotecas Com facilidade, a porta em que está cravada a placa "Livros de escritores cearenses" escancara-se em nova visão. Do outro lado do anteparo, o olhar mira num aconchegante espaço, onde repousam, organizadas e coloridas, obras de toda ordem. São títulos tradicionais e contemporâneos, exemplares de poesias, contos, crônicas, romances. Em comum a todos eles, o DNA nosso: possuem assinatura de cearenses. E querem ganhar mais mundos, outras trilhas. Mantido pelo escritor e professor Gonzaga Mota, o gabinete da descrição acima é recanto de possibilidades. Desde o começo deste ano, o profissional mantém um projeto de doação de livros para escolas públicas de Fortaleza e do interior, almejando estender o raio de alcance da leitura, especialmente entre crianças e jovens. A vontade de fazer com que os volumes saltem da…