Pular para o conteúdo principal

EdUECE promove XII Lançamento de Livros e VIII Mostra de Publicações

A Editora da Universidade Estadual do Ceará (EdUECE) realizou na última quinta-feira (24/10), no campus Itaperi, o seu XII Lançamento de Livros e VIII Mostra de Publicações. Os eventos integraram a programação da XXIV Semana Universitária (SU).
A principal tarefa da EdUECE é dar visibilidade e instigar a produção de conhecimento, expressar a diversidade dos saberes, estimular os sentidos entre os campos de conhecimento e elaboração teórica, motivar a construção de práticas científicas, expressar a produção artística e cultural.
O diretor da EdUECE, professor Erasmo Miessa Ruiz, falou sobre esse importante papel de uma editora. “… proporcionar a liberdade de acesso ao conhecimento e a construção da democracia. Esse é um dos grandes papeis de uma editora, tendo como alicerce a ação de seus autores, que transformam em livro o conhecimento arduamente produzido no dia a dia de uma universidade”.
O diretor agradeceu a todos os autores e colaboradores e ressaltou: “Cabe a nós, não só da Editora, mas a todos nós, proteger esse conhecimento, pois hoje ele tem uma conotação ainda mais especial. (…) Cabe a nós mantermos as luzes acesas e se possível fazer com que elas tenham cada vez mais intensidade. Esse ano, com muitos sacrifícios, com muitas dificuldades, a EdUECE foi capaz de trazer, ao todo, de 64 títulos”.
O XII Lançamento de Livros e a VIII Mostra de Publicações celebram o trabalho realizado pela Editora nos últimos doze meses e têm por objetivo promover a divulgação da produção científica e didática da Uece. Foram 64 livros lançados, dos quais 40 são e-books, disponíveis no site da EdUECE, e 24 impressos, esses expostos na Mostra de Publicações.
O vice-reitor da Uece, professor Hidelbrando Soares, em exercício da Reitoria, destacou as novas fronteiras abertas pela EdUECE sob a direção do professor Erasmo Ruiz. “Uma delas é essa linha digital que iniciamos. Hoje, por exemplo, nós estamos produzindo mais livros digitais do que impressos. A EdUECE e a Uece, efetivamente, entraram na era digital (…). A segunda, ainda como possibilidade, é a busca por um novo modelo organizacional para editora que lhe permita mais flexibilidade e capacidade produtiva”.
Professor Hidelbrando acrescentou ainda que, desde o início da atual gestão, vem sendo criadas condições para tornar a EdUECE um selo de impacto efetivo na comunidade acadêmica e científica de nosso país. “Esses três grandes objetivos vem sendo perseguido pelo professor Erasmo e se tornam marcas de sua gestão à frente de nossa editora. Hoje, a Reitoria reconhece a importância desse trabalho e dessa liderança para Universidade Estadual do Ceará”.
O evento foi também ocasião para homenagear professores autores da Uece como forma de reconhecimento por toda contribuição. Foram homenageados os docentes Thereza Maria Magalhães Moreira, Marcelo Gurgel Carlos da Silva, Maria Salete Bessa Jorge e Emanuel Ângelo da Rocha Fragoso.
A cerimônia contou ainda com apresentação do grupo de música nordestina, Sussuaranos.
   

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Participe da Coletânea "100 Poetas e 100 Sonetos"

O Instituto Horácio Dídimo de Arte, Cultura e Espiritualidade está selecionando 100 poetas para compor a Coletânea “100 Poetas e 100 Sonetos”. Os sonetos são de tema livre e devem ser metrificados em qualquer tamanho ou estilo, rimados ou não. 

Não haverá taxa de inscrição e nem obrigatoriedade de aquisição do livro pelos participantes, que em contrapartida cedem seus direitos autorais. 

A data e local do lançamento da coletânea serão definidos posteriormente. 

Para participar, envie o seu soneto para o email ihd@institutohoraciodidimo.org ou pelo formulário até 10/07/2019 com uma breve biografia.

Por https://institutohoraciodidimo.org/2019/06/11/coletanea-100-poetas-e-100-sonetos/

Corpo do Jornalista Carlos Heitor Cony deve ser cremado na terça-feira

Vinícius Lisboa - Repórter da Agência Brasil* O corpo do jornalista Carlos Heitor Cony deve ser cremado na próxima terça-feira (9), no Memorial do Carmo, segundo a Academia Brasileira de Letras (ABL), respeitando o desejo do imortal. Cony morreu ontem (6), aos 91 anos, vítima de falência múltipla dos órgãos após dez dias de internação. Segundo a ABL, como a morte ocorreu em um fim de semana, procedimentos jurídicos e administrativos terão que ser resolvidos nesta segunda-feira (8). Após a cremação, suas cinzas devem ser lançadas em um local que remete a sua infância. Também a pedido do jornalista, seu corpo não foi velado na sede da academia. A amiga e também jornalista Rosa Canha disse que Cony desejava uma cerimônia íntima. "Ele não queria velório, não queria missas nem nenhum tipo de homenagens. Ele pediu muito que fosse uma cerimônia apenas para a família".  Saiba MaisTemer lamenta morte do jornalista Carlos Heitor Cony Carlos Heitor Cony nasceu no Rio em 14 de março de 1926.…

O Natal em Natal (RN), a capital potiguar fundada em 25 de dezembro de 1599

Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto 'O Natal em Natal'.
Considerada uma das maiores e mais bonitas do Brasil, a Árvore de Natal instalada no bairro de Mirassol encanta a natalenses e turistas. (Alex Regis/ Secom Natal)
Os moradores da capital do Rio Grande do Norte têm um motivo a mais para se alegrar e vivenciar esta época do ano. Afinal, eles celebram o “Natal em Natal”. Aliás, a capital potiguar recebeu este nome devido a data da sua fundação: 25 de dezembro de 1599. Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto “O Natal em Natal”, promovido pela prefeitura municipal. Ao todo, segundo a prefeitura, são mais de 40 eventos que contemplam dança, música, teatro, audiovisual, artesanato, gastronomia e outras manifestações culturais.
Na zona sul da capital, foi acessa, no dia 3 de dezembro,  a tradicional “árvore de Mirassol”, com 112 metros de altura, ornamentada com enfeites nos formatos de …