Anúncios Parceiro Magalu - Erigleissonevoce

Festival Choro Jazz traz música e formação gratuita a Fortaleza e Jericoacoara

A função social é uma das grandes responsabilidades de um evento voltado à cultura. Fincar elos com uma região específica e com isso facilitar o acesso à educação pode ser determinante dentro de uma comunidade. Completando 10 edições, o Festival Choro Jazz entra para a história como uma manifestação artística capaz de criar raízes profundas na sociedade cearense. Seguindo uma tradição elogiada, o projeto chega a 2019 festejando a música brasileira aliada à arte do encontro e da formação.
Fortaleza e Jericoacoara sediam a iniciativa. A primeira parada acontece de hoje (28) até sábado (30) no Anfiteatro do Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura (CDMAC). Já em dezembro, de 3 a 8, os craques da música instrumental fincam as bases na paradisíaca Jericoacoara. Neste ano, o homenageado especial é o compositor Paulo César Pinheiro.
Arismar do Espírito Santo 10 - fechada - horizontal - Sonho ou Canção - Luiz AlvesArismar do Espírito Santo 10 - fechada - horizontal - Sonho ou Canção - Luiz Alves
Arismar do Espírito Santo faz show em Jericoacoara no encerramento do festival
Luiz Alves
Um time estrelado entra em campo para decifrar toda uma programação. É uma maratona de shows, oficinas, rodas de choro e outras atividades com grandes nomes da música. Assim, o festival guarda espaço como boa opção musical.
O produtor Antonio Ivan, o Capucho, não esconde a felicidade da iniciativa atingir uma década de total dedicação à arte no Estado. "É motivo de orgulho e uma responsabilidade muito maior. Foi o único projeto do Ceará contemplado na chamada pública Petrobras Cultural - Música em Movimento. Levar música boa sempre é motivo de alegria", argumenta o realizador.
Parcerias
Abrindo os trabalhos da quinta-feira, às 20h, o bandolinista Carlinhos Patriolino une talento com o jovem pianista Thiago Almeida, integrante da Marimbanda e um dos mais criativos realizadores da nova cena brasileira. A segunda noite de concertos traz o nacionalmente consagrado pianista, arranjador e compositor Cristóvão Bastos. Parceiro atuante de bambas como Chico Buarque e Aldir Blanc, ele divide vivências e sonoridades com o acordeonista, pianista e compositor Adelson Viana. Oportunidade única de conferir este intercâmbio sonoro.
Adelson Viana - Sonho ou Canção - Luiz AlvesAdelson Viana - Sonho ou Canção - Luiz Alves
Adelson Viana divide o palco com o consagrado pianista carioca Cristóvão Bastos e com o multi-instrumentista Luciano Franco
Luiz Alves
A sexta-feira (29) reserva os acordes do veterano compositor, arranjador e multi-instrumentista cearense Luciano Franco. O músico recebe convidados como Edinho Vilas Boas, Idilva Germano e Adelson Viana. Para adicionar um tempero ainda mais contagiante ao número vale destacar a presença de um trio de metais.
Em seguida, será vez do grupo Samba de Fato. O quarteto é referência da cena carioca desde a década de 2000 e reúne Alfredo Del-Penho (voz e violão), Pedro Amorim (voz e bandolim), Pedro Miranda (voz e percussão) e Paulino Dias (voz e percussão). O cantor e compositor mineiro Sérgio Santos faz participação especial.
Encerrando a etapa Fortaleza, o sábado (30) será território de lançamento de disco do acordeonista, compositor e arranjador cearense Nonato Lima. A noite prossegue com a aguardada apresentação do Trio Corrente. Fábio Torres (piano), Paulo Paulelli (contrabaixo; foto de capa desta edição) e Edu Ribeiro (bateria) guardam estrada vibrante na música.
Luciano Franco  Paulo WinzLuciano Franco  Paulo Winz
Cearense Luciano Franco se apresenta em Fortaleza na sexta-feira (29)
Paulo Winz
Seis discos lançados, um Grammy Award e um Latin Grammy e todo um repertório capaz de abarcar de Pixinguinha até Guinga. Em Jericoacoara, a programação acontece na Praça principal, incluindo rodas de samba e choro diariamente a partir das 17h. Os shows começam às 21h, no mesmo local, com exceção do domingo (3), cujo horário é 20h.
A programação de workshops é outro grande destaque. Na Capital, as formações incluem as participações de Cristovão Bastos (28/11), Samba de Fato (29/11) e Trio Corrente (30/11). Sobre a oferta de capacitação musical, Capucho explica que a Escola de Música Choro Jazz (para crianças de Jijoca de Jericoacoara) é uma resposta positiva do festival.
Trio CorrenteTrio Corrente
Trio Corrente durante apresentação no Museu de Arte de São Paulo (Masp)
Divulgação
"Você chegar no espaço de alguém e não deixar nada para comunidade é errado. A ideia sempre foi deixar alguma coisa. Os músicos convivem com a população e levam aprendizado. A música boa é legal quando você consegue passar algo para as pessoas", finaliza o organizador.
Jericoacoara
3/12 
20h - Orquestra Jeri 
21h - Sebastião Tapajós 22h30 - Trio Corrente 

4/12
21h - Cristovão Bastos Quarteto 
22h30 - Jota P & Carol Panezi Quinteto 

5/12
21h - Jaques Morelenbaum 
22h30 - Conjunto Época de Ouro 

6/12 
21h - Toninho Horta Quarteto participação de Pedro Martins 
22h30 - Samba de Fato, participação de Sérgio Santos, Julião Rabello e Ana Rabello 

7/12 
21h - Renato Braz e Zé Renato 
22h30 - Filó Machado Sexteto 

8/12 
21h - Arismar do Espírito Santo e Orquestra das Areias 
22h30 - Forró do Zé Pitoco participação Luciana Alves

Serviço
10° Festival Choro Jazz. De 28 a 30 de novembro em Fortaleza, no Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura (Rua Dragão do Mar, 81, Praia de Iracema,). De 3 a 8 de dezembro em Jericoacoara. Gratuito. Confira a programação completa aqui.
Diário do Nordeste

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pedro e Paulo: alegria da Igreja!

Mazagão: terra árida e abençoada