Pular para o conteúdo principal

'Literatura em Foco' está há 19 anos revelando grandes escritores da Amazônia

"Eu me lembro que o Amazon Sat nasceu ao lado do gabinete do Phelippe Júnior, em que trabalhavam um gestor, um produtor e apenas um jornalista: eu. Nesse momento, o doutor Phelippe Daou me contactou e me convidou para fazer um programa no canal, e eu topei a ideia. Assim nasceu o Literatura em Foco, que segue no ar até hoje, um esforço coletivo de uma equipe brilhante". O relato é do professor, historiador e doutor honoris causa Abrahim Baze, que apresenta o programa desde fevereiro de 2000, no Amazon Sat.
       
Foto:Reprodução/Amazon Sat
 

O Literatura em Foco é um dos pioneiros do Amazon Sat e faz parte de um gama de programas preocupados com a educação, inovação e sustentabilidade, que é a proposta da Fundação Rede Amazônica (Fram), parceira do canal.


Abrahim Baze conta que o programa é um dos poucos no Brasil na linha, e o diferencial está em revelar grandes escritores da Amazônia.


"A proposta do Literatura é destacar toda a produção literária da Amazônia. Eu viajei toda a região, e alguns países do exterior mostrando livros de produção da Amazônia e entrevistando os autores. E no ano que vem comemoramos 20 anos no ar, de forma ininterrupta e sem repetir obras", conta Abrahim.


Sobre a produção do Literatura em Foco, Abrahim conta que o começo foi difícil, mas o primeiro programa teve a presença do autor amazonense Mário Ypiranga Monteiro.

           
Foto:Reprodução/Amazon Sat
 

"O Amazon Sat ainda estava nascendo e dependíamos de toda a estrutura logística da TV Amazonas. Me lembro que o primeiro entrevistado do programa foi Mário Ypiranga Monteiro, onde gravei nos jardins do Palácio Rio Negro. E hoje somos um programa de referência nacional, e nossa pecualiaridade é conversar com autores que falam sobre a Amazônia", ressalta o professor Abrahim.


Literatura em Foco


O programa inédito do Literatura em Foco vai ao ar todas as quintas-feiras, a partir das 10h30 (horário de Manaus), com reapresentações as segunda-feiras, 15h30 e 23h30, e as quintas-feiras, 18h30.


Amazon Sat


O Canal que é a cara e voz da Amazônia e do amazônida, pode ser assistido por mais de 50 cidades na região, por TV Aberta e a cabo.


Em Manaus (AM), canal digital 44.1, em Porto Velho (RO) no canal digital 22.1, em Boa Vista (RR) no canal 23.1, em Rio Branco (AC) no canal 31.1, e em Macapá (AP) no canal 29.1. Em Belém e Ananindeua (PA) pela Roma Cabo, canal 24, e pela NET, canal 22 ou através do youtube.
Fonte: Portal Amazônia

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Participe da Coletânea "100 Poetas e 100 Sonetos"

O Instituto Horácio Dídimo de Arte, Cultura e Espiritualidade está selecionando 100 poetas para compor a Coletânea “100 Poetas e 100 Sonetos”. Os sonetos são de tema livre e devem ser metrificados em qualquer tamanho ou estilo, rimados ou não. 

Não haverá taxa de inscrição e nem obrigatoriedade de aquisição do livro pelos participantes, que em contrapartida cedem seus direitos autorais. 

A data e local do lançamento da coletânea serão definidos posteriormente. 

Para participar, envie o seu soneto para o email ihd@institutohoraciodidimo.org ou pelo formulário até 10/07/2019 com uma breve biografia.

Por https://institutohoraciodidimo.org/2019/06/11/coletanea-100-poetas-e-100-sonetos/

Corpo do Jornalista Carlos Heitor Cony deve ser cremado na terça-feira

Vinícius Lisboa - Repórter da Agência Brasil* O corpo do jornalista Carlos Heitor Cony deve ser cremado na próxima terça-feira (9), no Memorial do Carmo, segundo a Academia Brasileira de Letras (ABL), respeitando o desejo do imortal. Cony morreu ontem (6), aos 91 anos, vítima de falência múltipla dos órgãos após dez dias de internação. Segundo a ABL, como a morte ocorreu em um fim de semana, procedimentos jurídicos e administrativos terão que ser resolvidos nesta segunda-feira (8). Após a cremação, suas cinzas devem ser lançadas em um local que remete a sua infância. Também a pedido do jornalista, seu corpo não foi velado na sede da academia. A amiga e também jornalista Rosa Canha disse que Cony desejava uma cerimônia íntima. "Ele não queria velório, não queria missas nem nenhum tipo de homenagens. Ele pediu muito que fosse uma cerimônia apenas para a família".  Saiba MaisTemer lamenta morte do jornalista Carlos Heitor Cony Carlos Heitor Cony nasceu no Rio em 14 de março de 1926.…

O Natal em Natal (RN), a capital potiguar fundada em 25 de dezembro de 1599

Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto 'O Natal em Natal'.
Considerada uma das maiores e mais bonitas do Brasil, a Árvore de Natal instalada no bairro de Mirassol encanta a natalenses e turistas. (Alex Regis/ Secom Natal)
Os moradores da capital do Rio Grande do Norte têm um motivo a mais para se alegrar e vivenciar esta época do ano. Afinal, eles celebram o “Natal em Natal”. Aliás, a capital potiguar recebeu este nome devido a data da sua fundação: 25 de dezembro de 1599. Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto “O Natal em Natal”, promovido pela prefeitura municipal. Ao todo, segundo a prefeitura, são mais de 40 eventos que contemplam dança, música, teatro, audiovisual, artesanato, gastronomia e outras manifestações culturais.
Na zona sul da capital, foi acessa, no dia 3 de dezembro,  a tradicional “árvore de Mirassol”, com 112 metros de altura, ornamentada com enfeites nos formatos de …