Anúncios Parceiro Magalu - Erigleissonevoce

Sancionada lei que incentiva a literatura nacional

Foi sancionada, na quinta-feira (21), lei que estabelece a realização de concursos regionais, pelo Poder Executivo, em todo território nacional com o objetivo de descobrir e incentivar novos autores. A nova lei, oriunda do Projeto de Lei da Câmara (PLC) 95/2017, altera a Política Nacional do Livro (Lei 10.753/2003).
De iniciativa do deputado Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), a proposta foi aprovada em maio pelo Senado. Mas foi vetada pelo presidente Jair Bolsonaro em junho, sob alegação de que “a proposição aumenta despesas públicas sem o cancelamento equivalente de outra despesa obrigatória e sem que esteja acompanhada de estimativa do seu impacto orçamentário e financeiro”.
O Congresso Nacional, no entanto, derrubou o veto presidencial em setembro, com 320 votos contrários de deputados e 44 de senadores.
Na derrubada do veto, a então líder do governo no Congresso, deputada Joice Hasselmann (PSL-SP), informou que o governo acatou a derrubada do veto por considerar o projeto importante para a educação.
— Esse é um texto que basicamente incentiva concursos de livros por crianças nas escolas do nosso país. Então, o governo concordou em derrubar esse veto — pontuou a deputada.
Para o relator da matéria na Comissão de Educação do Senado, senador Styvenson Valentim (Podemos-RN), os concursos são medidas eficazes para melhorar as oportunidades de publicação dos autores e de disseminação de seus textos, além de revelar novos escritores.
“Na mesma linha, a vertente regional desses certames literários também se mostra oportuna pela valorização da cultura e das iniciativas locais”, afirmou Styvenson no relatório.
Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)


Fonte: Agência Senado

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Livro resgata conteúdo de cartas recebidas por João Goulart

Mestra da Cultura do Ceará, artesã Dona Zefinha morre no Cariri

Livro sobre as origens do povo cearense chega ao mercado