Pular para o conteúdo principal

Tema da redação do Enem surpreende professores

O tema da redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) deste ano pegou professores de surpresa. Muitas apostas eram nas áreas da saúde, meio ambiente, educação e tecnologia. O tema escolhido foi Democratização do acesso ao cinema no Brasil. A prova foi aplicada neste domingo (3) junto com linguagens e ciências humanas. 
O tema foi divulgado após às 13h30, no horário de Brasília, quando o exame começou a ser aplicado em todo o país. “Eu achei totalmente inesperado, totalmente fora do que a gente estava imaginando”, disse a professora de redação do Colégio Mopi, no Rio de Janeiro, Tatiana Nunes. “Não estava no rol das grandes apostas que os alunos estavam comentando, e isso pode gerar certa ansiedade, mas acho que é um tema legal e acessível ao jovem, algo do tempo dele”, complementa a professora de redação do curso online Descomplica Carol Achutti. 
Para o professor de redação do ProEnem, plataforma online de preparação para o exame, Romulo Bolivar, no entanto, o tema não surpreende “quem está se preparando há algum tempo para o Enem, que tem o perfil de cobrar temas atuais, sociais, relacionados à realidade brasileira e que não são moralmente polêmicos”. O tema da redação, segundo o professor, é escolhido no primeiro semestre do ano. 
“Eu acho que é um tema interessante, é bem interessante pensar essa questão cultural no Brasil, principalmente com as questões recentes que vêm acontecendo. Acho que é um tema que tem bastante coisa a ser discutida”, diz a professora do Colégio Seriös, em Brasília, Jade Nobre. 
A redação do Enem deve ser do tipo dissertativo-argumentativo, com até 30 linhas, desenvolvida a partir da situação-problema proposta e de subsídios oferecidos pelos textos motivadores. Os textos motivadores ainda não foram divulgados. Redações com menos de sete linhas recebem nota zero, assim como as que reproduzem integralmente trechos dos textos motivadores e de itens do Caderno de Questões.
Um texto dissertativo-argumentativo deve ser opinativo e organizado para a defesa de um ponto de vista. A opinião do autor deve estar fundamentada com explicações e argumentos.
Na opinião dos professores, dependendo conforme o que for pedido na prova e nos textos de apoio, os estudantes podem tratar, por exemplo da expansão do cinema por canais da internet. Podem também tratar de incentivos à cultura e de fechamentos de salas de cinema. 
“É bom a gente lembrar que em alguns lugares, em alguns centros urbanos do país, tem-se acesso bem fácil ao cinema, com shopping centers, promoções, acesso mais barato para idosos e estudantes. Mas, em muitas cidades, não há sequer uma sala de cinema”, destaca Bolivar.
De acordo com a Agência Nacional do Cinema (Ancine), a Região Sudeste concentra 52% de todas as salas de cinema do país. Ao todo, o Brasil tem 3.347 salas de cinema, das quais 373 são salas de rua. Os dados são do Informe Salas de Exibição 2018, que apontou naquele ano um crescimento de 3,8% do parque exibidor em relação a 2017.
Segundo Tatiana, dependendo da orientação da prova, é possível também abordar a questão da acessibilidade a pessoas com deficiência e também o incentivo ao cinema brasileiro. “Se o tema tiver falando de questão da acessibilidade, pode-se pensar na necessidade de empresas que detêm esse tipo de entretenimento darem condições para as pessoas com deficiência terem acesso aos cinemas. Também pode-se pensar na valorização do cinema brasileiro, porque nosso cinema ainda é muito visto como sendo menor [que o estrangeiro].”
A aplicação do Enem vai até as 19h, no horário de Brasília. O exame segue no próximo domingo, quando os estudantes fazem provas de matemática e ciências da natureza. 

Veja os temas da redação de edições anteriores:

Enem 2009: O indivíduo frente à ética nacional
Enem 2010: O trabalho na construção da dignidade humana
Enem 2011:  Viver em rede no século XXI: Os limites entre o público e o privado
Enem 2012: O movimento imigratório para o Brasil no século XXI
Enem 2013:  Efeitos da implantação da Lei Seca no Brasil
Enem 2014: Publicidade infantil em questão no Brasil
Enem 2015: A persistência da violência contra a mulher na sociedade brasileira
Enem 2016: Caminhos para combater a intolerância religiosa no Brasil e Caminhos para combater o racismo no Brasil - Neste ano houve duas aplicações do exame.
Enem 2017: Desafios para formação educacional de surdos no Brasil
Enem 2018: Manipulação do comportamento do usuário pelo controle de dados na internet

Agência Brasil

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Participe da Coletânea "100 Poetas e 100 Sonetos"

O Instituto Horácio Dídimo de Arte, Cultura e Espiritualidade está selecionando 100 poetas para compor a Coletânea “100 Poetas e 100 Sonetos”. Os sonetos são de tema livre e devem ser metrificados em qualquer tamanho ou estilo, rimados ou não. 

Não haverá taxa de inscrição e nem obrigatoriedade de aquisição do livro pelos participantes, que em contrapartida cedem seus direitos autorais. 

A data e local do lançamento da coletânea serão definidos posteriormente. 

Para participar, envie o seu soneto para o email ihd@institutohoraciodidimo.org ou pelo formulário até 10/07/2019 com uma breve biografia.

Por https://institutohoraciodidimo.org/2019/06/11/coletanea-100-poetas-e-100-sonetos/

Corpo do Jornalista Carlos Heitor Cony deve ser cremado na terça-feira

Vinícius Lisboa - Repórter da Agência Brasil* O corpo do jornalista Carlos Heitor Cony deve ser cremado na próxima terça-feira (9), no Memorial do Carmo, segundo a Academia Brasileira de Letras (ABL), respeitando o desejo do imortal. Cony morreu ontem (6), aos 91 anos, vítima de falência múltipla dos órgãos após dez dias de internação. Segundo a ABL, como a morte ocorreu em um fim de semana, procedimentos jurídicos e administrativos terão que ser resolvidos nesta segunda-feira (8). Após a cremação, suas cinzas devem ser lançadas em um local que remete a sua infância. Também a pedido do jornalista, seu corpo não foi velado na sede da academia. A amiga e também jornalista Rosa Canha disse que Cony desejava uma cerimônia íntima. "Ele não queria velório, não queria missas nem nenhum tipo de homenagens. Ele pediu muito que fosse uma cerimônia apenas para a família".  Saiba MaisTemer lamenta morte do jornalista Carlos Heitor Cony Carlos Heitor Cony nasceu no Rio em 14 de março de 1926.…

O Natal em Natal (RN), a capital potiguar fundada em 25 de dezembro de 1599

Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto 'O Natal em Natal'.
Considerada uma das maiores e mais bonitas do Brasil, a Árvore de Natal instalada no bairro de Mirassol encanta a natalenses e turistas. (Alex Regis/ Secom Natal)
Os moradores da capital do Rio Grande do Norte têm um motivo a mais para se alegrar e vivenciar esta época do ano. Afinal, eles celebram o “Natal em Natal”. Aliás, a capital potiguar recebeu este nome devido a data da sua fundação: 25 de dezembro de 1599. Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto “O Natal em Natal”, promovido pela prefeitura municipal. Ao todo, segundo a prefeitura, são mais de 40 eventos que contemplam dança, música, teatro, audiovisual, artesanato, gastronomia e outras manifestações culturais.
Na zona sul da capital, foi acessa, no dia 3 de dezembro,  a tradicional “árvore de Mirassol”, com 112 metros de altura, ornamentada com enfeites nos formatos de …